Manifestantes cobram resolução do caso Marielle e protestam contra feminicídios no RN

Manifestantes se reuniram na tarde desta terça-feira (20) no cruzamento entre as avenidas Senador Salgado Filho e Bernardo Vieira, em Natal, para cobrar resolução do inquérito do assassinato da vereadora Marielle Franco. Além disso, o ato também protestou contra os casos de feminicídio registrados no Rio Grande do Norte nesta segunda (19), ocorridos um em Natal e o outro na região Oeste.

Não houve divulgação oficial da quantidade de participantes. As pessoas que compareceram ao protesto levaram cruzes e acenderam velas em homenagem às vítimas. Estavam presentes membros de partidos políticos, de movimentos feministas e outras representações sociais.

O ato foi o segundo em homenagem à vereadora do PSOL morta no Rio de Janeiro a ser realizado em Natal. Nesta terça (20), completa sete dias do homicídio de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Com informações do G1/RN

Comentários:

  1. Mortadela com pão disse:

    Tda vida perdida para o crime deve ser condenada e lamentada. Agora quando morreu Ayrton Senna e Roland Ratzenberg em 96 na fórmula 1, quem teve mais "destaque" na mídia?
    Vcs compararem uma vereadora q lutava exatamente por execuções sumárias, muitas feitas pelo próprio estado, com qualquer um (nao desmerecendo a indignação pela morte de qualquer um), só pode ser piada ou contaminação por ódio ideológico (tem um aqui nos comentários q o ódio já tomou o corpo dele tdo).
    A imparcialidade, bestialidade e parcialidade dos coxas saltam os olhos.

  2. joao disse:

    Nao entendo essas manifestacoes partidarias do PSOL.. O crime aconteceu no RJ, cuja vitima foi uma vereadora. Morre um numero absurdo de cidadaos, trabalhadores pagadores de impostos, naquele Estado. O povo daqui esta se incomodando com um único crime que aconteceu la, e esquece que morrem mais de 1800 pessoas por ano no RN assassinadas, e 90% sem solução. Nao se manifestam sem bandeiras de partidos pela morte dos potiguares??? É mais importante a morte de uma política de um partido de esquerda, do que qualquer ser humano que vive aqui? Isso me parece oportunismo em ano de eleição. É bastante vergonhoso. Primeiro pq nao pedem por mais policia nas ruas, ou mais segurança, ou leis mais duras pra TODOS. Esse simbolismo eleitoreiro so pede votos pra representar alguns.

  3. Bolsonaro Junior disse:

    Meus sentimentos pelo falecimento desses dois seres humanos, mas quem era Mariella e Anderson?
    Vamos deixar de hipocrisia!
    Alguém aí ta preocupado com o assassinato do Ricardo? Pois é né, não está pq assim como a Mariella niguém conhece o Ricardo.

  4. Luiz disse:

    Mulheres são assassinadas todos os dias e o Estado não tem sido capaz de dar uma solução aos casos.
    Vc, apoiador de Bolsonaro, não tá nem aí mesmo pro que acontece com as mulheres, e elas precisam lutar com tudo que puderem para chamar a atenção da sociedade para um problema que só cresce. Pois Marielle se tornou um símbolo numa luta que é de todos e de todas que não podem se calar diante de tal brutalidade.
    Avante mulheres de luta!!!

    • joao disse:

      Morre mais homens que mulheres.. inclusive jovens. Ou esse povo que tava fazendo campanha politica antecipada pra dois partidos de esquerda, so acha que existem mulheres no mundo? A morte dessa vereadora so representa mulheres? Muito preconceito nesse povo de esquerda. Muita hipocrisia. Muito mimimi pra tentar criar um motivo pra fazer campanha politica, na frente de uma escola federal no horario de fim de aula, pra atrair o curral eleitoral deles.
      Vao fracassar. As pessoas nao aguentam mais essa manipulacao oportunista de politicos de esquerda. Morre gente demais aqui e ninguem faz manifestacao.. agora morre no RJ, sem nem sequer sabermos o motivo, fazem essa hipocrisia toda midiática com apoio da rede bobo petista.

  5. Ceará-Mundão disse:

    Será que não há graves problemas no RN, inclusive crimes, que clamam por solução? O estado vive uma grave crise financeira há bastante tempo, há grandes problemas na segurança pública, na saúde e na educação, há uma gravíssima crise hídrica que se arrasta há vários anos… E essa gente resolve fazer uma (na verdade, já é a segunda) manifestação pedindo a solução do assassinato de uma vereadora do PSOL do Rio de Janeiro?

    • Ana disse:

      Só esqueceram de falar do VIGESIMO SETIMO policial Militar morto no Rio, na segunda feira. Quem luta por uma sociedade melhor, quando morto, tem que ser lembrado e reverenciado, como é o caso da vereadora Marielle, mas poderiam ter falado também no sargento Rogério Lima dos santos.