Política

‘Isso aqui é Brasil, não vai funcionar!’, diz Mourão sobre passaporte da imunidade

Foto: Jorge William/ Agência O Globo

Na conversa, que terá a íntegra publicada nas plataformas de streaming na sexta-feira ao meio-dia, Mourão falou ainda dos desafios da próxima operaçao de Garantia da Lei de da Ordem que deve começar nos próximos dias na Amazônia e comentou o afastamento do presidente Jair Bolsonaro. Abaixo, os principais trechos.

Os índices de desmatamento bateram recordes históricos neste ano, apesar da compra do satélite Amazonia 1 e programas de mapeamento da floresta. Por que o desmatamento está aumentando?

O que eu tenho acompanhado é o avanço dos desmatadores em cima das terras públicas, e obviamente a União é responsável por fiscaliza. Hoje, é em torno de 25 municípios da Amazônia onde se concentram quase 90% do desmatamento ilegal. Solicitamos ao presidente da República autorização para uma nova operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) de modo que a gente consiga deter esse avanço da ilegalidade.

O relatório do Conselho da Amazônia diz que na última GLO diz que houve dificuldades de relacionamento entre as Forças Armadas e os órgãos de controle ambiental, que fiscalizam o desmatamento. Como o senhor resolverá esse problema?

Se não há cooperação de todos os organismos, a gente termina por não conseguir cumprir a tarefa. As Forças Armadas não são agências fiscalizadoras. Hoje (ontem) à tarde tenho uma reunião com a turma e vou procurar naquela conquista de corações e mentes trazer todo mundo junto e dizer: “Vamos superar as vaidades de cada grupo e vamos lembrar qual o nosso estado final desejado”.

O ministro Salles vai a essa reunião?

Olha, essa reunião é dos executivos. É de quem realmente mete a mão na massa.

Mas o senhor vai.

Porque é minha obrigação. Acho que o ministro está se preparando para a defesa dele em relação aos problemas que está enfrentando. Então, ele não tem comparecido às últimas reuniões.

Ele não tem recebido os avisos? Está sem celular, será?

É, parece que o celular a Polícia Federal levou.

Segundo a PF, o Ministério do Meio Ambiente não só vem diminuindo a fiscalização, como também mandou parar a cobrança de multas. Salles e a sua equipe estão sendo investigados por crimes que vão da formação de quadrilha à facilitação de contrabando. Colocar uma GLO na Amazônia por dois meses nesse cenário não é enxugar gelo?

As agências de fiscalização têm de comparecer. Já herdamos nossas agências com problemas de falta de pessoal. Esse é um assunto que tem de ser enfrentado. Não podemos continuar com metade do efetivo de dez anos atrás. Além disso, dessa metade, 70% está sentada no ar-condicionado. É preciso que haja uma recuperação da capacidade operacional dessas agências. Senão, vamos ter de continuar a empregar as Forças Armadas numa atividade que não é a missão principal delas e, consequentemente, sem ter maior eficácia.

O senhor falou com o presidente sobre isso?

Isso já foi mostrado ao presidente. Agora, é um assunto que tem de ser debatido com o Ministério da Economia. Acho que mil fiscais não vão nos deixar nem mais ricos nem mais pobres em termos orçamentários.

Quando o general Pazuello subiu no palanque de um ato a favor do presidente, o senhor defendeu que ele fosse punido pois, caso contrário, havia o risco de se estimular a anarquia nas Forças. O comandante do Exército, depois desse episódio, terá autoridade para coibir manifestações políticas de outros militares da ativa?

As Forças Armadas, em particular o Exército, não estão envolvidas na política. Apesar de nós termos alguns companheiros que ocupam cargos políticos no governo, na imensa maioria, são todos da reserva. Acho que Pazuello é o único da ativa hoje, e ele ocupa um cargo comissionado, não político. Todas as unidades estão na mão e na perna de seus comandantes e trabalhando de acordo com suas tarefas. Não vejo nenhum problema para o comandante Paulo Sérgio.

O senhor defendeu publicamente que Pazuello passasse para a reserva e disse em uma entrevista que sugeriu isso a ele. Outros oficiais fizeram a mesma sugestão e ele não foi. Por quê?

O Pazuello completa o prazo de permanência no generalato em julho de 2022. Eu acredito que no momento em que terminar a CPI (ele irá para a reserva). Ainda existe a possibilidade dele voltar a depor. Acredito que essa seja a preocupação dele. Em mais um ou dois meses, talvez ele vá para a reserva. Pazuello perdeu o lugar dele dentro do Exército. Não há mais função pra ele.

Não há mais função por conta desse episódio?

Não é nem por conta do episódio. Ele é o oficial de intendência mais antigo dentro do Exército. Então, ele deveria ocupar o cargo de sub-secretário de Economia e Finanças, que já está ocupado por outro general. Então, não tem lugar para ele.

Há uma preocupação disseminada de que as polícias militares, que têm muitos PMs bolsonaristas, se rebelem contra governadores de oposição, como aconteceu recentemente em Pernambuco e na Bahia. A lei diz que o Exército tem que fazer o controle e a supervisão desses agentes. A instituição vai contê-los em caso de insubordinação?

A questão das polícias militares vem desde a Constituição de 1988. A partir daí, os próprios governadores — não falo dos atuais, mas daqueles que exerceram a função — politizaram as PMs. Muitas vezes, escolheram como comandante não o mais antigo ou capacitado, mas alguém simpático politicamente àquele governo. Essa politização levou a policiais eleitos dentro do Congresso, Assembleias Legislativas, Câmaras Municipais. Quando a PM entra em greve é um negócio muito grave, quase um motim. (Nesses casos) O Exército foi acionado e cumpriu sua missão. Já aconteceu no Espírito Santo, duas vezes na Bahia e no Ceará, em Pernambuco.

Mas não há esse risco na eleição, com a polarização política?

Existe uma análise que vem sendo feita na qual se procura dizer “o (então presidente Donald) Trump fez aquilo (invasão ao Congresso) nos Estados Unidos, vai ter uma milícia aqui que vai (fazer o mesmo)”. Você não pode comparar a sociedade americana com a brasileira. É óbvio que você encontra um número significativo de policiais simpáticos ao nosso governo e, em particular, ao presidente Bolsonaro, mas você também tem policiais que são simpáticos à esquerda, ao PT, seja lá quem for.

O senhor não está preocupado com o levante bolsonarista?

Em absoluto! Não tem espaço. Quando a gente procura um modelo histórico e quer transpor para o presente, tem de olhar quais são as causas profundas, as causas imediatas e aquilo que pode ser o pavio que incendeia e deflagra o processo. E o processo brasileiro é outro, totalmente diferente. Então, eu não temo nada disso daí.

O combate à pandemia também opõe o presidente aos governadores. O Congresso está discutindo um passaporte de imunidade a ser cobrado em locais públicos. O senhor concorda com a proposta?

Eu acho que não vai dar certo. Cada um terá de andar com um cartãozinho na carteira dizendo que foi vacinado. O cara na entrada do restaurante vai me cobrar isso? E no parque? Esse troço não vai funcionar. Isso aqui é Brasil, pelo amor de Deus! Vai ter falsificação do passaporte, venda no camelô. Você vai à Central do Brasil, aí no Rio, e vai comprar o passaporte para você. Agora, para viajar de um país para outro, acho que será necessário, como na questão da vacina da febre amarela e outras. No deslocamento dentro do país, é uma discussão inócua.

O senhor disse nesta semana que sente falta de ser convidado para as reuniões ministeriais, o que não tem acontecido. Por que o presidente não o tem convidado para as reuniões?

Eu já deixei muito claro ao presidente que ele tem a minha lealdade. Eu jamais vou maquinar contra ele, como já aconteceu no passado recente no nosso país. Ele sabe disso muito bem. Por outro lado, ele sabe que a minha visão de mundo em muitos assuntos é totalmente distinta da dele, assim como o meu modo de agir. Eu não entendo por que o presidente me exclui dessas reuniões. E eu lamento porque deixo de tomar conhecimento de assuntos que o governo está debatendo. Lembrando que eu, eventualmente, posso substituí-lo e ter de decidir sobre algum assunto desses, que eu não sei nada. Então, eu não vou tomar decisão nenhuma se eu for substituí-lo numa situação dessas.

O presidente disse ao senhor que seu nome não estará na chapa em 2022 por conta desse afastamento?

Até o momento, ele jamais falou pra mim de forma direta, ou seja, naquele papo reto, que não serei o companheiro de chapa dele. Agora, os indícios, as próprias declarações dele, são de que ele não deseja a minha companhia no seu projeto de reeleição. Ele também pode necessitar de um outro político ou partido em termos de composição político-partidária, um troço perfeitamente normal. Não tem nada demais isso pra mim.

O senhor tem dito que a sua opção preferencial para 2022 é ser candidato ao Senado. Essa candidatura, se ocorrer, seria pelo PRTB?

Fala-se que o PTB do Roberto Jefferson o sondou. Tem alguns partidos, até mesmo o PTB, que já me procuraram. Mas eu virei político sem ter uma trajetória política. Essa história de trocar de partido é a mesma coisa que deixar de torcer pelo Flamengo e passar a torcer pelo Fluminense, Vasco. Estou me acostumando com essas coisas. E também (falta) definir se serei realmente candidato.

Malu Gaspar – O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Já não funcionava antes e agora com o MINTOmaníaco das rachadinhas fazendo uma gestão pífia e se juntando a corruptos de carteirinha do centrão, piorou muito!

  2. Faltou altivez a Mourão, não sei se por lealdade aos dogmas militantes, ou mera acomodação ao cargo, vai terminar seu mandato como a (viúva Porcina). Foi vice Presidente da República do Brasil, sem nunca ter sido.
    costumou as restrições

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO: Clorisa Linhares publica vídeo dos policiais em protesto sobre a situação atual no RN

A pré-candidata ao governo do estado, Clorisa Linhares, fez um desabafo em suas redes sociais nesta segunda-feira (4). Em forma de vídeo, Clorisa falou da total falta de segurança, impunidade desenfreada.

Ela diz na publicação que o estado se encontra em “má gestão pública, esse é o cenário que se encontra o nosso Rio Grande do Norte; e que faz hoje mais uma vítima: perdemos para o crime o agente de polícia penal Josivaldo Queiroz, que foi assassinado brutalmente em Nova Cruz, na noite deste sábado. Não vamos esquecer que a menos de uma semana outro agente civil, Cláudio Ferreira da Silva, também perdeu a vida, sendo executado em São José do Mipibu”.

A pré-candidata ainda termina perguntando: “Ao governo que se encontra no poder, deixo minha indignação maior e a pergunta de cada cidadão Norte-rio-grandense: até quando?”.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Cratera “rasga” rua em Felipe Camarão e moradores são retirados de casa

Foto: Luiz Gustavo Ribeiro

As chuvas de domingo (03) provocaram inúmeros estragos e transtornos em Natal. Na rua Mirassol, no bairro de Felipe Camarão, na zona Oeste de Natal, o cenário é um dos mais preocupantes. A força da água abriu uma cratera que rasgou a rua ao meio.

A cratera se estende desde o cruzamento com a rua Miraí até a BR-226, que também ficou danificada e foi totalmente interditada. A rua, que é de mão dupla, teve um lado completamente afundado e outro parcialmente destruído. Além disso, várias casas estão comprometidas.

De acordo com a Defesa Civil de Natal, pelo menos 25 imóveis foram interditados na rua. Os moradores foram retirados de casa e se dirigiram para casas de parentes. No entanto, um morador se recusou a deixar a casa. “Não quero sair porque não vou abandonar minha casa. Eu não tenho nada, mas o pouco que tenho, me serve. E é difícil para conseguir de novo”, contou um morador da rua.

Por outro lado, um outro popular preferiu se precaver. “Já saí de lá desde ontem. Só levei minhas bolsas. Ficou tudo dentro da casa. Não tem como tirar nem para onde levar. Não volto para lá. Melhor a vida do que objeto. Geladeira, fogão, televisão, está tudo dentro. A vida é mais importante”, relatou o homem.

A Defesa Civil do município está atuando no local. Além de isolar a área, as equipes colocaram barreiras e sacos plásticos para tentar prevenir novos deslizamentes em caso de mais chuvas, como há previsão, de acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

Portal da Tropical

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

FOTOS: Carro é engolido por uma cratera no Tirol

Fotos: Cedidas

Um carro foi engolido, no começo da manhã desta segunda-feira (4), por uma cratera localizada na rua José de Alencar, próximo ao colégio Marista.

Além disso, na noite de ontem (3), uma parte do muro nos fundos do Colégio Marista, no Tirol, desabou após as chuvas que caíram em Natal durante o final de semana. O trecho do muro que desabou fica na rua Ceará-Mirim.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

EM NATAL: Claro multa cliente em quase 100 milhões de reais sem ele nunca ter tido conta na empresa


Foto: Reprodução

Um leitor do blogdobg nos relatou um problema inusitado. O homem foi tirar o Serasa e viu que estava devendo à Claro R$ 96 milhões. Segundo ele, nunca teve conta na Claro. E como vemos na imagem, a conta é de 2008.

Detalhe, em 2008 o rapaz não sabia nem o que era celular.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Fiscais do Crea-RN realizam fiscalização em unidades hospitalares nesta terça (05/07)

Foto: Reprodução

Os fiscais dos Creas do Nordeste realizam uma operação simultânea em Unidades hospitalares com o objetivo de combater o exercício ilegal da profissão. As equipes de cada estado verificarão se nas unidades existem profissionais e empresas  registradas no Crea de seus respectivos estados.

“Esses profissionais são responsáveis pela instalação e manutenção de máquinas e aparelhos utilizados diariamente por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, técnicos radiologistas, entre outros, além dos pacientes”, lembra o gerente de fiscalização do Crea-RN, Heulyson Arruda.

A presidente do Crea-RN, a engª civil Ana Adalgisa Dias, explica que a instalação e a manutenção  dos equipamentos hospitalares têm que ser feitas com a Responsabilidade Técnica de engenheiros devidamente registrados nos Conselhos Regionais para garantir a segurança dos cidadãos que vão utilizá-los. “A nossa tarefa é o de garantir a segurança da nossa sociedade”, disse a presidente.

É o caso, por exemplo, dos equipamentos de Diagnóstico por Imagem como Ressonância Magnética (MRI) que devem ser instalados e ter suas manutenções em conformidade com o fabricante sob a responsabilidade técnica de profissional habilitado.

A unificação de ações de fiscalização dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia foi debatida no Fórum de Presidentes dos CREA’s da Região Nordeste que aconteceu em Fortaleza, em maio deste ano. “Nossa meta é de uma fiscalização menos ostensiva e mais educativa”, afirma Heulyson.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

MPRN fica sem conexão por pane elétrica de empresa terceirizada

Foto: Reprodução

Uma falha na empresa que presta serviço de tecnologia da informação ao Ministério Público do RN deixou o órgão desconectado nessa segunda-feira. Um comunicado da Diretoria de Tecnologia da Informação do MPRN destacou que todas as localidades atendidas pela pela empresa ficaram inoperantes.

O episódio reforça a importância de haver infraestrutura essencial garantida para a execução de serviços tão primordiais, especialmente porque o problema foi provocado por pane elétrica na estrutura da empresa. A expectativa é que o serviço retorne até o fim da manhã desta segunda-feira.

Blog do Dina

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Suspeito de matar policial civil em São José de Mipibu morre em confronto com a PM

Na noite deste domingo(3), por volta das 20h15, policiais da Força Tática do 4° Batalhão da Polícia Militar (BPM), entraram em confronto com o suspeito de participação no homicídio do policial civil Cláudio Ferreira da Silva, de 49 anos, em São José de Mipibu. Segundo a PM, o confronto aconteceu durante o patrulhamento da equipe na Rua Dona Isabel de Brito Lima, no bairro Igapó, Zona Norte de Natal.

A PM informou ter recebido informações de um popular de que um homem suspeito de ter participado do homicídio de Cláudio Ferreira da Silva estaria em uma casa na região. A equipe foi acionada e, ao chegar no local, foi surpreendida pelo suspeito com disparos de arma de fogo. Durante o confronto, o suspeito foi atingido e levado ao Hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, onde veio a óbito.

O acusado tinha 20 anos e portava uma arma de fogo, tipo revólver, calibre 38, com quatro munições intactas e uma deflagrada. Informações sobre a identidade do homem não foram repassadas.

Opinião dos leitores

  1. Excelente trabalho da polícia, parabéns. Depois de cancelar uns vinte CPF, esses vagabundos vão pensar dez vezes antes de cometer um crime .

  2. É assim mesmo que tem que tratar esses vermes, eliminar o CPF o mais rápido possível. Só faltou o de nova cruz.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PM que matou irmã a tiros após discussão grita desesperada em delegacia: “Quero ela de volta”

Foto: Reprodução

A policial militar do Rio de Janeiro Rhaillayne Oliveira de Mello está presa no Batalhão Especial Prisional (BEP) da corporação, em Niterói, na região metropolitana do Rio.

Ela é acusada de matar a tiros a própria irmã, Rhayna Mello (imagem em destaque), de 23 anos, na manhã deste sábado (2/7), no município vizinho de São Gonçalo, após uma discussão num posto de gasolina depois de uma festa. Ela foi presa pelo próprio marido, que também é PM.

Antes de ser levada para o batalhão, a militar prestou depoimento Delegacia de Homicídios de Niterói na tarde deste sábado. De acordo com a reportagem do jornal O Globo, do lado de fora da delegacia era possível ouvir a PM gritando: “Quero ela de volta”.

As circunstâncias do homicídio estão sendo investigadas. Segundo as informações disponíveis até agora, as irmãs começaram a discutir em um carro de aplicativo de transporte ao saírem de uma festa em São Gonçalo e continuaram brigando ao chegar no posto de gasolina, onde havia mais pessoas bebendo e ouvindo música.

Após a briga, Rhaillayne, que é lotada no 7º BPM (São Gonçalo), teria se separado da irmã, mas voltado com a arma e efetuado vários disparos.

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Meteorologista diz que chuvas fortes já eram esperadas: “Condições favoráveis”

Foto: Heilysmar Lima

As fortes chuvas que caíram em Natal e municípios da Região Metropolitana já eram esperadas pela meteorologia. De acordo com Gilmar Bristot, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), as condições do tempo estão favoráveis para a ocorrência de chuvas na faixa litorânea.

“As chuvas eram esperadas, ainda mais que as condições esse ano estão bem favoráveis. As águas do Oceano Atlântico, próximo ao Nordeste, estão até 1ºC acima do normal, isso libera muita umidade”, explicou. “Sempre que o vento fica de sudeste a leste tem essa possibilidade de chuva elevada na faixa litorânea”, acrescentou.

As chuvas desse domingo (03), que começaram ainda no sábado (02), provocaram estragos e transtornos em Natal e ainda em outras cidades da Região Metropolitana. Para a semana, a previsão é de mais precipitações.

“A previsão é de chuva pela manhã [nesta segunda-feira], algumas pancadas mais fortes. Pela tarde, deve diminuir. Até quinta-feira devemos ter um alívio”, prevê o meteorologista. O chefe da unidade de meteorologia da Emparn ainda complementa que “de quinta-feira até sábado de manhã, deveremos ter mais pancadas fortes, mas não é que vai chover sem parar”.

Portal da Tropical

Opinião dos leitores

  1. ESSA EMPARN É UMA RESENHA!
    NÃO ACERTA NAADAAA!
    SÓ VEM FALAR O ÓBVIO DO ÓBVIO DEPOIS DO OCORRIDO.
    SE SABIA QUE IA TER UM DILÚVIO, POR QUE NÃO AVISOU?
    E MAIS, HOJE CHUVA NA SEGUNDA PELA MANHÃ, AONDE?
    A EMPARN É UMA PALHAÇADA, COMEDORA DE RECURSOS PÚBLICOS SEM MOSTRAR A QUE VEIO!!!!!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

REDUÇÃO: Gasolina em Natal já é vendida por R$ 7,09

Foto: Reprodução

Após o Governo do RN anunciar a redução de ICMS sobre combustíveis para 18%, já é possível encontrar a gasolina na capital por R$ 7,09. Este posto fica localizado nas margens da BR-101, Posto Novo Horizonte, ao lado da Lampadinha.

Opinião dos leitores

  1. Se fosse nos tempos de Dilma estavam todos nas ruas pedindo impeachment, mas agora todos acham bom o preço da gasolina.

  2. Micharia! Pense numa gasolina barata, caro era qdo custava R$3,00. Aí era um absurdo. E o diesel mais barato que a gasolina? Tá doido, coisa de vagabundo. O diesel tem que ser mais caro que a gasolina. Agora sim, está td sertu!

    1. Custava 1 real, na década de noventa. O problema é que tem um negócio chamado inflação, aí lasca tudo. Kkkk

    2. Isso é falar merda. Deixa de ser babaca! Vota no seu bandido e acabou! Nele ele que você quer de volta? Para de falar merda! Onde no mundo que gasolina vai voltar a 3 reais?

    3. Vai ver o preço em outros estados, pra poder falar besteira! Aí você saberá porque não tá mais barata. Aqui Sempre foi uma das mais caras do Brasil.

    4. SERTU tá você em comparar valor da moeda de anos atrás com a valorização de hoje. Pense antes de escrever, por favor.

    5. Para ter o valor real do significado do litro da gasolina Santos, tem que comparar o valor do litro com o valor do salário mínimo em cada situação.
      Só assim saberemos onde o litro pesava mais no bolso.
      Outro detalhe, esse valor está muito alto.
      O litro custava R$ 7,49 e quando falaram na redução do imposto, inexplicavelmente o preço do litro nos postos passou para R$ 8,19.
      Onde está a fiscalização desse absurdo?? Vai ficar por isso mesmo??
      Na PB o litro estava a R$ 6,89

  3. Viva ao Presidente Excelentissimo Messias!!!
    Ajudando os pobres a abastecerem seus carrinhos fiados

  4. Em São Paulo, que também é cobrado imposto de 18%, a imprensa já noticia que a gasolina está sendo vendida na faixa dos R$ 5,80. Antes, a desculpa era que aqui o imposto era um dos mais altos do Brasil. E agora? Qual será a nova desculpa?

    1. Então manda o teu ladrão de estimação devolver os bilhões da Petrobras.

    2. Ainda bem que na Argentina de Lula e Alberto Fernandes a inflação é de apenas 60%.
      Alberto Fernandes é discípulo de Lula e o visitava na cadeia.
      Na Venezuela de Lula e Maduro a gasolina é barata mas a inflação é de 2000% e a população foge de fome.
      O petista tem carro de luxo, vive viajando e diz que o país vai mal.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *