Líderes temem que evangélicos derrubem veto de Bolsonaro e ainda aprovem mais isenção às igrejas

A proposta de Jair Bolsonaro de apresentar uma PEC (proposta de emenda constitucional) prevendo isenção tributária para as igrejas assustou líderes da cúpula da Câmara dos Deputados contrários ao benefício. Eles temem que a proposta vingue —e que, além disso, a bancada evangélica derrube o veto do presidente a um perdão bilionário de dívidas tributárias das organizações religiosas.

Ou seja: em vez de trocar uma coisa pela outra (manter o veto do presidente e aprovar a PEC), há o risco, concreto, de a bancada aprovar as duas medidas.

deputado e pastor Marco Feliciano divulgou um vídeo afirmando que Bolsonaro só vetou o perdão para evitar um impeachment. E disse ter “certeza de que os líderes do governo” vão apoiar a derrubada da medida.

“Não há perdão de dívidas. Tentamos diminuir o estrago provocado pelas gestões petistas, que instrumentalizaram a Receita Federal com fins políticos”, diz ele.

MÔNICA BERGAMO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jair Ritou disse:

    Bolsonaro vetou mas incentivou a derrubada do veto. O presidente é contra ou a favor de perdoar a dívida das igrejas? Vejamos o que é mais importante para o governo, a responsabilidade e moralidade das contas públicas ou a dependência fisiológica da bancada evangélica. Como no combate à corrupção a pratica foca longe do discurso.

  2. Francisco Humberto disse:

    Tudo já combinado como uma peça de Teatro onde o Presidente finge vetar pra escapar das criticas e nos bastidores estimula a bancada a derrubar seu veto.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Só tem mala nessa bancada evangélica e ainda ousam usar o nome de Deus EM SEUS NEGÓCIOS.

  3. Braulio Pinto disse:

    As multas e dívidas dessas igrejas são decorrentes de enriquecimento ilícito de seus "donos" e de sonegação. Não vejo razão plausível para suspensão da cobrança. Só o interesse político devido à crescente e indesejável influência na política. Pastores, padres, país de santo, e assemelhados devem cuidar da igreja e de seu rebanho, somente. Não terão nunca meu voto.

  4. Braulio Pinto disse:

    As dívidas dessas igrejas são por repasse aos controladores ( o que seria tributável) e sonegação. Não há o que perdoar. Numa sociedade correta elas pagariam. Mas a força política desses religiosos impõe essa pouca vergonha.

  5. Marcos Benício disse:

    Parem de reclamar. Faz arminha e grita mito, oras!

  6. junin disse:

    o povo paga com a fé cega…burros de carroça…

  7. Armário porto mirim flat. disse:

    Essa igrejas devem muito porquê São milionárias. Não é justo toda sociedade pagar essa conta.

  8. Maria Bernardes disse:

    Mêda desses ' TERRIVELMENTE EVANGÉLICOS ' !!!😱

  9. Henrique disse:

    Macedo, Everaldo, Crivella, Malafaia, Valdemiro, Hernandez, Flordelis, Feliciano, Robson, João do Cão – e muitos outros anônimos – estão de há muito assaltando os ingênuos e a nação. E ainda chamam isso de obra de Deus.

    Satanás deve tá gargalhando e orgulhoso de suas crias.

  10. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Bancada evangélica sou contra mas já que é assim tá na hora de ter a bancada católica não tem outra alternativa tá na hora de inclusive os padres se canditarem também

    • Realidade disse:

      Más a bancada catolica é jostamente os que não são da bancada evangelica, simples assim, veja o que cada bancada defende, não prociso mais dizer nada.

  11. Anti-Político de Estimação disse:

    Essa conta bilionária vai ser paga por toda a sociedade . Não existe almoço grátis.

COMENTE AQUI