Jornalismo

EÓLICAS: Debate sobre instalação de parques na beira-mar continua, procuradora se posiciona

Foto de obras nas dunas de Galinhos para instalação de parque Eólico

O debate sobre as declarações do Secretário Ruy Gaspar, referente as instalações de Parque Eólicos na beira-mar ainda continuam rendendo, Ruy se posicionou que é contra parques na beira do litoral, que os parques deveriam ter uma margem de segurança da praia porque eles trazem uma poluição visual.

O fato é que os dois posts do BlogdoBG sobre o tema, o da noite de sábado quando Ruy se pronunciou através de suas redes sociais e o da manhã destae domingo através de um editorial do próprio blog, atingiram até a manhã desta segunda 11238 acessos, 500 curtidas no instagram, mas de 130 comentários nas redes sociais do blog e muitos debates nos grupos de whattsapp. Entre os comentários, vários empresários e até secretários de estados se posicionaram a favor do que o atual secretário de turismo colocou.

A procuradora do estado, Marjorie Madruga, que atua no Patrimônio e da Defesa Ambiental também entrou no debate e enviou para o blog esse texto com o seu posicionamento e também corroborando com as palavras de Ruy Gaspar. Segue:

Por Marjorie Madruga

E com imensa esperança que li as declarações do nosso Secretario Estadual de Turismo, Ruy Gaspar. Espero que elas representem um inaugural e importante momento no Estado e que o atual governo estabeleça um novo marco regulatório na história da energia eólica no Estado do Rio Grande do Norte. Há muito se discute no RN e no Brasil a ocupação da nossa zona costeira, patrimônio nacional, pelos parques eólicos. E pouco, muito pouco, se tem feito para conciliar esta relevante atividade com aspectos sociais, ambientais, paisagísticos e turísticos, igualmente relevantes e essenciais ao desenvolvimento do Estado.

Como preliminar, é importante destacar a importância das fontes alternativas de energia (eólica, solar, geotérmica, das ondas) para a segurança energética do Brasil e do desenvolvimento sustentável do mundo. Afirma-se, como dogma, que a energia eólica é limpa e, portanto, de baixo impacto. Meia verdade. Limpa e renovável, sim, pois gerida pelos ventos. No entanto, o mesmo não podemos dizer sobre o processo de instalação e funcionamento dos parques eólicos. Ambos altamente impactantes, principalmente quando instalados ao longo da costa, em áreas de preservação permanente, como as dunas, e de interesse turístico. Já passa da hora de desmitificarmos a energia eólica como algo integralmente e completamente benefíco. O fato de possuir aspectos negativos não lhe retira importância e a necessidade que temos dela. É preciso ver as coisas como elas são, dentro da sua realidade. Não podemos continuar no ilusionismo.

É o turismo a segunda principal atividade econômica do Estado e a primeira do município de Natal. E, indiscutivelmente, é o turismo de praia e sol o nosso maior e mais forte segmento. Foi nosso “abre alas”. Foram os nossos recursos naturais, especialmente a beleza da nossa costa, que nos tornou um destino turístico, buscado por nacionais e estrangeiros. Foi o estado intacto das nossas dunas e vegetação, nosso nível de preservação, que nos projetou no mundo. Queremos e devemos fomentar novos segmentos turísticos. Temos potencial para isto. Mas não podemos e não devemos esquecer o protagonismo da paisagem litorânea nos destinos do turismo potiguar.

Portanto, é imprescindível protegermos nosso litoral e estabelecermos prioridades para sua ocupação, considerando sua importância para o turismo e sua vulnerabilidade ambiental. É fundamental e URGENTE – antes que tarde seja – que tenhamos uma faixa mínima de proteção da costa legalmente e tecnicamente estabelecida, proibindo que eólicas se instalem ao longo do litoral, garantindo, assim, o direito de todos à paisagem e ao equilíbrio ecológico.

 

Opinião dos leitores

  1. Absolutamente lúcido é o posicionamento da Procuradora Marjorie Madruga! Excelente análise, Procuradora. Apoiamos integralmente!!

  2. Ninguém em absoluto é contrário ao desenvolvimento do Estado, mas também não se afigura como possível sacrificar completamente a qualidade de vida e do meio ambiente dessa e de outras gerações e nem o potencial turístico do Estado para beneficiar um único setor, sobretudo quando é plenamente possível a implantação das eólicas em outras localidades que não tem a importância ecologica e turística do litoral. Precisamos começar a primar pelo equilíbrio

  3. A instalação destas torres a despeito da paisagem, promovem renda e geram riquezas.
    Para quem não precisa de um ou já tem a outra é muito bom defender a sua retirada ou a não instalação.
    O Secretário já está na escala daqueles 0,5% da população que garantem boa vida até sua 8º geração.
    A Procuradora se não se iguala, também não fica longe.
    E ai quando o estômago não é afetado o cérebro cria teses poéticas, legais e paisagísticas para expor o que não lhe afeta.
    Esquecem que existem pessoas que precisam e ganham para instalação dessas torres e pior, colocam a paisagem acima das necessidades dessas pessoas.
    Será que os defensores da retirada dessas torres aceitam bancar o sustento daqueles que precisam delas? Apenas para não ficar parecendo que não fazem poesia com a tinta alheia., aceitam?

    1. Renda pra quem??
      Pois não gera renda para os locais ou mesmo para o Estado como comprovado em Galinhos. Gostaria de pedir para as pessoas que defendem essa tese
      de irem até lá
      conferir. Além da
      poluição visual e o
      prejuizo ao
      turismo, temos o pior
      ,que é a destruição do
      ecossistema com o
      aterramento gradual dos
      braços de mar e
      mangues devido a interferéncia na
      dinamica natural das
      dunas.Assoreamento
      dos canais e destruição
      dos mangues ricos em
      peixes e mariscos, meio
      de sobrevivencia dos
      locais. Nesse ritmo, em pouco tempo, tudo
      será tomado por dunas
      e torres eólicas se não
      for feito uma
      demarcação para que
      tenhamos áreas
      específicas para eólicas
      e áreas para o turismo e
      as comunidades
      tradicionais

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra 02 mortes por Covid nas últimas 24 horas; novos casos são 90

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (31). Foram 287 novos casos contabilizados, totalizando 359.378. Na sexta-feira (30) eram 359.665. (O órgão destaca que casos notificados e confirmados nas últimas 24 horas são 90).

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.093 no total, sendo 02 mortes registradas nas últimas 24h: Caicó (01) e Vila Flor (01). Na sexta-feira (30), o número total de mortes era 7.091.

Não houve registro de óbitos após a confirmação de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.487.

Recuperados são 249.447. Pacientes em acompanhamento são 103.125 Casos suspeitos somam 166.380 e descartados são 686.973.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 40,5%

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 40,5%, registrada no início da tarde deste sábado (31). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 224.

Até o momento desta publicação são 197 leitos críticos (UTI) disponíveis e 134 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 239 disponíveis e 90 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 39,9% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 43,8% e a Região Seridó tem 33,3%.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: RN possui 197 leitos críticos e 239 leitos clínicos disponíveis

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito no início da tarde deste sábado (31).

Por volta das 13h, havia apenas 01 paciente com perfil para leitos críticos na lista de regulação. Outros 02 aguardavam avaliação. Foram registrados disponíveis 197 leitos críticos e outros 239, sendo clínicos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Medalhistas de bronze, Luisa Stefani e Laura Pigossi foram inscritas na Olimpíada de Tóquio sem saber

Foto: Rafael Bello/COB

A surpresa pela conquista da medalha de bronze pelas tenistas da dupla Luisa Stefani e Laura Pigossi começou muito antes da primeira partida. E havia um motivo forte para isso: nem elas sabiam que estavam inscritas para competir nos Jogos de Tóquio.

Por iniciativa própria, a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) inscreveu as duas no último dia permitido, 22 de junho, por acreditar que as eventuais desistências na chave poderiam abrir caminho para uma nova chance de medalha para o Brasil na modalidade.

A cerimônia de abertura aconteceu no dia 23. “No último dia, faltando quatro horas para encerrar o prazo, a ITF (Federação Internacional de Tênis, sigla em inglês) entrou em contato comigo, dizendo que as meninas haviam entrado nos Jogos”, afirmou o gerente esportivo da Confederação Brasileira de Tênis (CBT) Eduardo Frick.

A surpresa foi grande também porque, curiosamente, Stefani e Pigossi só haviam jogado juntas duas vezes antes da Olimpíada. Elas fizeram história.

Correria para juntar a dupla

A partir daí, foi uma correria por parte das tenistas e da CBT para organizar as viagens e readequar seus calendários. Stefani estava nos EUA, enquanto Pigossi jogava no Casaquistão. “A Laura estava jogando o torneio e não queria atender o telefone porque estava se preparando para disputar a semifinal. Aí eu falei: ‘atende o telefone agora, pô. É urgente’. Ela atendeu e perguntou o que houve. Eu respondi: você entrou na Olimpíada!”, lembrou Frick.

Stefani também foi pega no susto. “Eu ligava, ligava e ligava. Ela não atendia porque estava dormindo. O horário lá nos EUA era mais cedo. Quando me atendeu, ficou muito surpresa e muito contente”, disse Frick.  A surpresa foi maior para Laura Pigossi por causa do seu ranking. No momento da inscrição, ela figurava no 190º lugar na lista de duplas da WTA. E, até então, nunca tinha disputado torneios maiores no circuito.

Com informações de Estadão Conteúdo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Petrobras tem R$ 3 bilhões para implementação de “vale-gás”, afirma Bolsonaro

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta 6ª feira (30.jul) que a Petrobras dispõe de cerca de R$ 3 bilhões para a implementação de um “vale-gás”, que ainda está em fase de estudos. A declaração foi feita em entrevista ao Programa do Ratinho, do SBT.

“O novo presidente da Petrobras, que é o Silva e Luna, está com uma reserva de aproximadamente R$ 3 bilhões para atender esses mais necessitados. Seria um vale-gás, seria um equivalente, da forma como está sendo estudado até agora, a um botijão de graça a cada dois meses”, afirmou Bolsonaro.

Na sequência, na entrevista, o chefe do Executivo federal falou sobre a segunda fase da reforma tributária, que está em tramitação na Câmara dos Deputados. Segundo ele, “teve realmente excesso na proposta enviada, que o Paulo Guedes enviou para lá”. “Já conversei com o relator [deputado Celso Sabino]. Está sendo acertado aí a questão dos exageros. Queremos é diminuir a tabela do Imposto de Renda, de 27,5% passar para 25%, dar uma mexida lá, e realmente é por aí que a gente pretende partir essa reforma tributária. E simplificação de impostos também. Já deixei bem claro: não pode haver qualquer aumento da carga tributaria”, completou.

Ainda de acordo com Bolsonaro, a ideia é também reduzir os impostos para a classe empresária, porque “quando o empresário paga menos imposto, sobra mais recurso para ele investir, ele pode contratar mais gente, ele pode expandir o seu negócio. Todos ganham dessa forma”.

Pandemia

Outro assunto abordado pelo presidente na entrevista foi a pandemia. Como em outras ocasiões, ele destacou a importância do auxílio emergencial e do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) para ajudar os trabalhadores informais e formais, respectivamente, criticou medidas restritivas adotas por governadores e prefeitos para conter o avanço do novo coronavírus: “Parte da população queria o lockdown, queria o fechamento, queria se proteger. Como se o lockdown, você ficar em casa por um mês, o vírus ia embora. E eu sempre falei: temos dois problemas pela frente: o vírus e o desemprego. Devemos tratá-los de forma responsável e simultânea”.

Além disso, sugeriu que as restrições contribuiram para acelerar a inflação, voltou a se defender das acusações de que o governo teria demorado para adquirir vacinas e disse que “se as vacinas realmente forem efetivas para todas as cepas[do coronavírus], mais dois meses no máximo nós estamos na normalidade”. Segundo Bolsonaro, o motivo não ter qualquer imunizante ainda — e de optar por ser o último a receber — é dar a oportunidade para pessoas “apavadoras” com a pandemia.

Defesa do voto impresso e da cloroquina

Retomando discurso feito em transmissão ao vivo pela internet na última 5ª feira (29.jul), Bolsonaro defendeu a implementação do voto impresso, que classificou como “voto democrático”. “É você votar e ter a certea que o voto foi para o João e não para a Maria. E hoje em dia isso não é psosível de se realizar. Temos muitos indícios fortísimos de que não estamos tendo, já há algum tempo, eleições democráticas no nosso país e nós queremos evitar problemas para [20]22”, afirmou, ignorando mais uma vez maifestações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o desmentiram.

Em outro momento, defendeu novamente a utilização de medicamentos de eficácia não comprovada ou ineficácia constada contra a covid-19. “Quem foi para o precoce, como eu fui, e tomei a hidroxicloroquina, no dia seguinte estava bom”, pontuou.

Críticas do presidente

Críticas feitas pelo chefe do Executivo na entrevista foram direcionadas também à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, ao Partido dos Trabalhadores (PT) e à esquerda. Bolsonaro chamou a investigação no Senado de “completamente política” e afirmou que atrapalha seu governo. “Tem muia gente que acredita ainda naquela CPI. Você pode ver, eles partiram lá da cloroquina, gabinete paralelo, um muntão de coisa, e chegaram lá a última ação deles é que nós aí é que nós tínhamos um plano de corrupção”, argumentou.

Crise hídrica 

Questionado sobre se há risco de racionamento de energia, o presidente pontuou: “No final do governo FHC, tivemos uma grande crise elétrica no Brasil, e agora nós estamos em uma crise mais grave do que aquela, só que ao longo desse anos todos houve o investimento em outras fontes de energia”. Ainda em relação ao tema, citou a capacidade de a energia eólica atender toda a demanda do nordeste e afirmou que o país devia “ter investido mais em energia nuclear”.

SBT News

Opinião dos leitores

  1. É engraçado ver o gado defendendo o que criticava na gestão do PT(Centrão, bolsa família, etc.). Votaram no Bozo para fazer diferente, mas agora elogiam tudo que criticavam. Kkkkkkkk!

  2. No governo do PT, esse dinheiro era desviado para rede Globosta, mensalão. Agora com o MITO, vai para os mais humildes.
    Por isso mas que nunca, votarei com força no Capitão Macho.

    1. Chora bb, vcs não usaram o Bolsa Familia como moeda eleitoral por vários anos… qual a diferença?

    2. Não era mais do que isso que o fedorento a cachaça fazia? Qual o motivo do espanto e fazia pior financiava várias ditaduras pelo mundo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Em São Paulo, prefeito Paulinho se reúne com o novo presidente da Fiesp

Em São Paulo/SP, o prefeito de São Gonçalo do Amarante/RN, Paulo Emídio, o Paulinho, se reuniu com o novo presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes, que também é presidente da Coteminas.

Na pauta, o apoio do empresariado nacional na relicitação do aeroporto internacional de São Gonçalo do Amarante; a implantação do novo polo industrial para posicionar o município potiguar como destino de investimento; e a conclusão da estrada da produção.

“Falamos ainda sobre um novo empreendimento comercial e imobiliário que a Coteminas vai implantar em nosso município e que vai ajudar a requalificar e mudar o perfil da região. E conseguimos apoio para ampliar ainda mais a nossa campanha do lençol e realizar o terceiro ano em breve”, observou o prefeito Paulinho.

O gestor são-gonçalense estava acompanhado do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Vagner Araújo, e da primeira-dama, Terezinha Maia.

Opinião dos leitores

  1. O pai de Josué, o saudoso e fiel José de Alencar, homem íntegro e trabalhador, foi o melhor Vice-Presidente que esse país já teve, ao lado do Presidente Lula.
    Quem sabe Josué seja o próximo Vice-Presidente do Brasil…

    1. Não era melhor os irmãos da jbs ou eike batista, ou mesmo Palocci? Eles vão mandar no governo de novo, de todo jeito.

    2. São Francisco da Califórnia-EUA, terra dos saltitantes te espera Zezin.

    3. Pedroca, você como todo brasileiro, está suando a tanga para pagar o boletos…
      Você ainda tem os bofes para sustentar… cuide viu… se avexe.
      Imagine falar em viajar para os EUA.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Tóquio registra mais de 4 mil casos de Covid-19 e bate novo recorde diário durante as Olimpíadas

Foto: Hiro Komae/AP Photo

Tóquio, cidade cede das Olimpíadas 2020, registrou um novo recorde diário de casos de Covid-19 desde o começo da pandemia, com 4.058 infectados nas últimas 24 horas. O evento ainda ocorre na capital japonesa até o dia 8 de agosto.

Mesmo com o aumento, o Comitê Olímpico Internacional (COI) e os organizadores das Olimpíadas de Tóquio dizem que o sistema de testarem e rastreamento de casos dos jogos garante que o evento não é responsável por esses novos casos.

O rígido protocolo fez com que, até o momento, 246 casos de Covid-19 fossem registrados na vila olímpica. Destes, apenas 26 são atletas, que passam por um sistema de verificação ainda mais rigoroso. Nas últimas 24 horas, foram 21 novos testes positivos. Lembrando que, no total, mais de 56 mil pessoas devem ir até a capital japonesa durante a realização dos jogos.

Casos de Covid-19 durante as Olimpíadas de Tóquio

O aumento de casos de Covid-19 em Tóquio já estava ocorrendo antes do começo das Olimpíadas. Na última sexta-feira, o governo japonês colocou outras quatro regiões do país em estado de emergência, situação na qual a capital está desde julho.

Apesar disso, o estado de emergência é uma medida bastante branda quando comparada com a de outros países. Apenas restringindo o número de pessoas em bares e restaurantes e recomendando o trabalho à distância.

Durante a última semana, Tóquio já havia batido recorde de novas infecções por Covid-19, com mais de 3 mil casos, com as Olimpíadas já em andamento. Agora, a capital atinge o patamar dos 4 mil contaminados em um único dia.

Vacinação no Japão

A vacinação no Japão segue lenta e a população é majoritariamente contra a realização do evento. Paralelo a isso, ainda existe o risco da variante Delta, mais transmissível, se espalhar no país com a chegada de estrangeiros. Pesquisas de opinião realizadas entre os japoneses indicaram que a maior parte da população é contrária à realização do evento em Tóquio, isso deve aumentar com o recorde de casos.

Inicialmente, os Jogos Olímpicos de Tóquio deveriam acontecer no meio do ano passado, mas por conta do estado da pandemia no mundo naquela ocasião, o evento acabou sendo adiado em um ano.

Olha Digital

Opinião dos leitores

  1. E o cheirador Casa grande, não dá nenhum teco, ops pio, fica caladinho, já a copa América, vomitou lixo contra o Brasil.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: Bolsonaro participa de motociata em Presidente Prudente-SP

O presidente Jair Bolsonaro participa de um passeio de moto com apoiadores na manhã desta sábado (31) em Presidente Prudente (SP).

O presidente desembarcou por volta de 9h. Vídeo mostra que ele está acompanhado dos ministros Marcelo Queiroga (Saúde) e Tarcísio de Freitas (Infraestrutra) e do presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) também está no local. A motociata começou no aeroporto da cidade. Depois de alguns minutos, Bolsonaro parou a moto para acenar aos apoiadores.

É o 5º passeio de Bolsonaro com apoiadores desde maio. Teria sido a 6ª motociata, se ele não tivesse cancelado a presença em um evento em Manaus depois de ter sido hospitalizado. Participou apenas por vídeo, em transmissão com os manifestantes.

Bolsonaro tem uma visita agendada ao Hospital Regional do Câncer da cidade, às 12h deste sábado (31), com o ministro Marcelo Queiroga.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. Quem paga essas despesas com esses vôos? Essa fortuna gasta é paga com o dinheiro dele?

  2. Aí é uma popularidade.
    O MITO é Pop star.
    Da-le MITO, a esquerdalha pira, chora, esperneia Kkk eu quero é que morram e se exploram.

    1. Tão popular que não conseguiu as assinaturas para fazer um partido…

  3. E daí?
    Caguei para esse miliciano bunda suja com rejeição na casa dos 70%.
    A cada dia que passa, o rebanho diminui mais…

  4. Quer encontrar gado legítimo vá para essas motociatas. É uma lástima ver o gado gritando mito!!! infalível!!!! Quer encontrar petralha doente, vá lá no Beco da Lama, uma lástima.

    1. A cerveja no beco da lama é a mais gelada da cidade e ainda dá pra colocar o papo em dia com a companheirada.

    2. Muitos vagabundos e maconheiros gastando o auxílio pandemia dado pelo governo federal, e torcendo pela volta de Dirceu, jbs, Odebrecht, oas, eike, os ladrões da Petrobrás e BNDES e fundos previdênciarios… Pra ver se eles jogam ao menos umas moedas a mais pra comprar baseado. Não tem jeito pra vassalos de ladrões do beco da lama.

    3. Dr. Pires, vista a camisa da seleção e vá gritar “mitôô” amanhã e pare de encher meu saco, gado esclerosado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Criptomoeda da CBF esgota em apenas 30 minutos e gera arrecadação de R$ 90 milhões

Foto: Agência O Globo

Esgotada em apenas meia hora, a oferta de 30 milhões de criptoativos Brazilian Football Team (BFT), lançados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no último dia 27, gerou uma arrecadação de 15 milhões de euros — cerca de R$ 90 milhões — para a entidade esportiva. A pré-venda ocorreu por meio da plataforma de negociação de criptomoedas Bitci.

Mais de 13 mil pessoas compraram a moeda digital da CBF ao preço de 0,50 euros cada. Há ainda mais 70 milhões de tokens para serem vendidos, em negociação pública prevista para ocorrer no dia 25 de agosto.

Os criptoativos também são chamados de fan tokens. Eles permitem que os torcedores tenham acesso a experiências e recompensas exclusivas, como participar de sorteios e eventos esportivos.

“Tokens de torcedor, que vêm se tornando populares na indústria do esporte, são expressos como ativos que fornecem a oportunidade de aumentar o contato digital e presencial entre equipes e fãs, que passam a ter voz em certas decisões e se beneficiar de vantagens e mais proximidade com marcas e atletas. Os tokens de torcedor a serem desenvolvidos pela Bitci Technology para aumentarão a interação dos torcedores com a Seleção Brasileira e, paralelamente, proporcionarão uma oportunidade de amplificação da receita comercial”, explicou a CBF por meio de nota.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Moradores reclamam de constantes apagões em rua de Ponta Negra

Foto: reprodução/ilustrativa

Moradores da rua Praia de Upanema, no bairro de Ponta Negra, têm reclamado de constantes apagões de energia elétrica, que segundo eles, chegam a durar horas.

Eles se queixam que vários chamados já foram abertos e que recebem da Cosern uma resposta de praxe: “Vamos identificar o problema e solucionar”. A maioria dos moradores da rua são idosos.

Além da sensação de insegurança, quando os apagões ocorrem durante a noite ou madrugada, também há relatos de que o problema já têm causado prejuízos, danificando desde equipamento que controla cerca elétrica a câmeras de segurança instaladas nas residências.

Opinião dos leitores

  1. era pra ser um bairro nobre né? mas parece que ninguém é respeitado nem no bairro pobre nem no rico nesse RN

  2. Estamos sendo mau atendidos com a prestação do serviço da Cosern, pagamos muito caro e o serviço deficiente …

  3. Já virou palhaçada esse desserviço prestado pela COSERN.
    Mais de uma semana com o mesmo problema.

  4. Muito sério isso!!! A previsão dada para o retorno hoje é às 13hs. Sendo que desde às 01hs da madrugada que está faltando. 12 horas de falta de energia com pessoas idosas em casa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *