Diversos

Governo já vê risco de derrota no impeachment

CeJufGoWwAEJcsh

Foto: André Coelho / Agência O Globo

O governo está preocupado com a deterioração da situação nos últimos 15 dias e avalia que está no limite para conseguir impedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Na reunião comandada por Dilma com dez ministros e quatro líderes aliados no Congresso foi feita uma avaliação de que o governo perdeu a margem de votos que tinha antes do acirramento da crise política, a partir da divulgação da delação do ex-líder do governo Delcídio Amaral, e hoje teria pouco mais do que os 172 votos para conter o processo no plenário da Câmara.

Um participante da reunião contou que até o fim da semana retrasada, a conta era que o governo tinha entre 240 e 250 votos. Já na comissão especial do impeachment, o governo contabiliza apenas metade dos votos, algo entre 32 e 33 dos 65, além de dois indecisos na base aliada. Mas oposicionistas já dizem ter a maioria do colegiado pela derrubada de Dilma.

O líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), admitiu que o governo tem uma pequena margem de vantagem e que a tarefa agora será ampliá-la. Para isso, Dilma quer montar uma força-tarefa. O ex-presidente Lula, ainda que não consiga assumir a Casa Civil, tem papel chave para arregimentar parlamentares na guerra contra o impeachment. Os outros soldados são Jaques Wagner (chefe de gabinete de Dilma), Ricardo Berzoini (ministro da Secretaria de Governo), líderes aliados e ministros do PMDB, que foram chamados a ajudar. A própria Dilma conversará com os integrantes da comissão. A presidente pretende se reunir com integrantes do PMDB e em seguida com os do PSD, partido do presidente da comissão, Rogério Rosso (DF).

— Pelo primeiro placar, temos uma pequena vantagem, mas nada que não possa ser ampliado durante o processo de discussão. Vamos trabalhar junto a cada deputado — disse Costa.

Na reunião, também foi dado um informe sobre as atuações jurídicas para garantir a posse do ex-presidente Lula como ministro. Ele continua tentando um encontro com o vice-presidente Michel Temer, presidente do PMDB. O partido, o maior da base aliada, marcou para dia 29 uma definição sobre sua permanência no governo. Embora aliados de Dilma ainda nutram a expectativa de que o PMDB permaneça no governo, expoentes do partido garantem que o desembarque daqui a uma semana será “quase unânime”.

— Não haverá duas chapas, será chapa única. Mais de 90% do PMDB são a favor do rompimento — disse um cacique peemedebista anti-Dilma.

Situação é tida como delicada

Depois do relato que recebeu, Dilma buscou saber ontem à tarde como está o placar junto às bancadas aliadas. A presidente chamou ao seu gabinete os ministros André Figueiredo (Comunicações), do PDT; Antônio Carlos Rodrigues (Transportes), do PR; e Eduardo Braga (Minas e Energia), do PMDB. Nestas conversas, segundo relato de participantes ao GLOBO, Dilma disse saber que sua situação é “delicada” e “difícil”, mas que lutará até o fim e que não renunciará em hipótese alguma.

— A presidente quer ter clareza absoluta sobre os votos que tem na Câmara. Está serena, mas consciente que a situação não é fácil. Ela pediu apoio e que a gente converse com todos os deputados — relatou um dos participantes dessas reuniões.

Pelo PR, a presidente foi informada que enfrenta uma dificuldade significativa. Dos quatro parlamentares na comissão do impeachment, Rodrigues disse não ser possível garantir hoje, com 100% de certeza, nenhum voto a seu favor. Em plenário, dos 40 deputados, 20 são a favor do impeachment. Entre os peemedebistas, o cenário também é de divisão. Os ministros do PMDB decidirão na próxima terça-feira, após reunião do diretório nacional, que rumo tomarão.

De André Figueiredo, Dilma ouviu que os dois pedetistas na comissão do impeachment votarão contra o afastamento, e a bancada de 19 deputados, está fechada com ela. Em uma operação casada para tentar sobreviver na aguda crise política, Dilma recebe hoje no Planalto um grupo de juristas que condenam as últimas ações do juiz da 13ª Vara Federal, Sérgio Moro.

A primeira reunião após a eleição da mesa da comissão do impeachment começou conturbada ontem. Convocada para que o presidente, Rogério Rosso (PSD-DF), e o relator do processo, Jovair Arantes (PTB-GO), anunciassem o cronograma dos trabalhos, a reunião logo recebeu 17 pedidos de questão de ordem, a maioria de parlamentares do PT e partidos da base aliada, mas também do PSOL. O questionamento é sobre a inclusão da denúncia da delação premiada do senador Delcídio Amaral. Argumentam que a petição original e a denúncia acatada em plenário pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), dizem respeito apenas ao suposto crime de responsabilidade em razão das chamadas pedaladas fiscais, e que seria desvio de finalidade anexar outros elementos, o que também prejudicaria o direito de defesa da presidente.

PT cogita recurso ao STF

Sílvio Costa (PTdoB-PE), disse que o aditamento foi feito por “má vontade” de Cunha:

— Um médico, quando vai fazer uma cirurgia de coração, ele sabe que o diagnóstico é para cirurgia de coração. Qual foi, presidente, o motivo do pedido de impeachment? Pedalada fiscal e ponto. Aí o presidente Cunha, por má vontade, vem agora fazer um aditamento? Me parece que Vossa Excelência não é um empregado de Eduardo Cunha, tem o dever regimental de decidir.

Chico Alencar (PSOL-RJ) também criticou a possibilidade de se anexar a delação ao processo:

— Começaríamos muito mal se essa decisão do presidente Eduardo Cunha tiver amparo. Isso só pode ser um novo pedido de impeachment. Pedalada fiscal não tem nada a ver com a delação do Delcídio. Pão é pão, queijo é queijo.

Vice-presidente da comissão, Carlos Sampaio (PSDB-SP), argumentou que as novas informações não alteram o andamento do processo, já que elas não poderão, segundo ele, ser usadas como elemento de decisão.

Após a reunião da comissão, Wadih Damous (PT-RJ) disse que o PT vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal caso o aditamento da delação de Delcídio não seja anulado por Rogério Rosso.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Alguém já avaliou o tamanho da corrupção que vai rolar pro PT conseguir esses votos? A propina vai rolar não tenho dúvidas. Esse povo é capaz de tudo pra não perder o poder. Lá vai o nosso dinheiro para o ralo.

  2. BG
    Cupaera pzidenta dirma arruma a mala ai que a RURAL vai te pegar, não precisa daquele papel não, pois nos encontraremos na PAPUDA

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil deve receber 226 milhões de vacinas contra a Covid-19 no último trimestre deste ano

Foto: Rodrigo Pereira/Fundação Oswaldo Cruz

O Brasil conta com diferentes fornecedores de vacinas contra a Covid-19 para abastecer o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, responsável pela distribuição aos estados e municípios, e, de acordo com as estimativas da pasta, o país deve receber no último trimestre deste ano, entre outubro e dezembro, um total de 226 milhões de doses dos imunizantes.

Doses de vacinas contra a Covid-19 previstas para o último trimestre de 2021 no Brasil:

– AstraZeneca: 58 milhões de doses (50 milhões da Fiocruz e 8 milhões via Instituto Serum da Índia);

– Pfizer: 100 milhões;

– Janssen: 36,2 milhões;

– Consórcio Covax Facility (AstraZeneca): 5,1 milhões

– Covax Facility (em confirmação): 27,4 milhões

As previsões de entregas de vacinas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) são semanais e atualizadas de acordo com a disponibilidade do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA). Segundo a Fiocruz, a AstraZeneca tem garantido entregas mensais de lotes de IFA, conforme acordado. A importação de 8 milhões de doses do Instituto Serum da Índia ainda está sendo negociada, em cronograma sem previsão, de acordo com a fundação.

A Fiocruz entregou na sexta-feira (24) mais de 2 milhões de doses da AstraZeneca ao Ministério da Saúde, somando 4,5 milhões de doses nesta semana. Em oito meses, foram cerca de 101 milhões de imunizantes disponibilizados ao PNI.

As remessas de doses da Pfizer acontecem com regularidade, mais de uma vez por semana. Nesta quinta-feira (23), mais 2 milhões de doses do imunizante chegaram ao país, em dois voos, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). O primeiro lote veio com um total de 918 mil doses; e outro, com 1,1 milhão.

A chegada de novas doses da vacina da Janssen depende de acordo firmado com a farmacêutica. Já o envio de lotes do Covax Facility é feito segundo planejamento do consórcio global.

O Instituto Butantan, produtor da Coronavac no Brasil, entregou no dia 15 de setembro o último lote destinado ao PNI, com 6,9 milhões de doses de um total de 100 milhões previstas no contrato com o Ministério da Saúde. Nesta quarta-feira (22), o Butantan anunciou a entrega de 2,5 milhões de doses da vacina para cinco estados brasileiros, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Pará e Piauí.

Pela primeira vez, o instituto fornece imunizantes diretamente aos estados e não mais via Programa Nacional de Imunizações. “Temos plena capacidade para atender às necessidades do Brasil e também de boa parte dos países do mundo, principalmente os países mais necessitados”, afirmou o presidente do Butantan, Dimas Covas, em anúncio à imprensa.

Segundo o balanço do Ministério da Saúde atualizado nesta sexta-feira (24), o Brasil distribuiu desde o início da vacinação 287 milhões de imunizantes, dos quais 143 milhões para a primeira dose e 85 milhões para a segunda dose e doses únicas (Janssen). Até esta sexta, 229 milhões de doses foram aplicados na população do país.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

PESQUISAS OAB: Advogados rejeitam acordão; Elisângela se destaca e Aldo lidera com folga

O Blog do BG teve acesso a dados de duas pesquisas realizadas para a eleição da OAB nesta sexta-feira (24) e neste início de sábado (25)

Alguns fatos chamaram a atenção, primeiro a reprovação ao projeto de poder do acordão que juntou Magna Letícia, Rossana Fonseca, Marisa Almeida, Paulo Teixeira, Sérgio Freire, Paulo Coutinho e companhia.

Quase 60% dos 400 advogados que responderam a pesquisa no estado reprovaram o acordão. Precisamente 56.9%.

Outro detalhe, é como aparece bem a candidata Elisângela Fernandes, seja na pesquisa estadual, como na de Mossoró, na qual a candidata crava quase 8% na pesquisa estadual e quase 12% na pesquisa realizada só entre os advogados em Mossoró.

E para finalizar, o atual presidente Aldo Medeiros tem larga frente quanto aos demais candidatos, seja na pesquisa estadual, quanto na pesquisa realizada em Mossoró. Aldo tem quase 20% de maioria seja no estado, como também na capital do Oeste.

Aliás, em Mossoró, sua candidata, Vânia Furtado lidera com folga, tanto na pesquisa realizada só na cidade, como também na realizada no estado todo.

Em eleição, todo cuidado é pouco, mas Aldo e Vânia têm situação bem confortável no momento.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Após perseguição policial, assaltante bate carro em muro do Hospital da Liga contra o Câncer

Foto: reprodução

Após perseguição policial, um assaltante colidiu um carro contra o muro do hospital da Liga Contra o Câncer, no bairro Dix-Sept Rosado, na Zona Oeste de Natal, na noite desta sexta-feira (24).

Segundo informações da Polícia Militar, tudo começou quando oficiais receberam a denúncia de um carro assaltado, na rua Jardim Brasília, no bairro Dix-Sept Rosado, onde uma vítima foi levada como refém.

Na fuga, o assaltante colidiu com um motoqueiro, nas proximidades do bairro Alecrim, em seguida, foi interceptado por uma viatura do 9º BPM, perdeu o controle do veículo e colidiu contra a parede do Hospital da Liga Contra o Câncer. A vítima que estava sendo feita de refém foi liberada sem ferimentos graves.

A Polícia Militar encaminhou o suspeito para a delegacia de plantão. A suspeita é de que o criminoso esteja envolvido em outros roubos de veículos.

Com Novo Notícias

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Municípios do RN recebem novas doses de vacinas neste sábado (25)

O Rio Grande do Norte recebeu, na tarde desta sexta-feira (24), um carregamento com 85.620 doses de imunizantes contra a Covid-19 enviados pelo Governo Federal. Dessas, 71.370 são da Pfizer e 14.250 da Oxford/Astrazeneca.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), as unidades serão distribuídas aos 167 municípios neste sábado (25).

O Governo Federal já distribuiu para o RN mais de 3,6 milhões de doses. Estão sendo administradas as vacinas da AstraZeneca, Pfizer, Coronavac e Jenssen.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Júlio Protásio se filia ao Cidadania: “referência nacional na política de centro”

O ex-vereador de Natal, Júlio Protásio, se filiou ao Cidadania nesta sexta-feira (24). Durante a cerimônia de posse, ele destacou a política do partido para o país.

“Tive a honra de ser convidado para participar do partido que é uma referência nacional, com a sua política de Centro e trazer para o Brasil desenvolvimento sustentável e inclusão social. Venho para somar, militar e ajudar o crescimento do Cidadania em Natal e no nosso estado”, destacou o advogado.

Mesmo sem mandato, Júlio, que é casado com a vereadora Ana Paula, tem atuado como articulador nos bastidores políticos de Natal desde de a eleição da esposa.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Fábio Faria repercute leilão 5G: “Oferecerá soluções de conectividade e novos modelos de negócios”

O leilão da tecnologia 5G será no dia 4 de novembro. O Conselho Diretor da Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, aprovou nesta sexta-feira (24) o edital, que deve ser publicado até a próxima segunda-feira (27). O ministro das Comunicações, Fábio Faria, repercutiu a importância do leilão para o país.

“Essa licitação oferecerá um leque completo de recursos espectrais para habilitar as mais diversas soluções de conectividade, bem como novos modelos de negócios para a internet das coisas e, mais importante, para uma sociedade digital, para a inclusão digital”, comentou.

Opinião dos leitores

  1. No Brasil do governo Bolsonaro é só notícia boa. As contas externas tiveram saldo positivo de US$ 1,684 bilhão em agosto, conforme informou hoje (25) o Banco Central (BC). Esse foi o melhor resultado para o mês de agosto desde 2006. O país está se recuperando, para desespero daqueles que torcem pelo pior, pensando em prejudicar a imagem do governo.

    1. Kkkkkkkkkk. A gente vê como tudo está melhorando quando vai ao supermercado ou num posto de gasolina… Saia dessa sua bolha !

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

RN deve exportar 300 mil toneladas de frutas este ano

Já é perceptível um movimento maior de caminhões pelos arredores do porto de Natal neste mês de setembro e o motivo é o início da exportação de um dos principais produtos do Estado, as frutas frescas. Os produtores não estimam um crescimento em relação ao ano passado, quando mandaram aproximadamente 300 mil toneladas para o exterior – quase metade pelo Porto de Natal-, movimentando cerca de R$ 750 milhões, segundo o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX). A tendência é que os números se mantenham estáveis.

O Rio Grande do Norte é líder na produção de melão, carro-chefe da fruticultura potiguar. Junto à melancia, ao mamão, a banana e a manga, forma o top 5 das frutas mais produzidas. Cerca de 40% das exportações de frutas do país saem do Rio Grande do Norte e a atividade chega a gerar até 20 mil empregos diretos. “Mas o foco mesmo são os melões e melancias, que constituem, aproximadamente, 300 mil toneladas por safra”, informou o presidente do Coex. “Temos uma estimativa de movimentar R$ 750 milhões para os produtos exportados oriundos de nossa região, enviados entre os portos de Natal e Fortaleza”, prevê o presidente do COEX, Fábio Martins de Queiroga.

Leia a notícia completa aqui na Tribuna do Norte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Pandemia afetou tratamento de 24% de pacientes com câncer em 2021

Um em cada quatro pacientes com câncer disseram que a pandemia afetou, de alguma forma, o tratamento contra a doença em 2021.

Embora a situação esteja melhor que a do ano passado —quando 33% disseram ter sofrido mudanças no tratamento, ante 24% hoje— especialistas afirmam que a queda nos investimentos públicos e a falta de medidas estruturadas pelas autoridades podem agravar a situação.

O estudo, realizado pelo Movimento Todos Juntos Contra o Câncer em parceria com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), ouviu 774 pessoas em 2020. Neste ano, até o momento, foram entrevistadas 150. O resultado foi apresentado na quarta-feira (22) durante o 8º Congresso Todos Juntos Contra o Câncer.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Documentos apreendidos pela PF indicam que compra da vacina Covaxin não tinha garantia

Documentos apreendidos na sede da Precisa Medicamentos pela Polícia Federal mostram que o Ministério da Saúde fechou contrato para comprar a vacina Covaxin sem que a empresa tivesse nenhuma garantia do laboratório fabricante. Com informações do G1.

A Precisa Medicamentos nunca apresentou o contrato com o laboratório indiano Bharat Biotech que produz a vacina Covaxin, um documento fundamental para o governo brasileiro ter segurança jurídica de que, ao negociar a compra com a Precisa, a Bharat cumpriria o acordo.

Na sexta-feira passada, a pedido da CPI da Covid, a Polícia Federal apreendeu documentos na sede da Precisa.

Opinião dos leitores

  1. Acredito que nesse governo tenha corrupção também, a máquina é gigantesca, porém diferente do governo do PT onde a corrupção era institucionalizada, onde o lema do governo era roubar onde desse e pudesse. Não tem nenhum governo no mundo, que seja zero corrupção, e nós somos um desses, tem corrupção sim , mas é infinitesimal frente aos PTRALHAS.

  2. Meu Governo “não tem corrupção, porra,” rindo da Cara do gado até 2022. 👌🏽🐃🐄🦬🐄😂😂😂😂

    1. Oh seu idiota, a vacina não foi comprada. Saí Ptralha amaldiçoado.

    2. Rindo mhito, pq deve ser um dos que roubaram com vontade no governo dos PTralhas . Kkkkkk

  3. A compra NÃO foi realizada, por decisão do governo federal. Não foi pago um centavo nem foi entregue uma dose sequer dessa vacina. O governo Bolsonaro está completando 1.000 dias com ZERO corrupção.

    1. Esse Direita Honesta é daqueles que aceitam uma mulher casada sair do motel acompanhada com outro homem se satisfazendo com a desculpa que não houve nada pois o macho broxou! E aí ela se torna totalmente fiel por conta disso… me engana que eu gosto!

    2. O crime de CORRUPÇÃO existe do mesmo jeito mesmo sem o recebimento do produto ou o pagamento acertado! Vá estudar seu analfabeto político e jurídico e deixe de propagar tanta MENTIRA que vc recebe pra postar aqui usando vários pseudônimos!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Pix alcança 100 milhões de usuários, 61% dos usuários de banco do Brasil

O Pix ultrapassou a marca de 100 milhões de usuários nesta semana. Isso significa que cerca de 61% dos brasileiros que têm conta em banco já fizeram ou receberam um pagamento instantâneo.

De acordo com dados do BC (Banco Central), 164 milhões de pessoas têm relacionamento bancário no Brasil e o Pix atingiu a marca de 100,3 milhões de usuários pessoa física na última 4ª feira (22.set.2021). São exatamente 100.389.158 de pessoas no Pix.

No fim de agosto, o BC contabilizava 97,8 milhões de usuários do sistema de pagamentos instantâneos. Em julho, eram 93,7 milhões e o presidente do BC, Roberto Campos Neto, falou que 46% da população adulta já haviam feito ou recebido um Pix.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. Justamente o maior número de usuário é do Banco do Brasil. Mas, por quê? É o explora mais os clientes com taxas exorbitantes. Saiam desse banco, abram conta em bancos digitais.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *