EUA, Canadá e México serão sede da Copa do Mundo 2026

Depois de 32 anos, os Estados Unidos voltarão a sediar a uma Copa do Mundo. O país receberá junto com Canadá e México o torneio em 2026.

A candidatura batizada de United 2026 superou Marrocos em votação realizada nesta quarta-feira (13) no 68º Congresso da Fifa, em Moscou.

Foto: Kirill Kudrayavtsev/AFP – 13.jun.18

A United 2026 obteve 134 votos de 203 possíveis, o que equivale a 67%. A candidatura marroquina teve 65 votos (33%), enquanto nenhuma das duas candidaturas recebeu um voto. Foram ainda três abstenções.

Das 210 associações nacionais presentes no Congresso, sete não tiveram direito a voto. As quatro envolvidas na disputa e Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens Americanas. Isso porque são territórios administrados pelos EUA.

“É um dia de muita emoção para nós. Em nome da nossa candidatura, muito obrigado por nos darem o privilégio de ter este torneio em 2026”, disse Carlos Cordeio, presidente da federação americana de futebol e um dos chefes da United 2026.

O torneio será realizado em 10 cidades americanas, três canadenses e três mexicanas. O México, aliás, será o primeiro país da história a receber por três vezes um Mundial. Foi sede em 1970 e 1986.

Os Estados Unidos ainda precisarão cortar sete das 17 cidades pré-selecionadas.

A proposta prevê a realização de três jogos de abertura, um em cada país. Serão sedes destas partidas Toronto (CAN), Los Angeles (EUA) e Cidade do México.

O Mundial de 2026 provavelmente será o primeiro da história a contar com 48 seleções. A ideia de aumentar o número de equipes já para a disputa no Qatar-2022, bancada pela Conmebol, perdeu força.

A vitória da candidatura norte-americana na eleição deve dar mais tranquilidade para a Fifa nos próximos oito anos.

Isso porque toda a infraestrutura esportiva e de transporte dos países já está pronta. Avaliação de observadores da entidade deu uma média de 4 pontos em 5 possíveis.

As únicas despesas teriam a ver com a competição em si, em termos de segurança, contratação de funcionários, montagem de centros de imprensa, entre outros. O valor estimado é de US$ 2,16 bilhões (R$ 8,1 bilhões), já prevendo a inflação até 2026.

Com a United 2026 vencedora, será um retorno do Mundial ao eixo protagonista de grandes eventos e com longo know-how, após uma sequência de Copas na África do Sul, Brasil, Rússia e Qatar.

A United fala em US$ 11 bilhões (R$ 41 bilhões) de lucro para a Fifa com o Mundial, o que seria um recorde histórico.

Folha de São Paulo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cesar disse:

    A partir da Copa de 2026 dificilmente um país somente sediará TODA copa do Mundo. O número de seleções aumentará de 32 para 48 e consequentemente o número de grupos, estádios e cidades sedes. Então a razão do "consórcio" entre Estados Unidos, Canadá e México é essa e com certeza essa "fórmula" será mantida a partir da Copa 2026. Podemos ver em Breve copa sediada na Argentina-Chile-Uruguai, etc. Quanto aos Estádios "elefantes Brancos" que foi citado nos comentários, eu discordo. A maioria dos estádios não são elefantes brancos. São equipamentos usados além do Futebol. No sul do País tivemos os estádios Beira Rio (RS) que mantém excelentes médias de público além de demais eventos, assim como Arena da Baixada (PR). No Sudeste temos o Maracanã que não é elefante branco, assim como o Mineirão e o Estádio Itaquerão em (SP) , este último com maior média de público em 2017 entre todos estádios. No Nordeste podemos nominar somente a "Arena Pernambuco" como subutilizada. A fonte Nova (BA) e o Castelão(CE) além de serem arenas multiusos , sediam jogos do campeonato brasileiro com médias altas de público. A Arena das Dunas devido a decadência do Futebol do RN não ocupa seu espaço devido no futebol, no entanto a arena promove vários tipos de evento (feiras, congressos, shows, parques, circos, carnatal, atividades diversas). No ano de 2017 foram 150 eventos. ocupação de 1 evento a cada 1,4 dias. Local central onde converge todo transporte público e com as principais avenidas, então é um equipamento que toda cidade gostaria de ter. Não é Elefante Branco. Temos ainda no norte o Arena em Manaus , onde o futebol também não ocupa durante o ano , mas Manaus é uma métropole e pode aproveitar também sua arena. No centro oeste temos a arena de Brasilia (último fim de semana tivemos o maior público do Campeonato brasileiro – 60 mil pagantes) e o de Cuiabá (não tenho notícias da utilização da arena). Pelo levantamento, é falso se dizer que a maioria das arenas são elefantes brancos.

    • Beto disse:

      Kkkkkkkk, mais um militonto querendo defender uma das maiores fontes de desvios de luladrão, e que o povo do RN vai contínuar pagando ao longo de 30 anos um custo de 10 milhões/mensais, dinheiro suficiente pra minimizar o caos da saúde, da segurança e da miserabilidade do potiguar

    • Claude disse:

      Então você não se incomoda com o fato de ficarmos pagando a dívida pelo estádio até 2044? Você prefere o Elefante das Dunas ao invés de polícia na rua ou hospitais funcionando?

    • Ceará-Mundão disse:

      Lendo um comentário como esse, é fácil entender porque o nosso povo é tão facilmente enganado pelos políticos corruptos que infestam o cenário nacional. O cidadão, certamente petista, tenta explicar o inexplicável porque sabe que esses "elefantes brancos" depõem contra seus "heróis". E vale qualquer baboseira em defesa de seus ídolos, absurdos já amplamente desmentidos pelos fatos. O RN, coitado, passando por crise financeira há anos, é obrigado a pagar cerca de 10 milhões mensais por um equipamento de manutenção caríssima, superdimensionado para o paupérrimo futebol potiguar. Coisa que não cabe na cabeça de ninguém minimamente consciente e que não esteja contaminado pelo fanatismo ou pela defesa de interesses particulares.

  2. Acorda Brasil disse:

    Em países pobres é assim que se faz. No Brasil do PT que é rico, constroem-se arenas de R$ 1 BILHÃO para 3 jogos da Copa e depois se usar em campeonatos com média de público de mil pessoas.
    Tem que respeitar esses ladrões do PT e comparsas do PMDB.

  3. Ceará-Mundão disse:

    Com certeza será um sucesso. Especialmente em função da participação preponderante dos EUA pois americano não faz nada prá dar errado. Competência e obstinação (ainda) são características dos "gringos" e estão se acentuando com o governo Trump. Agora, é só aguardar um bocado de peteba criticar meu comentário, me chamar de "entreguista" e blá blá blá, mi mi mi… Morram de raiva, militontos. O Trump tá dando um show nos EUA.

  4. Beto disse:

    Saída inteligente, não fazer como luladrão fez no Brasil, bolou as construções dos elefantes brancos, assim poderia através dos desvios financeiro, abarrotar os bolsos dos políticos, mesmo sabendo que o país não teria recursos pra isso e que era a chance de provocar o caos no país. Pior que luladrão acertou na mosca.

COMENTE AQUI