Famílias Brasileiras menos endividadas e comprando mais em setembro

As famílias que relatam ter dívidas são 67,2% do total mostra o levantamento mensal (leia a íntegra) da CNC (Confederação Nacional do Comércio). Em agosto eram 67,5%, o auge da série histórica, iniciada em 2010. Em setembro de 2019, eram 65,1%.

Leia a íntegra do levantamento.

Para o economista-chefe da CNC, Carlos Thadeu de Freitas Gomes, a melhora discreta nos indicadores é resultado do auxílio emergencial.

O percentual dos endividados inclui quem adia o pagamento das compras para o fim do mês por meio do cartão. Houve alta no uso desse meio de pagamento: eram 77,8% do total de famílias em agosto e passou para 79% em setembro.

Para Freitas Gomes, a alta nas compras com cartão é sinal de retomada. “Essas famílias têm maior confiança na economia. Deixaram de poupar e passaram a consumir mais”, diz.

PODER 360