Fiern demite 143 funcionários em um ano

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern) anunciou, nesta terça-feira (4), a demissão de 80 funcionários. É a segunda demissão promovida na Federação em cerca de um ano. Na anterior, em 31 de julho de 2019, foram demitidos 63 pessoas. Ao todo, em pouco mais de um ano, 143 colaboradores perderam seus empregos na Fiern, sob a presidência de Amaro Araújo. A exemplo da demissão anterior, a Federação se pronunciou apenas por meio de nota.

O Sistema afirma também que muitos dos funcionários demitidos aderiram ao plano de desligamento voluntário ou possuem algum outro vínculo que gera comprovada renda. As demissões atingiram trabalhadores da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), entidades que são organismos de apoio à Fiern nas mais diversas funções sociais e de formação de mão de obra qualificada para setores ligados à indústria e de prestação de serviços.

TRIBUNA DO NORTE