EFEITO CASCATA: Aumento na tabela do frete deve cair no bolso do consumidor

Representantes da indústria, do comércio e do agronegócio acreditam que o reajuste da tabela de frete em até 15% determinado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, em vigor a partir de segunda-feira, terá impacto imediato nos preços ao consumidor. Também se tornou obrigatório o pagamento de frete de retorno para operações em que o caminhão volta vazio.

“O reajuste da tabela de frete deve ter reflexo imediato nos preços dos eletroeletrônicos”, afirma José Jorge do Nascimento, presidente da Eletros, associação que reúne a indústria do setor. Ele argumenta que no caso da variação cambial, que impacta o custo dos eletroeletrônicos por conta do uso de componentes importados, é possível postergar o aumento de preços trabalhando com os estoques remanescentes. Mas quando envolve frete, não tem saída.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neto disse:

    Isso so pode ser fake!!!
    Materia dirigida para que haja expeculação no mercado. Nem o embarcardor e nem transportadoras pagam o piso minimo p o autono, alguns nao pagam o pedagio. Não há fiscalização alguma e a lei não é comprida. Só existe no papel, na pratica está pior que antes da greve. Uma conquista fictícia.

  2. Jean carlo reuter disse:

    O engraçado é que a indústria repassa seus aumento a toda hora diminui embalagens pra ganhar mais sempre mais.
    Mas quando o frete sofre reajuste parece que o mundo vai acabar e que o frete é o vilão dos aumentos.
    Diesel subiu o ano inteiro e a tabela baixou.
    Então está conversa de que vai impactar no bolso do cidadão por que o frete aumentou e só argumento pra eles se aproveitarem e subir sua margem de lucro ainda mais.
    Não cabeça destes otarios hipócritas o caminhoneiro tem que morrer de fome.,trabalhar de graça ,pra eles continuarem com suas margem de lucros astronômicas .

  3. Ricardo Galdino disse:

    Sou carreteiro, por favor me diga onde é qual transportadora paga esse almento do frete?
    E muita hipocrisia nós caminhoneiros estamos sendo destruídos e ainda vem dizer que esse almento chega no bolso do consumidor!
    O problema da mídia e esse, divulgar informações distorcidas.

  4. Galileu disse:

    Já temos vários impactos quase todo dia sobe o gás o combustível e não falam agora só pq vai melhorar um pouco o frete vcs querem tirar proveito disso todo dia sobe algum produto não é por causa sempre esse tal de agronegócio uma desculpas dos barões do agronegócio

  5. Reginaldo Bardela Lopes disse:

    Somente quanto o caminhoneiro nao carregar os valores baixos e que pode melhorar. Tabela é ilusão ninguém cumpre. Tem caminhao dando carona pra carga por ai .

    • Paulo disse:

      Mas temos que ter uma referência, oq senão vamos nos lascar vc ainda mais, em dois anos o diesel subiu mas de R$1.30 e uma perca de 1300,00 a cada 1000 litros, e todos sabem que a média é de 1.3 a 2 1 friend dependendo do peso

  6. Mario lucii melloti disse:

    Como que vai aumentar os precos das mercardorias. Ninguem paga esse preco da tabela. E so fazerem uma pesquina nos sites de fretes ver o oreco. Que eles pagam e dividir pelo km da rota

  7. Paulo disse:

    Vamos lá, já que o Hipócrita que escreveu este artigo não sabe a realidade.
    Quando foi homologado a tabela de frete , já vinhos de uma defasagem no frete referente ao valor do diesel, ok,
    Reajustou tudo para pagar o valor da tabela, aí te pergunto o valor foi pago??
    Não!!!
    Mas nada foi reduzido para a população, só aumentou no lucro de muitos empresários.
    Dia 13 de de outubro 2019 a tabela caiu cerca de 35% na ANTT, fato esse que não foi divulgado pelo autor da matéria creio eu ficando inviabilizado totalmente o valor que estava em vigência.
    Agora vem com essa de que esse aumento pode afetar a população, hipócrita aprofunde na assunto, na situação real que está acontecendo.

    • Etterigio faglioni disse:

      Meus parabéns pela resposta mas é uma pena que só nos lemos né

    • Parabéns bem assim mesmo . Os barões do agro negócio só quer lucros engraçado que eles retiram milhões nos bancos pra fazer plantações e comprarem maquinários. Mais a primeira coisa que eles fazem é trocar a caminhonete. E qualquer mudança de quebra na lavoura é motivo de renegociação da dívida. Banco tirar juros e até perdão de dívidas. Agora o caminhoneiro é sugigado a carregar suas mercadorias a preços miseráveis não tem oportunidades financeiras pra comprar um caminhão novo pouco menos de renegociação com bancos bnds é só pra transportadoras grandes e grandes empresários o pequenos tá fora da fatia e quando consegue algo como a tabela de frete mínimo começa essa hipocrisia da mídia. Para vai porque eles não diminuem um pouco os lucros ? Porque eles não podem perder né! Mais aí a mídia não mostra pois são comprados pelos barões infelizmente vivemos num Brasil feldau só não vê quem não quer . Eu apoio os caminhoneiros classe sofrida discriminada e sem valor . Só quando param que todos sentem falta deles….

  8. Romero Pereira disse:

    Nosso maior problema é o preço do diesel.Ninguém fala do lucro dos postos.Lembrando também que o frete que recebemos quem fica com a maior parte é quem nós contrata.

  9. Fidelis disse:

    Bom dia
    Será que são só caminheoiros que tem que ficar com os reajustes
    Todos a população tem que ficar com os reajustes não é só caminhoneiro que vive no Brasil

  10. Laércio disse:

    Todos os aumentos são provocados pelos governos federal estadual e municipal e não é justo somente os caminhoneiros absorverem os reajustes

  11. Paulo disse:

    BG.
    Aqui é um dos Estados com maior alicota de ICMS sobre combustíveis, diminuir a carga extorciva de impostos e taxas é urgente e necessário. O IPTU em Natal é outro absurdo , as contra partidas do estado e do município para o Cidadão são ZERO. Não é atoa que investimentos no RN só existe na propaganda dos governos do estado e ds prefeitura. Só basta ver o código de obras de Natal que sabe-se que ninguem vai investir aqui.

  12. Bruno disse:

    Pense numa novidade!
    Quem é que não sabe, que todo aumento de preço quem paga é o consumidor.

COMENTE AQUI