LULA e ex-ministros exonerados passam a ficar sob investigação do juiz Moro

Com o afastamento de Dilma Rousseff e a consequente exoneração de seus colaboradores, cinco ex-ministros sob investigação na Lava Jato podem ser investigados e processados na Justiça Federal de Curitiba, sob os cuidados do juiz Sérgio Moro.

A hipótese, porém, pode não se confirmar caso o ministro relator no STF dos casos relativos à Lava Jato, Teori Zavascki, decida que eles podem continuar sendo investigados no STF porque estariam relacionados a fatos investigados no tribunal.

Ministros de Estado e outras autoridades, como parlamentares federais, só podem ser julgados no STF porque detém foro especial por prerrogativa de função, o chamado foro privilegiado.

Com a exoneração divulgada pelo “Diário Oficial” nesta quinta (12), perderam o foro no STF os ministros Aloizio Mercadante (Educação), Edinho Silva (Secretaria de Comunicação Social), Jaques Wagner (Gabinete Presidencial), José Eduardo Cardozo (Advocacia Geral da União) e Ricardo Berzoini (Governo).

Outro alvo da Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a ser nomeado ministro por Dilma, mas o ato teve sua eficácia suspensa por decisão judicial.

Mercadante, Wagner, Cardozo e Berzoini passaram a ser alvo de apuração a partir da delação premiada do então senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), que teve seu mandato cassado pelo Senado nesta quarta-feira (11). Edinho Silva foi citado por Delcídio e por outro delator, Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia.

Folha

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Val Lima disse:

    Dizer o que ??!!
    Kkkkkkkkkkkk…..

  2. Brasil meu pais não será dos Facistas!!!!!! disse:

    Agora vai pra Cadeia eu não quero mais te ver… ????

  3. Falando Sério disse:

    Fiquem tranquilos estão em boas mãos.

  4. Esbrebou disse:

    Não vejo a hora de ver o chefão da quadrilha na cadeia.

  5. Ronaldo disse:

    Em minha modesta opinião, os fatos comprovam e comprovarão, com exatidão nos dias vindouros, que o discurso de luta contra corrupção era uma falácia. O objetivo sempre foi político, escolheram um alvo, apenas um lado foi e será investigado, julgado. E com o objetivo atingido, a #lavajato irá se transformar em #abafajato. Anote ai.

  6. mauricio disse:

    logo, logo o dezenove vai pra cadeia

  7. Carlos Henrique disse:

    Falta enquadrar e chamar ao local que eles merecem, as salas sociais da papuda.

  8. guilherme disse:

    cadeia nesse bandido cabra de pea safado mofar no xadrez

  9. Sem partido disse:

    Cadeia neles !!!

  10. Ricardo disse:

    Enquanto isto, Henriquinho e mais 6 investigados passam a ter o foro privilegiado. Não vi panelas baterem. Santa hipocrisia daqueles que se diziam contra a corrupção. E o STF acovardado calado. Gilmar Mendes já mandou inclusive suspender a investigação sobre Aécio. E as panelas da elite conservadora caladas.

    • Paulo Mendonça disse:

      Se você observar não existe uma linha de apoio a investigados serem nomeados. Eles devem pagar se cometeram crime, a lei tem que ser igual para todos.
      Nas linhas da lava jato 90% das acusações, nomes sitados e provas apresentadas envolvem pessoas, assessores, empreiteiros e políticos do PT.
      Os demais foram citados, mencionados, mas ainda não existem provas contundentes sobre as ações deles, então não se deve condenar. Surgindo e existindo provas, aí sim, devem ser invstigados, indiciados e julgados.

    • To de olho disse:

      Paulo Mendonça, então sua justificativa vale para o caso de LULA também né?

    • Rômulo disse:

      Paulo Mendonça, acho que sua proporção está um pouco distorcida, talvez em função de seu ódio político. Procure se informar mais sobre o assunto. Veja quem recebeu propinas, quem os indicou e a serviço de que partidos trabalhavam! Você terá o desprazer de descobrir que dos três partidos beneficiados, dois continuam firmes e fortes entranhados na Petrobrás. Vai descobrir que os operadores desses partidos que lá permaneceram embolsaram tanto dinheiro, que é até ridículo dizer que um ex-presidente ao qual querem imputar a propriedade de um triplex e um sítio seja o "cabeça" do esquema.

    • Armando Camara disse:

      Ainda bem que o PMDB nao tem nada a ver com a Petrobras. Nadinha de nada!!!

  11. Felicio Honório disse:

    Quando Dilma tentou indicar Lula para Ministério, o STF agiu rápido e impediu. Moro vazou audio, Globo fez plantão, MBL fez protestos, e muita gente boa e inocente acreditou que a luta era contra a corrupção.
    Porém, com Temer nomeando 7 investigados da LAVAJATO, não tem Globo, não tem MBL, não tem Moro, nem STF…
    E ainda querem que eu acredite que a luta é contra a CORRUPÇÃO?

    • Alexandre Magno disse:

      Excelente observação!

    • Rômulo disse:

      Cheguei a ver comentários em outra reportagem de pessoas dizendo que "antes tinha mais" ministros envolvidos na Lava-Jato e que "agora são só sete"! Quanta hipocrisia! Ou se acaba de vez com indicações de corruptos ou a corrupção permanecerá! Mas o que esperar de um governo que surgiu de uma conspiração, usando da maldade, da perversidade, e cujos mentores sejam também envolvidos na Lava-Jato, que indicaram operadores e receberam propinas e "doações legais de campanha"?

    • Val Lima disse:

      Tudo ao seu tempo…
      Tudo a sua hora…

COMENTE AQUI