Com bolsas até R$ 4 mil, Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) abre seleção para graduação, pós-graduação e pesquisadores

Foto: Cícero Oliveira

O Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), está com inscrições abertas para seleção de bolsista de graduação, pós-graduação e pesquisadores para atuarem no âmbito do Projeto Smart Metropolis 2.0 – Novas Tecnologias para a Inovação no Empoderamento do Cidadão e nas Decisões do Gestor Público. São ofertadas 23 bolsas com remunerações que variam de R$ 1,4 mil a R$ 4 mil.

As inscrições para seleção permanecem abertas até o dia 4 de outubro e devem ser realizadas por meio do preenchimento do Formulário de Inscrição, disponível neste endereço eletrônico, e envio dos documentos solicitados pelo edital nº 062, que regulamenta a seletiva.

As vagas ofertadas contemplam diferentes perfis de bolsistas, conforme detalha o anexo I do edital. Para concorrer, o interessado deve estar matriculado em curso de graduação, mestrado ou doutorado da UFRN, ou atender aos requisitos esperados às vagas de pesquisador convidado.

Vagas

Do total de vagas ofertadas nesta seleção, 15 são destinadas a alunos de graduação, cinco a discentes de mestrado, uma para doutorado e duas para pesquisadores convidados, com dois tipos de perfis.

A remuneração das bolsas é definida com base nos níveis de formação dos selecionados, experiência e atividades que serão desenvolvidas. Os valores são distribuídos da seguinte forma: R$ 1,4 mil para graduação, R$ 2,1 mil para mestrado, R$ 2,9 mil doutorado, R$ 2,5 mil à vaga de pesquisador 1 e R$ 4 mil para pesquisador 2.

Seleção

A seletiva dos candidatos será realizada entre os dias 5 e 16 de outubro e consistirá na análise de currículo e entrevista com o candidato, caso os docentes responsáveis pela seleção julguem necessária.

Já o resultado final do processo será divulgado a partir do dia 19 de outubro, publicado no site do Smart Metropolis e no portal do IMD.

UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio disse:

    Já fui vítima deste arrumadinho e apadrinhamento dentro da UFRN. Inclusive o aluno que passou era apadrinhado por um dos professores da banca é ainda plagiou o trabalho de outro colega. Foi denunciado , mas não adiantou nada!

  2. Deolho disse:

    Precisa também colocar as lupas sobre as seleções para mestrado e doutorado. O arrumadinho, os compadrios e as aprovações por critérios questionáveis pululam. Há centenas de casos de alunos que são aprovados do mestrado para o doutorado sem passar pela rigorosa seleção de 3 etapas: prova escrita, análise de projeto e entrevista. E quando se reclama os pós-doctores-selecionadores dizem que é tudo dentro da lei….

  3. Tonho disse:

    Esse tipo de seleção é muito transparente na UFRN., "Quaje de vrido".

  4. JAG disse:

    Já passou da hora da PF ou o MPF investigar essas bolsas da UFRN, corre a boca miúda que são cartas marcadas.

  5. Adriana disse:

    Verdade. Eu também já participei de várias, Por duas vezes questionei professores pelos critérios de seleção. A resposta deles: Nós já acompanhamos esses alunos e não temos tempo de conhecer os projetos de quem vem de fora. São poucos os professores que dão oportunidade para alunos de outras instuições.

  6. servidor de direita disse:

    fui vítima e conheço outras pessoas que também foram vítimas dessas seleções da UFRN… nem percam o tempo de vocês, caso não sejam alunos já da UFRN e babão de professor você não vai entrar e muito menos conseguir bolsa.

    • Manoel C. disse:

      O pior que há diversas seleções que já explicitam a necessidade de ser aluno da UFRN. É sofrido.

    • Caldo de galo disse:

      Mentira ! Só passam os melhores . Vá estudar e deixe de conversar besteira .

COMENTE AQUI