Governo Bolsonaro troca líderes que apostavam no embate, no acirramento político por deputados do centrão

Na noite desta quinta, uma edição extra do Diário Oficial da União trouxe a substituição dos vice-líderes do governo que apostavam no embate, no acirramento político e que estão envolvidos em polêmicas com outros poderes e até sendo investigados.

A substituição desse lideres foram por deputados do Centrão.

Saíram Carlos Gaguim (DEM-TO), Daniel Silveira (PSL-RJ), José Rocha (PL-BA) e Otoni de Paula (PSC-RJ). No lugar deles entraram Diego Garcia (Podemos-PR), Aloísio Mendes (PSC-MA) e Maurício Dziedricki (PTB-RS), além de Carla Zambelli (PSL-SP).

Daniel Silveira, um dos que mais criaram problema, afirmou que não pretende ficar quieto. “Mas tem momentos que é bom você submergir”, afirmou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. NOVA POLÍTICA disse:

    Agora sim a coisa anda. O mitinho está renovando o quadro com as velhas raposas e velhos caciques.

  2. Gêir Albuquerque disse:

    O Presidente busca fortalecer a sua base governamental, porque tem que passar alguns dos seus projetos de Lei, como algumas das suas medidas provisórias, que estão sendo seguras pelo Presidente da casa Rodrigo Maia!

    • Osvaldo disse:

      Para vc que não ou se faz que não sabe, o Rodrigo Também faz parte do centrão.

  3. Manoel disse:

    Vamos brindar essa informação, gado, com um grande:
    Mmmmmmuuuummmmm
    🐴🐴🐴🐴🐴🐴🐴🐴

  4. Anti-Político de Estimação disse:

    O que as baratas e os políticos do CENTRÃO tem em comum ???? : aconteça o que acontecer, ambos estarão sempre vivos e atuantes, em qualquer cenário.
    No caso dos políticos do CENTRÃO, mamando em qualquer teta disponível, de qualquer governo.

  5. Emerson Fonseca disse:

    Fogo no parquinho ou fogo no Cabaré, Kkkkkk. Rindo da Cara do Gado…😂😂😂👉🏾🐂🐃🐄

COMENTE AQUI