Eleições 2018: 75% dos deputados federais devem se reeleger

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Estudo do Departamento Intersindical de Assessoria Paralamentar (Diap) mostra que 79% dos 513 deputados federais tentarão a reeleição em outubro. Projeção da entidade aponta que 75% deles devem se reeleger. O levantamento foi feito com base após o registro das candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o Diap, o número de candidatos à reeleição (407) na Câmara ficou um pouco abaixo da média dos últimos sete pleitos (408), porém maior que na eleição de 2014, quando 387 tentaram renovar seus mandatos.

Dos 106 que não vão se recandidatar para a Câmara, 31 não vão concorrer a nenhum cargo neste pleito e 75 disputam outros cargos. Destes, 40 concorrem ao Senado; 11 são candidatos a vice-governador; nove disputam o governo do estado; sete tentam vaga de deputado estadual; seis são suplentes de candidatos ao Senado; e dois são candidatos à Presidência da República.

Na avaliação do analista político Neuriberg Dias, um dos autores do levantamento, a expectativa e o sentimento da população por renovação na Casa serão “frustrados”neste pleito.

Segundo Neuriberg Dias, o alto índice dos que vão tentar novo mandato com a continuidade dos grupos políticos (bancada rural, empresarial, evangélica, da bala e de parentes) que já estão no poder traz o risco de que a próxima composição da Câmara seja mais conservadora que a atual. “O perfil do Congresso Nacional será mantido. Esses grupos detêm muitos seguidores e pode ter até retrocesso”, disse o analista político.

Além de emendas parlamentares, os que estão se recandidatando têm outras vantagens em relação a um novo candidato: nome e número conhecidos, bases eleitorais consolidadas, cabos eleitorais fiéis, acesso mais fácil aos veículos de comunicação, estrutura de campanha, com gabinete e pessoal à disposição, em Brasília e no estado.

O levantamento também indica que as mudanças na legislação que reduziram o tempo de campanha de 90 para 45 dias e do período eleitoral gratuito de 45 para 35 dias são outros dos motivos para a baixa renovação da Câmara.

“As mudanças na legislação eleitoral com a criação do fundo eleitoral e a janela partidária (período no qual foi permitida a troca de partido sem perda de mandato) permitiram aos deputados e senadores negociarem melhores condições na disputa da reeleição, como prioridade no horário eleitoral e na destinação dos recursos do fundo eleitoral”, avalia o Diap.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    Há bons e novos nomes circulando por ai. Exceto para governador (a coisa tá mesmo braba), podemos melhorar a qualidade dos nossos parlamentos. O que não podemos, de jeito nenhum, é votar em corruptos ou em gente que, embora não esteja (ainda?) sendo investigado, mas defende criminosos e participou das práticas espúrias que destruíram o nosso Brasil e defende seus corruptos prediletos. Temos a obrigação de buscar candidatos "ficha limpa" e que são explicitamente favoráveis à "limpeza" que vem sendo feita no política nacional, mesmo com todo mecanismo montado para perpetuar essa bandalheira, essa esculhambação que estamos presenciando já faz tempo. Vamos tomar vergonha na cara, meu povo.

  2. JUNIOR PINHEIRO disse:

    De hoje em diante campanha de oraçao pra que isso nao aconteça, pois pelo que estou vendo só mesmo pedindo a Deus!!! povinho burro…. reeleger essas desgraças!!!!

  3. Cidadão do bem disse:

    #nãoreelejaninguém x #nãoelejaparenteseafins

  4. Chico disse:

    Santa Maria, rogai por nós. Só corrupto, será que o eleitor não percebe que esses caras não dão certo? É tão difícil mudar assim? Pelo amor de Deus!

  5. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Tentam a todo custo criar uma sensação de normalidade para captarem os votos do eleitores desavisados e revoltados com a velha política. Vamos ficar atentos pra cravar apoio e o voto pela mudança da situação conjuntural.

    Essa crise até humanitária da política, econômica e social foi provocada também por Temer, seus aliados e alinhados, quando tocam os interesses das corporações, dos bancos, das empreiteiras, do agronegócio e do latifúndio em nosso país.

    Vamos fazer a mudança das práticas da velha política (poder oligárquico) encasteladas no judiciário, nos executivos, e nos parlamentos do nosso país?

  6. Sergio Dias disse:

    Se confirmar esse percentual, vai continuar a mesma putaria e o povo que se lasque. E haja outras "lava a Jato". pq a roubalheira vai continuar.

  7. Pato Amarelo disse:

    Ou seja, a se confirmar essa nefasta previsão o futuro Presidente da República, seja lá quem for, vai encontrar um sistema viciado e difícil de lidar. Vai ser muito difícil se mudar alguma coisa nesse País, a não ser que se parta para um imprevisível golpe de Estado.

  8. LAMPIÃO disse:

    Entenderam para que serve a porcaria do FUNDO PARTIDÁRIO? Pra isso, garantir a reeleição dos corruptos que mandam nos partidos. A democracia não precisa disso, o povo brasileiro não precisa disso. VOTEM EM NOMES NOVOS!

  9. LAMPIÃO disse:

    VIDA DE GADO! IMPRESSIONA COMO O NEFASTO SISTEMA FUNCIONA!

COMENTE AQUI