Em ano com auxílio-moradia universal, mais de 70% dos juízes tinham casa própria

Enquanto o Poder Judiciário pagava auxílio-moradia de forma universal a seus membros, mais de 70% dos magistrados eram donos de uma casa própria.

A informação consta da pesquisa “Quem somos – a magistratura que queremos”, divulgada nesta segunda-feira (11) pela Associação dos Magistrados do Brasil (AMB).

De acordo com os dados, 70,1% dos juízes de primeira instância declararam ser proprietários de um imóvel, enquanto 93,2% magistrados da segunda informaram ter casa própria.

A pesquisa, conduzida pelos sociólogos Luiz Werneck Vianna, Maria Alice Carvalho e Marcelo Burgos, da PUC-Rio, contou com a resposta de cerca de 19% dos magistrados ativos e 13% dos inativos. O levantamento conta com um questionário de 198 perguntas e foi respondido em 2018.

O auxílio-moradia foi universalizado em 2014, após uma liminar do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, pedida pela AMB. O caso nunca foi levado a plenário.

No fim do ano passado, o STF entrou em acordo com o então presidente Michel Temer para que o auxílio fosse extinto em troca da sanção de um reajuste de 16,38% nos vencimentos da magistratura.

Com a concretização do acordo, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) editou regras mais rígidas para a concessão do benefício.

A resolução estabeleceu cinco critérios para pagamento: 1) não pode existir imóvel funcional na cidade, 2) o cônjuge não pode ocupar imóvel funcional ou já ganhar o auxílio-moradia, 3) o juiz não pode ser ou ter sido, nos últimos 12 meses, dono de imóvel na comarca onde vai atuar, 4) a atuação deve ser fora da comarca original e 5) o juiz deve apresentar comprovante de despesa com aluguel ou hotel.

De acordo com a pesquisa, 22,5% dos magistrados de primeira instância viviam em imóvel alugado.
A estimativa é que o gasto com o auxílio moradia tenha sido de cerca de R$ 1 bilhão por ano.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Meu cunhado é promotor e já soube que tão tramando um outro penduricalho para suprir o auxilio moradia, eles nao se contem com um baita salario de 39mil e os outros extras como auxilio alimentação, diarias extras, indenizações de venda de ferias, venda de licenca premio…
    A fome é grande!!!
    A verdade é que temos que pressionar o governo para que essa farra seja estancada de uma vez por todas, RESPEITO AO TETO GERAL, incluindo toda e qualquer verba, pois do contrario sempre estarao tramando um penduricalho extra para driblar o teto.
    VERGONHA desse povo!!!

  2. Jose Carlos disse:

    Isso é canalhice!
    Imoralidade é pouco, isso é caso de devolução retroativa com juros e correção!
    Por isso hoje podemos afirmar que é 1 peso e 2 medidas, nao tem vergonha na cara mas o povo sabe bem direitinho o grau de ética e moral dessa turma.

  3. Fal disse:

    Essa classe arrota mordomias e aumentos em detrimento das demais.
    É fácil resolver, é só atrelar o aumento deles ao do salário mínimo e acabar com todos esses penduricalhos !

  4. Gerson disse:

    MP?????😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

  5. Santos disse:

    São uns cara-de-pau. E quem vai devolver meu dinheiro?? alguém tem q se responsabilizar pela farra feita com nosso dinheiro. O MP tem que apurarrrrrrrrrrrr

    • Juliana disse:

      O MP também recebia, caia na real. Esse país não é sério, o último que sair apague a luz!

COMENTE AQUI