Flamengo acumula recordes no Brasileiro e se aproxima do título; veja números

Flamengo unido em busca do título Foto: Divulgação

Flamengo está enfileirando recordes neste Campeonato Brasileiro e faz o título parecer apenas uma questão de tempo. A 12 jogos do fim, a equipe de Jorge Jesus soma 61 pontos e superou uma barreira antes inimaginável — a marca jamais foi atingida a esta altura da competição na era de pontos corridos. Este é apenas um dos vários feitos quebrados pelo atual elenco.

Não à toa, a torcida rubro-negra já começa a ver o sonho do heptacampeonato se tornar mais real. Os 78,2% de aproveitamento após 26 rodadas, superam o campeão Cruzeiro de 2003, que detinha o recorde com 72,5%. Números fazem até Jorge Jesus já usar a palavra “campeão” durante as suas coletivas.

emos por onde ganhar. Depois do empate, tivemos a melhor parte. Foi uma vitória com estrelinha de campeão. Os campeões também precisam ter sorte. É óbvio. Sorte no jogo — disse o treinador estrangeiro líder a mais rodadas no Brasileiro.

A pontuação do Flamengo em 26 rodadas foi alcançada após 19 vitórias, com as quais também estabelece um ineditismo. Nunca nenhum clube chegou a essa quantidade de resultados positivos neste momento. O máximo do período havia sido o Cruzeiro, na campanha de 2014, com 17.

Dezenove é inclusive o mesmo número de vitórias que o Flamengo conseguiu alcançar em 38 rodadas no hexacampeonato de 2009. Em 2018 foram 21 em todo o campeonato, a melhor marca rubro-negra até agora.

Líder de vitórias e maior vantagem

Por falar em vitórias, o rubro-negro atingiu a sua melhor sequência de triunfos seguidos neste Brasileiro — foram oito, até empatar com o São Paulo no Maracanã, em 28 de setembro. Antes, era seis em 2015, 1982 e 1978.

Quando abriu oito pontos de distância do segundo colocado, o Flamengo também atingiu a sua maior vantagem diante um vice-líder na história do Brasileiro. O maior número era de seis pontos contra o Palmeiras, em 2018.

O time de Jorge Jesus também chama atenção por ser o melhor visitante do Brasileiro, e bateu o recorde de vitórias fora de casa. Ao vencer o Fortaleza, chegou a sete resultados positivos consecutivos, maior sequência na era dos pontos corridos desde 2004.

O rubro-negro alcançou ainda o recorde de gols marcados em primeiros turnos do Brasileiro. Foram 42 nos primeiros 19 jogos, o que fez se juntar ao Cruzeiro de 2013.

Tabus e marcas dos jogadores

Entre os tabus históricos, novas marcas. O Flamengo venceu o Athlético-PR e quebrou um jejum de 45 anos: não vencia na Arena da Baixada em Brasileiros desde 1974.

Jorge Jesus se tornou o técnico estrangeiro com mais rodadas na liderança do Brasileiro e também se tornará o técnico do Flamengo a mais rodadas líder do torneio.

Personificação dos recordes dentro do campo, Gabigol já extrapolou os gols que fez pelo Santos, em 2018, quando foi o artilheiro do Brasileiro. O goleador estufou as redes 27 vezes em 52 partidas, ou seja, com 14 atuações a mais que nesta temporada.

Já Bruno Henrique alcançou 38 km/h durante o jogo contra o Inter e quebrou o recorde que era de Gareth Bale, do Real Madrid, que já chegou a 36,9 km/h.

Fora de campo também houve recordes. A goleada histórica do Flamengo sobre o San José, por 6 a 1, no Maracanã, em jogo da quarta rodada da fase de grupos da Libertadores, atingiu mais de 1 milhão de usuários assistindo ao jogo ao mesmo tempo. Foi o recorde no streaming.

O GLOBO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arnaldo Franco disse:

    Tô com você, Cristian. Sou América RN e só. Na série A ou na série Z. Se jogar Brasil x América, com todo respeito à Seleção, sou América. Potiguares precisam aprender a ser bairristas. Temos que aprender com pernambucanos, gauchos e alagoanos. Infelizmente ainda vejo jornalistas brilhantes aqui da terrinha alardearem suas paixões por times de outros estados, ignorando o peso que suas opiniões têm na cabeça de nossos jovens. É torcer pra qaue isso um dia mude.

  2. Cristian disse:

    Só tem carioca aqui no blog, espero que nordestinos torçam majoritariamente para times de sua região!

  3. Paulo disse:

    Segue o vice, porque o líder já disparou

  4. Ananias disse:

    Não à toa, a torcida rubro-negra já começa a ver o sonho do heptacampeonato se tornar mais real.

    Faz me rir, o Flamengo é penta, todo mundo sabe que o Sport é o campeão brasileiro de 87.

    Vão aprender a contar!
    1980
    1981
    1983
    1992
    2009
    5 títulos!

    • Cristian disse:

      FIFA e CBF já deram para o Sport, só os torcedores que acreditam que é do FLA.

    • Zé Garcez disse:

      Chora não, bebê

    • Miguel disse:

      Sport é o único e legítimo campeão brasileiro de 1987. Venceu nos gramados (não fugiu de jogar as finais) e nos tribunais em todas as instâncias, sentença transitada em julgado. Flamengo perdeu até as ações em que implorou para dividir o título.
      Em 1987 não haviam divisões, o brasileiro foi dividido em módulos, cujos critérios eram meramente comerciais, definidos pelo patrocinador do torneio. Assim, o Guarani, vice campeão brasileiro em 1986, derrotado pelo São Paulo, foi colocado em 1987 no modulo amarelo junto com o Sport. O vice do ano anterior JAMAIS jogaria na segunda divisão no ano seguinte.
      Assim como o Vasco foi campeão em 2000, em cima do São Caetano, em um regulamento semelhante.
      Conclusão: Flamengo campeão brasileiro em 1980 1982 1983 1992 2009. Poderá ser HEXA em 2019.

  5. Abel disse:

    Aqui é o seguinte BG.
    Não tem mistério.

    UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO.
    o resto?
    Bom !!
    Deixe na imaginação …

COMENTE AQUI