Lava Jato não é suscetível de qualquer retrocesso, diz Fachin

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin disse hoje (12) que a Operação Lava Jato não é “suscetível de qualquer retrocesso”. Fachin é relator dos processos oriundos das investigações no STF.

Nesta tarde, ao chegar ao STF para sessão de julgamentos, o ministro disse que a operação é uma realidade que não será afastada por “qualquer circunstância conjuntural”.

“A operação trouxe um novo padrão normativo, jurídico e também de natureza ética ao Brasil e à administração pública. Tenho confiança plena que isso não é suscetível de qualquer retrocesso”, disse.

A manifestação do ministro foi feita em meio às declarações de parlamentares e ministros da Corte que cogitaram a anulação das investigações após reportagem do site The Intercept Brasil ter divulgado supostos diálogos que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, teria mantido com procuradores da Lava Jato em Curitiba quando era juiz.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lima disse:

    Uuuurra!!!
    Toma!!
    Dá pra thi ??
    Kkkkkkkk

  2. Rico disse:

    Kkkkkkk kkkkkkk, pegue!

  3. Rivanaldo disse:

    Considerando que no Brasil um princípe português proclamou a independência, um marechal monarquista proclamou a República e ditaduras foram implantadas para "salvar a democracia", não surpreende que para combater a corrupção a turma da lei tenha formado uma quadrilha.

  4. Walsul disse:

    Saiu o contexto das conversas do moro e o dalagnol. Estarrecedor. Não tem como mantê-los nos cargos. Em outro país estariam presos.

  5. Lourdes Siqueira disse:

    A paz esteja contigo, Edson Fachin.

COMENTE AQUI