Inusitado: Preso faz velório da mãe dentro da penitenciária de Alcaçuz

Está no G1/RN

Preso há 14 anos, Severino dos Ramos Feliciano Simão, de 33 anos, velou o corpo de sua própria mãe neste domingo (28) dentro do Pavilhão 5 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior unidade prisional do Rio Grande do Norte. O fato, classificado como ‘inusitado’ pela defesa do detento, aconteceu porque a direção do presídio não disponibilizou agentes penitenciários para a escolta do presidiário ao cemitério. “Os agentes não tinham como levar ele ao velório. Então a família levou o corpo até a prisão”, disse Milena Gama, uma das advogadas de Severino.

A entrada do corpo de Maria das Graças na penitenciária foi autorizada pela juíza Flávia Sousa Dantas Pinto. O diretor do Pavilhão 5, Adalberto Linhares, cumpriu a decisão, mas não permitiu que fosse feitas imagens do velório, pois não foi permitida a entrada de câmeras fotográficas, de vídeo ou aparelhos celulares. “O preso foi tirado da cela e velou o corpo da mãe por aproximadamente 10 minutos”, contou

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FERNANDO fF disse:

    Rosalba perdeu esse velorio? Velorio privê? Tá ficando fora de forma.

  2. Paulo Roberto disse:

    Presepada a altura desta Republiquêta tupiniquim.Só espero que não queiram
    levar a mulher de alguem para parir no presídio,filho para batizar,casamento,
    festa de quinze anos,etc…..
    Se publicam isto no mundo civilizado!!!???

    • eu disse:

      Tem que publicar para reafirmar o Estado civilizado que vivemos. Esse pobre só pode prestar as últimas homenagens à sua mãe pq buscou a justiça. Será que para uma Carla Ubarana esse seria o procedimento?

COMENTE AQUI