Escultor da estátua de Iemanjá afirma que não fará retoques na obra: “Cada artista tem seu tempo, sua identidade e liberdade artística”

Recém-inaugurada na Praia do Meio, a estátua de Iemanjá tem sido alvo de comentários e críticas sobre sua aparência nas redes sociais. As feições são diferentes da antiga imagem, de autoria do artista Etewaldo, mas segue o padrão de cores já conhecido. A estátua, inaugurada dia 2 de fevereiro, dia de Iemanjá, é uma obra do escultor Emanoel Câmara.

Emanoel contou a agência Saiba Mais que sua obra é um reflexo da sua imaginação da orixá. “A estátua é uma obra que nasceu do meu imaginário, é Iemanjá como eu vi e imaginei na hora de criar. Cada artista tem seu tempo, sua identidade e liberdade artística, talvez se eu fizesse outra estátua amanhã, faria de forma diferente”, conta o artista.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eudes Azevedo disse:

    É assim, o contribuinte sempre tomando o prejuízo pela má gestão dos nossos governantes! O que deveria ter sido feito, ao menos de forma legal e publicamente legitimada, era o contrante – Administração Pública – ter feito licitação, preferencialmente concurso, mediante o pagamento de prêmio ou de alguma remuneração equivalente para aquisição do objeto contratado. Mas, ressalte-se que prévia e minimamente delineado nos detalhes mais básicos e convenientes para o tipo de produto que se queria adquirir. O resto, no caso de uma obra de arte, logicamente, ficaria a cargo do livre arbítrio (o tal do imaginário) do artista. Por essa modalidade de licitação, ele e demais artistas interessados, por outro lado, se submeteriam suas proposta de projeto ao crivo de um julgamento especializado, que teria como base não apenas critérios subjetivos de avaliação (estéticos?) da obra, mas também objetivos, traduzidos naqueles detalhes mínimos escolhidos previamente. Daí sairá o vencedor, com o qual a Administração firmará contrato. Ou seja, se houve contraprestação remuneratória (e pública), ele não tem (não deveria ter) essa liberdade artística toda que arvora possuir. Até porque não foi por voluntarismo que ele se lançou na empreitada. Contratante e contratado ressarçam o erário, pois! Podem até, querendo, consorciarem-se para a incorporação da "coisa" no acervo de ambos.

  2. Eudes Azevedo disse:

    Não gostei! Não representa a divindade!!!!acho q o artista não gosta d Iemanjá! Ou a vê como sendo um homem!!!

  3. Neila disse:

    Pense numa ressaca grande na hora de esculpir essa imagem,mais mim parece uma desfalecida sem cor .

  4. Ivan disse:

    O artista deve ter a liberdade de criar suas obras…Já o comprador deve ter a liberdade de comprar ou não, nesse caso, não tivemos essa liberdade, tivemos q pagar a conta…"Palmas" pra a sumidade que escolheu, se fosse com dinheiro dele duvido q comprasse…Por isso sou contra essas leis Rouanets da vida, pagamos por porcarias q nem sabemos, usamos nem apreciamos…

  5. LAMPIÃO disse:

    TEMOS QUE RESPEITAR A CONVICÇÃO ARTÍSTICA DO ESCULTOR. NÃO VAI RETORCAR E PRONTO! A OBRA É DELE E ELE TEM TODO DIREITO DE ASSIM SE POSICIONAR.

    TEMOS QUE FOCAR, AGORA, EM PESQUISAR SE HÁ ALGUM JEITO LEGAL (DENTRO DA LEGISLAÇÃO) DE TIRAR A OBRA DO LOCAL PÚBLICO.
    UMA ESTÁTUA DE IEMANJÁ É DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A CULTURA DA NOSSA CIDADE. ALÉM DO VALOR TURÍSTICO, TEM O IMPORTANTE VALOR RELIGIOSO – É A REPRESENTAÇÃO DE UMA DIVINDADE MUITO CULTUADA POR UM GRANDE NÚMERO DE CIDADÃOS NATALENSES.
    A ESTÁTUA AO INVÉS DE CONGREGAR TODOS ESSES MÁXIMOS SENTIDOS, CONTRIBUI PARA QUE SEJA A NOSSA CIDADE MOTIVO DE CHACOTA. TEMOS A TRADIÇÃO TAMBÉM DE SER O NOSSO RIO GRANDE DO NORTE BERÇO DE GRANDES ARTISTAS. ENQUANTO CIDADÃOS, NÃO MERECEMOS ISSO!
    DESCULPE O ARTISTA MINHA CRÍTICA AZEDA: MAS É QUE FICOU MUITO, MUITO FEIA A OBRA. PODE SER ATÉ QUE SEJA UM BOM ARTISTA, MAS NESSA OBRA FOI MUITO, MUITO INFELIZ NA CONCLUSÃO. NESSE TIPO DE OBRA, NÃO DÁ PARA ABRIR MÃO DA ESTÉTICA.
    TEM QUE HAVER UM MODO LEGAL DE SE RETIRAR AQUILO DE LÁ. VAI PREJUDICAR MUITO O TURISMO DA CIDADE E O CULTO DE NOSSOS IRMÃOS QUE CULTUAM A DIVINDADE IEMANJÁ.
    NÃO OLVIDANDO TAMBÉM O GRANDE SINCRETISMO DE NOSSA POPULAÇÃO EM GERAL QUE, POR SUPERSTIÇÕES HERDADAS, SEMPRE BUSCAM OS PÉS DE IEMANJÁ PARA CUMPRIREM RITUAIS TRADICIONALÍSSIMOS COMO, POR EXEMPLO, OS DO FIM DE ANOS.
    CUMPRIR TUDO ISSO DIANTE DE UMA ESTÁTUA TÃO FEIA SE TORNA MAIS DIFÍCIL E MENOS AGRADÁVEL; E TALVEZ SEJA GRANDE DESESTÍMULO À CONTINUIDADE DE TRADIÇÕES TÃO NATALENSES.

  6. CRISTIANO disse:

    POBRE ARTISTA. AINDA NÃO VI A ARTE AI.

  7. Sérgio disse:

    Tá a cara da Gretchen!

  8. dalva disse:

    Imajinario dele uma pinoia,ele não soube fazer isso sim .que Yemanjá mim perdoe ,mas essa escultura tá mais parecida com a IRMÃ FEIA ,do filme de SHIREK,

  9. Santanense disse:

    RIDICULA

  10. ALEMÃO disse:

    HOMI… ALGUEM JÁ VIU IEMANJA PRA PODE RECLAMAR?

  11. Araújo disse:

    Mas que ficou feia ficou kkk

  12. João Batista Torres disse:

    É o Picasso, mais que a escultura dele tá feia tá… Nem retoque da jeito, mais tem um sentido aí… A outra estátua era quando ela era uma boyzinha, tudo em cima, há bichinha virou uma senhora de idade por isso as deformidades, esse foi o olhar de Emanoel Câmara.
    Caro BG você sabe o valor geral de todo esse serviço, deste a retirada da estátua antiga até reposição com a nova? Se souber divulga aí.

  13. Antônio disse:

    Imagem ridícula….

  14. Carlos disse:

    Acho que a imaginação dele, estava deturpada por alguma coisa estragada.

  15. Potiguar disse:

    Uma divindade da cultura negra pintada de branco?

  16. Sonia disse:

    Parece um traveco. Ficou horrível. Ninguém sabe se é omi ou mulé.

  17. Omar Salgado disse:

    Esse aí é realmente um artista !!!

COMENTE AQUI