Empresa na qual Moro será sócio receberá R$ 26 milhões de alvos da Lava Jato

A empresa de consultoria Alvarez & Marsal, da qual o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro se tornará sócio-diretor nesta 3ª feira (1º.dez.2020), tem quase R$ 26 milhões a receber de alvos da operação Lava Jato. A companhia atua como administradora judicial, ou seja, assume a gerência de empresas que entram em recuperação judicial.

Duas decisões judiciais estabelecem os montantes destinados ao escritório que Moro fará parte. Num dos despachos (íntegra – 68 kb), de 2019, o juiz João de Oliveira Rodrigues Filho, da 1ª Vara de Recuperação Judicial e Falência de SP, determina que a Atvos, produtora de etanol pertencente ao grupo Odebrecht, pague o valor de R$ 10,8 milhões, em 30 parcelas de R$ 360.000.

A outra decisão (íntegra – 60 kb), de 2015, estipula à OAS o valor de R$ 15 milhões, divididos em 30 parcelas mensais, sendo as 10 primeiras no valor de R$ 400.000, as 10 seguintes no valor de R$ 500.000 e as 10 últimas no valor de R$ 600.000. Esse contrato, segundo o escritório informou ao Poder360, foi encerrado em 2015.

Caso o juiz decida por homologar o pedido, deve escolher um profissional ou escritório que trabalhe com isso. Deve optar, de preferência, por profissionais com conhecimento em direito, administrador de empresas, economia ou contabilidade ou ser pessoa jurídica com especialização no tema.

Sergio Moro fará parte da área de “Disputas e Investigações” em nível global na Alvarez & Marsal. Ao Poder360, a assessoria da Alvarez & Marsal negou que o contrato assinado por Moro possa gerar conflitos de interesse.

“Sergio Moro foi contratado para atuar na área de ‘Disputes and Investigation’, liderado por Marcos Ganut no Brasil. Existe uma alta demanda do setor privado para o desenvolvimento e criação de sistemas de integridade, conformidade e compliance. A A&M atua na busca pelo aprimoramento, reestruturação e adoção de políticas efetivas de conformidade das empresas, e não na defesa delas”, diz a nota.

“Foi estabelecido uma cláusula contratual em que Moro não atuará em projetos que possam gerar conflitos de interesse. Mais do que isso, a A&M não advoga em defesa das companhias, mas como advisor para reestruturações e transformações corporativas, esta última prática onde se encontra a área de ‘Disputes and Investigations’”, acrescenta o escritório.

Poder360 tentou contato com a OAS e a Atvos, mas até a conclusão e publicação desta reportagem não obteve resposta. Se houver alguma manifestação, será incluída neste post.

Apesar de continuar morando em Curitiba, Moro responderá à direção da companhia em São Paulo. O ex-juiz vai atuar no desenvolvimento de políticas antifraude e corrupção, governanças de integridade e conformidade e políticas de compliance.

Moro atuou como juiz por mais de 20 anos. Foi o principal magistrado da Lava Jato até 2018. Com a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência da República, deixou a magistratura e ingressou no governo como ministro da Justiça e Segurança Pública. Saiu em abril, em meio a conflitos com Bolsonaro. Moro denunciou suposta interferência do presidente na Polícia Federal.

Estou ansioso para desenvolver o legado da empresa de impulsionar a mudança e ajudar os clientes a resolver os desafios atuais enquanto antecipa os futuros”, declarou Moro.

O perfil de Moro no site da empresa diz que ele é “especialista na liderança de investigações anticorrupção complexas e de alto perfil, crimes de colarinho branco, lavagem de dinheiro e crime organizado, assim como em consultoria de estratégia e conformidade para clientes que navegam em questões regulatórias complexas”.

Por meio do Twitter, o ex-juiz da Lava Jato disse que ocupará o cargo “para ajudar as empresas a fazer coisa certa”.

PODER 360

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior disse:

    E a Biografia ?

  2. A verdade está lá fora disse:

    O Moro caiu numa armadilha, vão usar o seu conhecimento e experiência para destruir a Lava Jato e ele vai achar que está fazendo um bom trabalho, quando perceber tudos vair ruir e pior poderá até ser acusado de algum crime contra os caras que prendeu.

  3. Luan disse:

    Por 26 milhões ele vende até aquilo … kkkkkkkkk

  4. luciano disse:

    Querida, eu não estou a venda…

  5. Talles Leite disse:

    Indiretamente ( modo bem sutil de dizer) será responsável por "ajudar" as empresas que ele entrou como juiz "ajudou" a condenar… o nosso arauto da anticorrupção não é mais o mesmo e precisa pagar seus boletos

  6. Ácido disse:

    A máscara caiu!
    Mais um que cedeu ao sistema.

    Como você condena por crimes várias empresas e depois vai trabalhar para elas?
    Empresas que desviaram bilhões dos cofres públicos, que agora vão usar parte destes valores paga pagar ao ex-juiz, ex-herói ( duas caras), mais uma vez a vida imita a arte (filme do batman).

    • Getúlio disse:

      Você não ajudaria na recuperação de um contraventor, ou alguém que te roubou? Ainda mais se ele quisessem se recuperar e te pedisse ajuda? parabéns Moro, Sempre bem intencionado. distorce os fatos quem quer, mas o povo tem sabedoria, a mídia e fakes tentam destruir nosso herói e não conseguem

    • Neco disse:

      Pobres empreiteiras em "situação de confronto com a Lei".
      Delinquiram por falta de oportunidades.
      Precisam de alguém que as oriente no caminho do bem.
      Essa luz é Moro.

    • Lacerda disse:

      Verdade, Getúlio. 'Altruísmo' remunerado é unir o útil ao agradável.

  7. Francisco disse:

    Esse valor a pagar já estava definido bem antes, inclusive Moro ainda era ministro. Isso só cai por terra a tese petralha de que a lava jato era instrumento americano para destruir empresas brasileiras. Com isso constatamos que o Moro vai colaborar em reinserir práticas modernas e legais nas empresas que anteriormente não tinham hábitos isentos de corrupção nos seus propósitos, e isso restabelecerá o perfil de empresa, tornando-a séria e ética, mantendo e gerando empregos além de riqueza para o país, assim, contribuindo positivamente pra esse novo perfil da economia brasileira. Parabéns MORO!

  8. Josue disse:

    É linda a união dos bolsonaristas, petistas e centristas contra Moro! Rsrs

  9. Antônio Soares disse:

    Confio totalmente nesse dedo duro.

  10. Calígula disse:

    Moro terminou de perder o resto da Ética e Moral, que lhe restava.

  11. djailson disse:

    Moro diz que entra como sócio em consultoria americana ‘para ajudar as empresas a fazer coisa certa’ e nega ‘conflito de interesses’
    DIANTE DO ACIMA EXPOSTO, PERGUNTAR NÃO OFENDE: SERÁ QUE ELE VAI ENSINAR O FAMOSO PULO DO GATO DE COMO ROUBAR E NÃO SER PRESO?

  12. Daniel disse:

    Confio na honestidade de Mouro

    • Zé de Joca disse:

      Eu também, os políticos corruptos de direita, de esquerda e centro não o querem na política nem na iniciativa privada. Seu nome ainda mete muito medo nas facções.

    • Jv disse:

      Com certeza é um homem honrado, que os raivosos tentam desqualificá-lo a qualquer custo. Não o perdoam por ter tido a ousadia de fazer a coisa certa.

    • Kaiser Castro disse:

      Eu também confio na inocência de Lula e na sanidade de Bolsonaro, sqn

COMENTE AQUI