Política

Globo mentiu e censurou o ex-presidente, afirma o Instituto Lula

A nota do Instituto Lula, intitulada “Rede Globo mente e censura Lula” afirma que “o jornalismo arrogante, de um lado só, voltou às telas do Jornal Nacional neste sábado por meio de um dos porta-vozes daqueles tempos sombrios”, refererindo a Alexandre Garcia, ex-porta do ditador João Figueiredo e hoje apresentador de telejornais globais. “Esta é uma noite para lembrar que as ditaduras, sejam as políticas, sejam as midiáticas, cedo ou tarde chegam ao fim”, conclui a nota.

Segundo o Institututo Lula “o Jornal Nacional da Rede Globo mentiu na edição deste sábado, e isto não surpreende”. Segundo a nota a Globo afirmou que a emissora afimou que teria solicitado informações sobre o pedido dos promotores quando na verdade outra emissora, a Globo News, do mesmo conglomerado de comunicação, fez a solicitação. Ocorre que até então os contatos eram com a própria Globo. “É degradante que a Rede Globo utilize o nome de um profissional da Globo News para montar a farsa que foi ao ar no JN deste sábado”, diz a nota.

O Instituto Lula afirma que o mesmo procedimento foi feito com os advogados do ex-presidente e diz ainda: “o que o Jornal Nacional tentou fazer na edição deste sábado foi lançar uma cortina de fumaça sobre as mentiras e gravíssimos erros cometidos na edição de quinta-feira”. A nota informa que os advogados preparam medidas judiciais para garantir o direito de resposta de Lula, solicitado na forma da lei e negado pela Globo.

Leia abaixo a íntegra da nota:
Rede Globo mente e censura defesa de Lula

O Jornal Nacional da Rede Globo mentiu na edição deste sábado, e isto não surpreende.

A VERDADE: A reportagem do Jornal Nacional NÃO PROCUROU a assessoria do Instituto Lula, na quinta-feira (10 de março) para comentar a denúncia dos procuradores do MP de São Paulo contra o ex-presidente LULA.

A MENTIRA: A mensagem de e-mail exibida no Jornal Nacional deste sábado é de um repórter da GloboNews, e não do JN ou de qualquer outra redação da REDE GLOBO.

A PROVA DA MENTIRA:

Os contatos entre a assessoria de Imprensa do Instituto Lula e a redação do Jornal Nacional sempre foram feitos diretamente.

É degradante que a REDE GLOBO utilize o nome de um profissional da Globo News para montar a farsa que foi ao ar no JN deste sábado.

O mesmo vale para as mensagens enviadas à assessoria de imprensa dos advogados de Lula, e que não mencionavam reportagem no Jornal Nacional sobre a denúncia do MP.

O que o Jornal Nacional tentou fazer na edição deste sábado foi lançar uma cortina de fumaça sobre as mentiras e gravíssimos erros cometidos na edição de quinta-feira.

2) Os advogados do ex-presidente Lula preparam as medidas judiciais cabíveis diante da recusa da REDE GLOBO em atender ao Direito de Resposta e para reparar as novas ofensas dirigidas neste sábado ao ex-presidente Lula.

3) A solicitação de Direito de Resposta do ex-presidente Lula foi feita nos termos da lei, tempestivamente, como se pode confirmar na carta dos advogados, que está anexada a esta nota.

A reportagem de quinta-feira é parcial e caluniosa porque, ao longo de 9 minutos de reportagem, o ex-presidente Lula foi acusado 18 vezes (sem fundamento e sem resposta) pela prática de 10 diferentes crimes, foi alvo de 9 ofensas e 2 calúnias, a mais grave e desrespeitosa, quando o repórter comparou Lula a um traficante de drogas, calúnia que extrapola até mesmo as leviandades contidas nos autos da denúncia.

4) O texto de resposta do ex-presidente Lula à Rede Globo não tem ironias nem se alonga em comentários críticos ao jornalismo da Rede Globo, como alegou a emissora para censurá-lo.

O texto tem 950 palavras. Na reportagem de 10 de março, o apresentador Willian Bonner, o repórter José Roberto Burnier e os promotores José Carlos Blat e Cássio Conserino utilizaram 1.085 palavras para — sem provas e sem defesa – ofender, difamar e caluniar o ex-presidente, sem qualquer respeito ao equilíbrio jornalístico.

O que Lula aponta na resposta censurada é a parcialidade do Jornal Nacional – veiculado por uma concessionária de serviço público – que não respeitou nem seus direitos nem o direito do público à informação correta.

O que a Rede Globo chamou neste sábado de “ironias” são as duras verdades que a emissora se recusa a ouvir.

5) A truculenta reação da REDE GLOBO a uma solicitação de Direito de Resposta, apresentada nos termos da Lei, expõe mais uma vez a extrema dificuldade desta emissora em lidar com os princípios democráticos que norteiam a liberdade de imprensa, e que deveriam ser observados com rigor numa CONCESSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO.

Entre estes princípios estão o equilíbrio editorial, o respeito ao contraditório, o rigor na apuração, o juízo imparcial da notícia e a serena humildade diante dos fatos.

Na parte de sua resposta que foi censurada, Lula recorda que a REDE GLOBO levou 30 anos para pedir desculpas ao povo brasileiro por ter apoiado o golpe 64, praticando um jornalismo de um lado só ao longo de duas décadas.

O jornalismo arrogante, de um lado só, voltou às telas do Jornal Nacional neste sábado, por meio de um dos porta-vozes daqueles tempos sombrios. Esta é uma noite para lembrar que as ditaduras, sejam as políticas, sejam as midiáticas, cedo ou tarde chegam ao fim.

Leia aqui a resposta do ex-presidente Lula ao Jornal Nacional:

“Eu, Luiz Inácio Lula da Silva, e minha mulher, Marisa Letícia, não somos e nunca fomos donos de nenhum apartamento tríplex no Guarujá nem em qualquer outro lugar do litoral brasileiro.

Meu patrimônio imobiliário hoje é exatamente o mesmo que eu tinha ao assumir a presidência da República, em janeiro de 2003:

O apartamento onde moro com Marisa, e onde já morávamos antes do governo, e o rancho “Los Fubangos”, um pesqueiro na represa Billings.

Ambos adquiridos a prestações. Também temos dois apartamentos de 70 metros quadrados que Marisa recebeu em permuta por um lote que ela herdou da mãe.

Tudo em São Bernardo do Campo. Tudo registrado em nosso nome no cartório e na declaração anual de bens.

Esta é a verdade dos fatos, em sua simplicidade: entrei e saí da Presidência da República com os mesmos imóveis que adquiri ao longo da vida, trabalhando desde criança, como sabem os brasileiros.

Não comprei nem ganhei apartamento, mansão, sítio, fazenda, casa de praia, no Brasil ou no exterior.

Jamais ocultei patrimônio nem registrei propriedade particular em nome de outras pessoas.

Nunca registrei nada em nome de empresas fictícias com sede em paraísos fiscais, artifício utilizado por algumas das mais ricas famílias deste País para fugir ao pagamento de impostos.

As informações sobre o patrimônio do Lula – verdadeiras, fidedignas, documentadas – sempre estiveram à disposição do Ministério Público e da imprensa, inclusive da Rede Globo.

Estas informações foram deliberadamente ocultadas do público na reportagem do Jornal Nacional que apresentou as acusações do Ministério Público de São Paulo.

Eu não fui procurado pela Globo para apresentar meu ponto de vista. Ninguém da minha assessoria foi procurado. O direito ao contraditório foi sonegado.

Alguém se apropriou indevidamente do meu direito de defesa.

Não é a primeira vez que isso acontece e certamente não será a última.

Mas eu fiquei indignado ao ver minha mulher e meu filho sendo retratados na televisão como se fossem criminosos.

Mesmo na mais acirrada disputa política – e o jornalismo não está acima dessas disputas – nada justifica envolver a família, a mulher, os filhos, como ocorreu nesse caso.

Fiquei indignado porque, ao longo de 9 minutos, o apresentador William Bonner e o repórter José Roberto Burnier me acusaram 18 vezes de ter cometido 10 crimes diferentes; sem nenhuma prova, endossando as leviandades de três membros do Ministério Púbico de São Paulo.

Reproduziram ofensas, muitas ofensas, a partir de uma denúncia que sequer foi aceita pela juíza. E ainda por cima, denúncia de um promotor que já foi advertido pelo Conselho Nacional do Ministério Público, porque atuou fora da lei neste caso.

A Rede Globo me conhece o suficiente para fazer uma avaliação equilibrada das acusações lançadas por aquele promotor, antes de reproduzi-las integralmente pelas vozes de William Bonner e Roberto Burnier.

A Rede Globo recebeu, desde 31 de janeiro, todas as informações referentes ao tríplex, com documentos que comprovam que nem eu nem Marisa nem nosso filho Fabio somos donos daquilo. É uma longa e detalhada nota, chamada “Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa”.

Cheguei a abrir mão do meu sigilo fiscal e anexei a esta nota parte de minha declaração de bens.

Quando divulgamos este documento esclarecedor, o Jornal Nacional fez uma série de matérias tentando desqualificar o que estava dito lá. Duvidaram de cada detalhe, procuraram contradições, chegaram a distorcer uma entrevista do meu advogado.

Quanta diferença…

Na reportagem sobre a denúncia do procurador, nada foi questionado. Tudo foi endossado e ratificado como se fosse absoluta verdade.

A Rede Globo sempre poderá dizer que estava apenas “retratando os fatos”, “prestando informações à sociedade”, “cumprindo seu dever jornalístico”.

Só não vai conseguir explicar ao povo brasileiro a diferença gritante de tratamento: quando acusam o Lula, é tudo verdade; quando o Lula se defende, é tudo suspeito.

Em 40 anos de vida política, aprendi a lidar com o preconceito, com a inveja e até com o ódio político.

Mas não me conformo, como ex-presidente desse imenso país chamado Brasil, não posso me conformar de ser comparado a um traficante de drogas, como aconteceu no final da reportagem.

Essa comparação ofensiva, injuriosa, caluniosa, não está nos autos da denúncia do Ministério Público.

Não sei quem decidiu incluir isso na reportagem, mas posso avaliar seu caráter.

Se esta mensagem está sendo lida hoje na Rede Globo é por uma decisão da Justiça, com base na Lei do Direito de Resposta, aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff no final do ano passado.

Esta lei garante que a Liberdade de Imprensa seja realmente um direito de todos e não um privilégio daqueles que detém os meios de comunicação.

É ela que nos permite enfrentar a ocultação de informações, a sonegação do contraditório, a falsidade informativa, a lavagem da notícia.

Estes vícios foram sistematicamente praticados pelos grandes veículos de comunicação do Brasil durante a ditadura e fizeram tão mal ao País quanto a censura, que abolimos na Constituição de 1988.

A Rede Globo levou mais de 30 anos para pedir desculpas ao País por ter apoiado a ditadura, praticando um jornalismo de um lado só. Graças à lei do Direito de Resposta, não tenho de esperar tanto tempo para responder às ofensas dirigidas a mim e a minha família no Jornal Nacional.

Eu não estou usando este direito de resposta para me defender apenas, e a minha família. É para defender a democracia, o estado de direito e a própria liberdade de imprensa, que só é verdadeira quando admite o contraditório e respeita a verdade dos fatos.

Quando estes princípios são ignorados, em reportagens como aquela do Jornal Nacional, o maior prejudicado não é o Lula, é cada cidadão e a sociedade, é a democracia”.

Luiz Inácio Lula da Silva

Opinião dos leitores

  1. Sério que o fato do pedido de explicação ter partido de um dos braços jornalísticos e televisivos da Rede Globo muda alguma coisa?
    Então, na cabeça dos cérebros de acarajé, cada telejornal tem que mandar um email com esse teor?
    O PT está perdido. Está nu. Cada vez mais encalacrado, cada vez mais sem resposta a tanto roubo fica agora mirando na mídia que não usa as verbas da SECOM para defender o indefensável.
    Seu fim chegou PT, aceite que dói menos.

  2. Foi os brasileiros que roubaram a Petrobrás e destruiram o Brasil e Lula e sua quadrilha são todos inocentes. Conta outra LuLadrão que essa não existe não

  3. Em tempo…sobre o comentário de ÔLouco…não defendo Alexandre Garcia nem Globo…mas Paulo Henrique Amorim não é fonte bibliográfica confiável. ..ao contrário. …está bem vinculado ao PT. Além de um tom de voz muito desagradável. …demagógico e populesco…como quem lhe financia.

  4. A entrevista da diretora desse dito instituto esta semana a Mário Sergio Conti,na globo news, demonstra a inconsistência de sua existência. Ela disse,após ser indagada acerca das contas do instituto: "olha Mário ,eu confesso aqui a vc que eu não sei bem…não me importo muito com isso!" Como assim ? Heloooooo….a senhora é a diretoraaa. Em outro momento ela equiparou Lula a Mandela…com uma expressão de paixão por lula , aliás , como a grande maioria dos seus defensores. Uma entrevista juvenil de uma senhora tomada pela cega paixão! Triste.

  5. Foi a Globo que ROUBOU BILHÕES DA PETROBRAS ,foi a Globo que participou do Mensalão ,foi a Globo que pagou a retomada do TRIPLEX e o sítio !!!!!
    Tenha vergonha na cara seus PTralhas corruptos ,seus vermes ,querem perpetuar no poder como aquele Rato do FIDEL CASTRO eo porco do falecido Hugo Chaves

  6. Infelizmente temos profissionais que se vendem e não tem dignidade pessoal sequer para falar de moralidade nesse país. Esse Alexandre Garcia pensa que engana os mais esclarescidos. Se voce quer entender um pouco do que acontece no nosso jornalismo leia: "O Quarto Poder — Uma Outra História” AMORIM, PAULO HENRIQUE, (Hedra, 553 páginas).

    1. Tá de brincadeira!!!…Paulo Henrique Amorim??!!…O "Kajuru" do jornalismo??!!kkkkkk…

    2. Vc perde seu tempo lendo livro escrito por Paulo Henrique Amorim? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. Homi vá arranjar uma lavagem de roupa querem tempo será melhor utilizado!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Lula obtém no ano sequência de 12 vitórias judiciais impulsionadas pelo STF

Foto: 07/04/2018 – Heuler Andrey/AFP

Com os direitos políticos reabilitados desde março, o ex-presidente Lula já obteve neste ano ao menos 12 expressivas vitórias judiciais na série de processos e investigações a que respondia desde que se tornou alvo da Operação Lava Jato, há quase seis anos.

Só nos últimos dias, o petista, que pretende concorrer ao Planalto em 2022 contra Jair Bolsonaro, teve êxito em duas decisões em diferentes instâncias judiciais.

Na segunda-feira (13), foi divulgado que a Justiça Federal de São Paulo mandou arquivar investigação derivada da delação do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, sobre suposto tráfico de influência na Costa Rica em uma ocasião em que o ex-presidente havia ido ao país para fazer uma palestra.

A defesa afirma que o delator “acabou se retratando” da acusação e que não havia nenhuma prova.

No Supremo Tribunal Federal

Na terça-feira (14), o ministro do Supremo Ricardo Lewandowski mandou suspender provisoriamente a tramitação de autos que poderiam reavivar no Distrito Federal duas antigas ações penais já retiradas do Paraná por ordem da corte.

As acusações, apresentadas pela força-tarefa paranaense, tratavam dos casos de um terreno comprado pela Odebrecht para o Instituto Lula e de doações feitas pela empreiteira para a entidade do ex-presidente.

Essas decisões em benefício de Lula se somam a outras expedidas nos últimos meses que tiveram influência da ordem que considerou o ex-juiz Sergio Moro parcial ao julgar o ex-presidente na Lava Jato do Paraná.

Em junho, o plenário do Supremo ratificou julgamento da Segunda Turma da corte que considerou que Moro não agiu com a devida equidistância ao conduzir o caso do tríplex de Guarujá.

O ministro Gilmar Mendes estendeu os efeitos da medida para outros dois casos iniciados em Curitiba, e a Procuradoria-Geral da República recorreu.

Antes disso, em março, o relator da Lava Jato na corte, ministro Edson Fachin, havia anulado as duas sentenças contra Lula expedidas no Paraná sob o argumento de que a Vara Federal de Curitiba não tinha a devida atribuição para julgá-lo.

Também retirou das autoridades paranaenses outros dois casos remanescentes —sobre o terreno e sobre as doações para o instituto— e os enviou ao Distrito Federal.

A declaração da parcialidade de Moro teve consequência direta nos últimos dois meses sobre outros dois processos que não eram iniciativa das autoridades de Curitiba, mas que possuíam ligação com as investigações da Lava Jato.

Esse efeito ocorre porque o julgamento que considerou Moro parcial atingiu também atos pré-processuais expedidos pelo então juiz.

Com isso, ficaram invalidadas provas obtidas em um amplo inquérito, o da 24ª fase da Lava Jato paranaense, em março de 2016, que incluiu buscas em endereços de Lula e de pessoas próximas.

Com a invalidação, por exemplo, de emails do Instituto Lula, foi trancada em agosto uma ação penal que tramitava em São Paulo desde 2018 e que abordava doações da empreiteira ARG, que possuía negócios em Guiné Equatorial, à entidade.

Acórdão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região afirma: “Uma vez declarada nula, contamina todos os atos subsequentes, como decorrência da doutrina dos frutos da árvore envenenada”.

Mais recentemente, no dia 3 de setembro, o juiz federal no DF Frederico Botelho Viana mandou trancar outra ação penal, que tramitava desde 2019 contra Lula e que tratava de negócios da Odebrecht em Angola. Também houve reflexos da decisão que invalidou as provas em investigação com a atuação de Moro.

“Tal circunstância minguou a estrutura argumentativa inicial da imputação realizada nesta ação penal”, escreveu o juiz Viana.

Lula chegou a ser réu, não de maneira simultânea, em 11 ações penais no Paraná, no DF e em São Paulo.

Em dois desses processos —tríplex e sítio—, foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, em sentenças anuladas neste ano por Edson Fachin.

FolhaPress

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Correios vão leiloar 61 mil itens que não puderam ser entregues aos destinatários

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os Correios irão leiloar cerca de 61 mil itens no próximo dia 27 de setembro. Os valores iniciais dos lotes variam entre R$ 1.303 até R$ 85.050.

Os itens são considerados refugos, objetos que não foram entregues ao destinatário após esgotadas todas as possibilidades e prescrito o prazo de direito à reclamação, conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor.

São roupas, livros, peças de microinformática, acessórios para veículos, bijuterias, equipamentos eletrônicos, entre outros.

“Serão ofertados dez lotes que são indivisíveis. Então, a pessoa que der lance a um lote é o lote todo, não serão aceitos lances para itens específicos”, explicou o chefe do departamento de infraestrutura dos Correios, Thiago Meireles. Ele destaca os lotes de utensílios do lar, com itens relacionados a cama, mesa, banho e eletrodomésticos e os de vestuário, mas diz que o grande chamariz são os celulares.

Os recursos arrecadados contribuirão para que os Correios ampliem sua capacidade de investimentos, resultando em melhorias nos serviços e produtos prestados aos clientes.

Como participar

Os interessados devem se cadastrar na plataforma Licitações-e do Banco do Brasil. Ao concluir essa etapa, pessoas físicas e jurídicas conseguem enviar propostas de forma eletrônica para participar da disputa online.

O edital com as informações está disponível na plataforma Licitações-e, pelo nº 893602, e também na página de licitações dos Correios.

Os lotes estão armazenados em edifício dos Correios em São Paulo. Quem quiser fazer uma visita ao local para ver os bens deve agendar pelo telefone (11) 4313-8150.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Criança de 6 anos morre após picada de escorpião em Natal; Família se revolta com atendimento médico e registra boletim de ocorrência

Uma criança de apenas 6 anos morreu em Natal após, supostamente, ser picada por um escorpião e não receber o atendimento médico necessário, segundo familiares. O caso teria acontecido na rua São Geraldo, em Lagoa Azul, no último dia 13, mas somente agora recebeu repercussão.

De acordo com a família, que procurou a Polícia Civil para denunciar o caso, a criança deu entrada na UPA de Pajuçara com relato de picada de escorpião. Ela estava brincando no quintal da casa, por volta das 10h30, quando foi pegar uma pá e, imediatamente, soltou um grito, se queixando de forte dor na mão. O escorpião não foi encontrado. Um boletim de ocorrência foi registrado.

Imagem: reprodução

Na UPA, no entanto, a criança foi medicada com dipirona, mesmo diante dos constantes pedidos da família para que ela fosse encaminhada para o Hospital Giselda Trigueiro, onde receberia tratamento com o soro adequado.

“A família está revoltada porque insistentemente pedia o encaminhamento dele para o Giselda Trigueiro ou para o Maria Alice, para ter acesso ao tratamento com soro recomendado, mas não foram atendidos e, até mesmo, distratados”, aponta parte do relato divulgado.

Ainda de acordo com a denúncia da família, só a noite, a criança foi encaminhada para outro Hospital, o Walfredo Gurgel, onde faleceu por volta das 22h30.

Com informações do Blog de Gustavo Negreiros

Opinião dos leitores

  1. A nossa saúde do RN ta complicada a cada dia, se acontecesse comigo iria pegar a cabeça dos responsáveis

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Adolescente de 15 anos é operado após enfiar cabo USB no pênis

Fotos: Calum Grant/Urology Case Report

Um adolescente de 15 anos precisou passar por uma cirurgia após enfiar um cabo USB no pênis. O caso ocorreu em Londres, no Reino Unido, e foi divulgado por um artigo científico publicado na revista “Urology Case Reports”.

O jovem, que não teve o nome revelado, relatou aos médicos que inseriu um cabo USB, utilizado para carregar aparelhos celulares, na uretra para medir o comprimento do pênis. Ao perceber que havia prendido o cabo no membro, ele tentou removê-lo manualmente, mas acabou piorando a situação e prendendo as duas pontas do objeto na uretra.

O adolescente foi com a família ao hospital mais próximo, mas tentativas manuais ou endoscópicas de remoção não foram eficientes porque havia um nó no cabo USB.

Ele foi então encaminhado ao University College Hospital London, onde há tratamento especializado e cirurgias urológicas. Os médicos precisaram realizar uma uretrostomia penoescrotal, onde é feito um corte entre a genitália e o ânus do paciente. O cabo foi cortado e retirado através de um meato uretral externo.

O adolescente recebeu alta no dia seguinte à cirurgia. Ele precisou usar cateteres suprapúbicos para drenar a urina por duas semanas. Segundo os médicos, o jovem não terá sequelas.

De acordo com o artigo científico publicado na Urology Case Reports, o jovem não apresentava problemas mentais, e casos assim são mais comuns do que se imagina. “A experimentação e a gratificação sexual são considerados as principais causas de corpos estranhos retidos na uretra e na bexiga de pacientes”, diz trecho do estudo.

Correio Braziliense

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

46 mil brasileiros foram pegos tentando entrar ilegalmente nos EUA em 2021

Brasileiros foram flagrados e, em seguida, se entregaram a agentes da Patrulha de Fronteira do Setor Yuma | Foto: reprodução/Twitter

Desde o início deste ano, 46.563 brasileiros foram detidos por autoridades americanas após tentar entrar ilegalmente nos Estados Unidos. O número total deste ano já supera em mais de cinco vezes o total de 2020, quando 9.231 imigrantes brasileiros foram detidos.

Até então, o auge da migração ilegal de brasileiros havia ocorrido em 2019, quando cerca de 18 mil tentaram entrar nos EUA ilegalmente pela fronteira terrestre com o México.

Somente na manhã da última quinta-feira (16), um grupo de 140 brasileiros foi detido ao cruzar ilegalmente a fronteira do México com os Estados Unidos.

Ganhou destaque nesta semana o caso de uma brasileira foi encontrada morta, na última quarta-feira, no estado do Novo México, nos Estados Unidos. A técnica de enfermagem Lenilda dos Santos, 50 anos, tentava entrar ilegalmente no país, mas, durante a travessia, teria sido abandonada pelos companheiros de viagem e acabou sucumbindo à sede, à fome e ao calor da região desértica.

A localização de Lenilda foi difícil, pois ela estava numa região ampla de deserto, com a residência mais próxima a 400 km de distância. Além disso, vestia uma roupa camuflada, para dificultar ser observada. A escolha por visuais assim é comum entre os imigrantes ilegais, segundo a polícia local.

Segundo pessoas próximas, ela acabara de se separar do marido e resolveu tentar uma nova vida nos EUA. Lenilda tentava entrar no país com três amigos de infância e outra pessoa que os orientaria ao longo do caminho.

Com informações de Correio Braziliense e BBC

Opinião dos leitores

  1. É ôntico querendo fugir do caos produzido pelo mito. Desemprego monstro e inflação comendo o pouco recurso do povo.

  2. Mas segundo a esquerda imunda brasileira, disse que Binden ia ser a solução para os imigrantes. E que Trump era intransigente.

  3. As porteiras de Cuba, Venezuela e Bolívia estão abertas para a juramentada de duas pernas entrarem Kkkķ.

    1. Titia Cacá, aqui já está virando uma Venezuela, Cuba e Bolívia. Comida custando caro, mais pessoas pedindo ajuda nos cruzamentos, desemprego batendo recorde, inflação chegando na casa dos 2 dígitos, um presidente que quer destituir poderes e assim vai. Acorda mulher.

  4. Eu não entendo esse povo que sai daqui e arrisca a vida para ir sofrer em um país sem férias remuneradas, décimo terceiro, FGTS, Previdência Social, PIS, sindicatos (como os nossos, parasitários) e, principalmente, sem o SUS. kkkkkkk

    1. Né isso, e os esquerdopatas, são os primeiros a se aventurar no país capitalista.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 25,2%

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 25,2%, registrada no início da tarde deste sábado (18). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 109.

Até o momento desta publicação são 160 leitos críticos (UTI) disponíveis e 54 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 172 disponíveis e 55 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 30,1% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 14,8% e a Região Seridó tem 17,6%.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: RN possui 160 leitos críticos e 172 leitos clínicos disponíveis

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 12h10 deste sábado (18).

Neste período, havia 02 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e 01 aguardava avaliação. Foram registrados disponíveis 160 leitos críticos e outros 172, sendo clínicos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra 01 óbito por Covid nas últimas 24 horas; novos casos são 20

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (18). São 367.055 casos totalizados. Na sexta-feira (17) eram contabilizados 366.884, ou seja, 171 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 20 confirmados nas últimas 24h horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.320 no total, com 01 registro de óbito ocorrido nas últimas 24 horas (em Cruzeta). Na sexta-feira (17) eram 7.315 mortes. A Sesap registrou outras 4 (quatro) mortes após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.331.

Recuperados são 259.107. Casos suspeitos somam 174.647 e descartados são 727.353. Em acompanhamento, são 10.628.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meio Ambiente

CTR Potiguar: Governadora visita primeiro aterro privado do RN e destaca geração de energia através do lixo

Pioneirismo, reconhecimento e visão de futuro. Estes foram os aspectos que deram o tom da visita da governadora Fátima Bezerra à CTR Potiguar, nesta sexta-feira (17). A comitiva do Governo do Estado também contou com a presença dos secretários de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti; Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado e do diretor do Idema, Leon Aguiar.

A chefe do Executivo estadual comentou o que o investimento representa para o Estado: “É a pauta do século XXI. O país está pagando o preço por causa da conduta equivocada sobre a agenda do meio ambiente. Já o Rio Grande do Norte continua liderando o ranking de produção de energia eólica e agora nós estamos nos posicionando para assumir uma nova posição de vanguarda. Quero parabenizar a CTR Potiguar por apresentar esse projeto com muita solidez e a importância de fazermos nosso papel. Trabalho feito com seriedade, transparência e segurança jurídica para que empreendimentos dessa natureza possam prosperar aqui no RN”, enfatizou Fátima Bezerra.

A sustentabilidade do empreendimento através da geração de energia limpa a partir da segunda fase da Central foi destacada pelo Diretor da CTR Potiguar, Dâmocles Trinta. A empresa é a única do Nordeste habilitada a participar no Leilão de Energia, com utilização de resíduos para produzir energia. “Quando nós tínhamos a intenção de construir o aterro, nós pensamos evidentemente no investimento, mas pensamos também na sustentabilidade. Hoje, nós pensamos em gás e também em energia. A CTR vai desenvolver um conglomerado de ações dentro dessa cadeia dos resíduos sólidos urbanos”, pontuou.

Antes da etapa de energia limpa, o aterro contribui com as funções social e ambiental igualmente relevantes, na medida em que impacta a coleta e destinação de resíduos, colaborando ainda, para o desenvolvimento sustentável e geração de emprego e renda na localidade. O prefeito de Vera Cruz, Marcos Cabral, destacou a solução encontrada para o cumprimento das metas das políticas de alojamento dos resíduos sólidos. “A prefeitura recebia solicitações do Ministério Público para adequar a nossa situação sobre alocar o lixo corretamente, agora conseguimos resolver isso, além da geração de renda e emprego em nossa cidade”.

A CTR Potiguar iniciou a operação com o recebimento dos resíduos dos municípios de Vera Cruz, Parnamirim, São José de Mipibu, Várzea e Bom Jesus. O aterro está pronto para receber resíduos dos municípios da Região Agreste e Litoral Sul, cidades em que o turismo faz com que a destinação adequada do lixo seja ainda mais necessária. O secretário do Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, destacou a importância da ampliação da cobertura do manejo e destinação correta do lixo no território potiguar: “Vamos transformar um problema, que é o lixo, em uma solução”.

Atualmente, o RN é o pior estado do Nordeste em destinação de resíduos. O lixo produzido em 155 cidades do Rio Grande do Norte tem destino inadequado. A Secretaria Estadual de Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti explicou que a pasta é responsável pela gestão do Plano Estadual de Resíduos Sólidos, cujas diretrizes são alinhadas ao plano nacional. “Diante da realidade atual do nosso estado, é inegável a importância de projetos como esse da CTR, que têm como objetivo o controle do lixo e a geração de energia”.

A participação do IDEMA para que o projeto se tornasse realidade foi destacada pelo diretor-geral do órgão, Leon Aguiar: “Esse empreendimento não é de hoje, todos os trâmites foram seguidos adequadamente pela CTR Potiguar desde 2018 com uma licença prévia, em 2019 com a licença de instalação, e agora com a conclusão em 2021 com a licença de operação. A empresa seguiu rigorosamente todas as normativas mais atuais e hoje temos um aterro dos mais modernos que poderíamos imaginar”, disse.

A solução é fazer com que o lixo não seja apenas aterrado, mas que no futuro ele se transforme em energia trazendo soluções para os municípios não só da região Metropolitana, mas ampliando para outras áreas do interior do Estado. “É uma transformação para o Rio Grande Norte. Transformar um problema que é o lixo em uma solução que é gerar energia e emprego”, confirmou o senador Jean Paul Prates.

Opinião dos leitores

  1. Fátima GD pegando mais uma carona em um empreendimento que não é do governo dela. Totalmente privado. Sendo que ela e o PT são contra a iniciativa privada. Só fingem que apoiam pra tirar proveito político.

  2. Aguentar e ficar perto de uma criatura dessa, deve ser a parte mas dolorosa de exercer um cargo comissionado. Oh criatura intragável é essa Governadora, todos devem tomar um banho de Arruda com sal grosso depous, pois a urucubaca é grande, Votz.

  3. O governo dela já é um lixo e gera energias negativas.
    Pense num governo reiêra é esse do RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil volta a bater recorde de aplicação da 2ª dose de vacina contra a Covid

Foto: Susan Hortas

Nesta sexta-feira (17/9), o país bateu recorde diário em aplicação de segundas doses da vacina. Foram 1.520.435, a maior marca desde o início da vacinação. O recorde anterior havia sido computado em 9 de setembro, quando 1.476.458 pessoas receberam a segunda dose.

Com isso, dados sobre a Campanha Nacional de Imunização mostram que 43,3% da população com 12 anos ou mais no país está totalmente imunizada contra a Covid-19. Ou seja, já receberam duas doses ou a vacina de dose única. O número corresponde a 79.314.211 dos quase 182 milhões de brasileiros nesta faixa etária, com o ciclo vacinal completo.

No total, 141.085.194 pessoas receberam ao menos uma dose, o que corresponde a 77,1% da população com 12 anos ou mais. Já a dose de reforço foi aplicada em 267.428 pessoas.

Nas últimas 24 horas, foram aplicadas 2.269.586 vacinas. Somando a primeira, a segunda e a dose única, são 220.666.833 doses aplicadas no total.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Desse jeito Renan vai ao infarto.
    Cachorrada esses caras fizeram com essa vacina.
    Tudo capitaniado pelo Calcinha Arrochada.

  2. Com o Presidente Bolsonaro e sua equipe Ministerial, o Brasil vem batendo Records e recordes, na produção, distribuição e aplicação de vacinas, abertura de leitos, facilidades do testamento, produção agrícola batendo todos os recordes, exportações crescendo em ritmos nunca visto, combate à seca e a pobreza a todo vapor, melhorias das Rodovias, Pontes e recuperação de Barragens , construção de novas hidroelétricas, instalações de Campos de produção de energias limpas e renováveis, produção em ritmos acelerado na extração e refino de petróleo, inflação caindo e o poder de compra do povo brasileiro aumentando. É isso que a esquerda imunda não aceita.
    Chupa que o Véio Bolsonaro é duro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *