MEC diz que cursos federais devem voltar a ter aulas presenciais em janeiro

Em portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (2), o ministro da Educação, Milton Ribeiro, determina que instituições federais de ensino superior voltem às aulas presenciais a partir de 4 de janeiro, seguindo um “protocolo de biossegurança” contra a propagação do novo coronavírus.

O texto prevê que recursos digitais, que possibilitam aulas a distância, sejam utilizados “de forma complementar” e “em caráter opcional” durante a pandemia, apenas para “integralizar a carga horária de atividades pedagógicas” a serem determinadas pelas instituições.

“Os recursos educacionais digitais, tecnologias de informação e comunicação ou outros meios convencionais deverão ser utilizados de forma complementar, em caráter excepcional, para integralização da carga horária das atividades pedagógicas”, diz o ato.

No caso de práticas profissionais de estágios ou atividades que exijam laboratórios especializados, o texto prevê a possibilidade da utilização de recursos digitais caso sejam obedecidas as “Diretrizes Nacionais Curriculares aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação – CNE”.

Em cursos não disciplinados plo CNE, fica vedada a excepcionalidade. Já para o curso de Medicina, de forma específica, o texto autoriza aulas a distância apenas em disciplinas teórico-cognitivas.

Ainda segundo a portaria, caso autoridades locais de um município ou estado decidam pela suspensão das atividades letivas presenciais, as instituições poderão optar por uma grade inteiramente digital.

CNN BRASIL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BurroMinion disse:

    Poucas pessoas morreram, tem que aumentar isso daí, taokey?

  2. Direita-Honesta disse:

    É triste ver o posicionamento de alguns que se dizem professores, denotando sua absoluta falta de compromisso com profissão. É fácil entender porque a educação brasileira anda tão ruim.

  3. Direita-Honesta disse:

    A letalidade desse vírus na faixa etária abaixo de 19 anos é baixíssima. Para crianças, é praticamente inexistente. Até mesmo a OMS, que virou "puxadinho" da China, já se manifestou contra o lockdown e a favor da abertura das escolas. A realidade vai se impondo.

    • Calígula menininha do Pr. disse:

      É isso aí, está tudo dominado pela onda vermelha. Esse vírus é uma criação do conglomerado maçônico-comunista-reptiliano para obrigara população mundial a receber nanopartículas em modo de vachina.

    • Kelly disse:

      Olha o nível dos rapazes, sandices de primeira.

  4. Cesar Bomone disse:

    PARABÉNS MINISTRO, já estava na hora dos professores voltarem a prestar o serviço de forma adequada. O ensino remoto não substitui a qualidade da aula presencial.
    As escolas privadas há muito já voltaram, mostrando que adotando as medidas de segurança as aulas presenciais são perfeitamente possíveis.

    • JAG disse:

      Ensino remoto?? se a UFRN tivesse ensino remoto estava muito bom, nem isso eles fazem usam a desculpa esfarrapada que os alunos "não tem meios" de acompanhar as aulas, os professores da UFRN se superaram nessa pandemia, escancararam o quanto eles não estão nem ai com o seu compromisso de prover o conhecimento.

  5. thiago barbosa disse:

    professores e presidiários estão na última fase de vacinação, parabéns aos envolvidos nessa decisão super coerente

  6. Cidadão Indignado disse:

    Governo de loucos IRRESPONSÁVEIS!

  7. CiÇO disse:

    Esssa turma ta achando péssimo sem aula presencial………kkkkkkkkkkkkkk

  8. servidor de direita disse:

    vai dar ruim rs
    logo no começo da segunda onda? kkkk
    realmente são uns Jênios, com J mesmo de jumento rs

  9. Calígula disse:

    Muitos professores vão acionar o sindicato.

  10. Cláudio disse:

    O ministério da saúde acaba de anunciar que os jovens serão os últimos juntamente com profissionais da segurança, professores, e quem tem comorbidades a serem vacinados somente em dezembro 2021, como voltar as aula em janeiro?

COMENTE AQUI