Em discurso, Paulo Guedes pede desculpas por fala sobre domésticas e diz que avó foi empregada

Foto: Reprodução/TV Globo

Em discurso no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (20), o ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu desculpas às empregadas domésticas.

No dia 13 de fevereiro, ao comentar as sucessivas altas da cotação do dólar, Guedes disse que, na época em que o dólar era mais baixo, havia “empregada doméstica indo pra Disneylândia, uma festa danada”.

Nesta quinta, Guedes participou do evento de lançamento de uma nova linha de crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal, com taxa de juros fixa. O ministro citou as domésticas ao afirmar que a nova modalidade vai beneficiar as famílias mais humildes.

“E justamente também as famílias mais humildes, empregadas domésticas, inclusive, a quem eu peço desculpas, se puder ter ofendido, dizendo que a mãe do meu pai foi uma empregada doméstica”, disse o ministro.

Guedes ainda afirmou que a declaração dele sobre as domésticas viajarem à Disney era reflexo de uma política de preços que estava “empurrando a população em direção equivocadas”.

De acordo com Guedes, a fala dele sobre domésticas viajarem à Disney foi tirada de contexto. No entanto, após pedir desculpas, o ministro questionou qual o problema de fazer a referência às domésticas.

“Qual o problema de você fazer uma referência como essa? Mostrando que os preços estão empurrando a população em direção equivocadas. Um Brasil cheio de belezas naturais e as pessoas pensando em não viajar para o Nordeste, para as praias do Nordeste porque estava 50% mais caro ir para o Nordeste brasileiro do que ir para o exterior”, disse.

G1

Related Post

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anti-Político de Estimação disse:

    A mãe foi funcionária pública, a avó foi doméstica e ele um banqueiro cuidando da economia do Brasil. Ou seja, a raposa tomando conta do galinheiro e com informações "privilegiadíssimas".

  2. Osvaldo disse:

    Acorda pescador a água está entrando no nosso barco.e vc pensando em governo a ou b . Se liga o barco está afundando e nós vamos morrer afogado, sem pescar um peixe.

  3. Santos disse:

    Ministro, o senhor deixou o espírito falar.
    Se numa cerimônia falou o que falou, imagine entre vcs, a portas fechadas com celulares recolhidos e em reuniões dos membros do governo devem falar de nós, povo pobre e mais humilde.
    Foi horrível, só lamento que parte do povo ignore esse comportamento, e pior, replicam.
    Só mostra que tanto faz o governo estamos ainda longe do desenvolvimento.
    Espero que como o conhecimento científico poliu a sua competência técnica como economista, que a ocupação no ministério do governo o deixo polido enquanto ser humano e irmão em cristo.

    • Pecador disse:

      Pelo menos fala o que pensa, não é como os governos anteriores que falava uma coisa e praticava outro, e pior, praticava exatamente o oposto do que falava. O que temos é uma quantidade infinita de corrupção, onde se investiga tem corrupção, das "almas mais honestas do país e do mundo".

COMENTE AQUI