Moro causou “contrangimento ilegal ao ex-presidente” e tentou interferir na eleição ao julgar Lula, diz Ricardo Lewandowski

A 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta 3ª feira (4.ago.2020), por 2 votos a 1, excluir a delação do ex-ministro Antonio Palocci de inquérito da Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O petista é acusado de receber propina da Odebrecht na forma de 1 terreno para a construção do Instituto Lula em São Paulo.

Ao proferir a decisão, os 2 ministros do placar vencedor, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, rechaçaram a atuação do então juiz responsável pelo caso, Sergio Moro. Ficou vencido o ministro Edson Fachin.

Em seu voto, Lewandowski foi incisivo nas críticas a Moro. Rechaçou a decisão do ex-magistrado de homologar a delação da Odebrecht 3 meses antes da eleição. A atitude foi vista pelo ministro como proposital, para influenciar no pleito. O ex-juiz viria a integrar o governo eleito, no ano seguinte.

Segundo o ministro, Lula foi constrangido ilegalmente. “A juntada, de ofício, após o encerramento da fase de instrução, com o intuito de gerar, ao que tudo indica, 1 fato político, revela-se em descompasso com o ordenamento constitucional vigente. Assim, demonstrado o constrangimento ilegal imposto ao paciente, acolho o pedido de desentranhamento do termo de colaboração”.

O ex-presidente do Supremo citou, também, certa “extravagância” de Sergio Moro.

“Apesar de ter consignado que a medida era necessária para ‘instruir esta ação penal’, o aludido juiz assentou, de modo completamente extravagante, que levaria em consideração, quanto aos coacusados, ‘apenas o depoimento prestado por Antonio Palocci Filho sob contraditório na presente ação penal’.”

Lewandowski disse ver, ainda, 1 teor “heterodoxo” no entendimento de Moro sobre o caso. Deu pistas da divergência que deve influenciar na discussão a ser realizada pela 2ª Turma sobre a suspeição do ex-juiz nos processos contra Lula na Lava Jato.

“Com essas e outras atitudes que haverão de ser verticalmente analisadas no âmbito do HC 164.493/PR, o referido magistrado – para além de influenciar, de forma direta e relevante, o resultado da disputa eleitoral, conforme asseveram inúmeros analistas políticos, desvelando um comportamento, no mínimo, heterodoxo no julgamento dos processos criminais instaurados contra o ex-Presidente Lula -, violou o sistema acusatório, bem como as garantias constitucionais do contraditório e da ampla defesa.”

Gilmar Mendes foi na mesma linha. Para ele, a demora para juntar a delação à ação penal foi “cuidadosamente planejada”.

PODER 360

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. joaozinho disse:

    Votz.. o tal Moro julgou lula em 2017. Nao teve eleicoes nesse ano. Palocci em nada modificou o processo de condenaçao do bandido, pois foi depois da condenacao a delacao, apenas reforcou o que ja se sabia. E todos os outro juizes tavam errados? So o Gilmar e o indicado por lula, Lewandowski, tao certos??? Decisao do STF bastante politica.. e pouco tecnica. Se fosse um ladrao de sabonete taria preso e nao passeando as nossas custas..

  2. O JATO SUJOU disse:

    Estou cantando a bola. O que está se desenhando é Lula com a ficha limpa em 2022, enquanto Bolsonaro, Moro e Deltan estarão com as fichas sujas.

  3. Manoel disse:

    É ladrão defendendo ladrão ! Essa é a justiça do Brasil!

  4. José Macedo disse:

    "Lula foi constrangido ilegalmente" esse ministro só pode estar de sacanagem.

  5. Rafael disse:

    Gostaria de saber se o dia que foi feita a homologação deixou de ser crime para os supremos ?
    Pq o cara recebeu um terreno na propina , mas o que importa é o dia que foi feito a homologacao .
    O supremo nuncaaaaaaaaaaaaa condenou político na vida , não vai ser agora com lula né.

  6. Marcela disse:

    E foi mentira ? Não foi …

  7. Emerson Fonseca disse:

    A máscara do Ex Juiseco Venal está caindo, em breve será relegado ao ostracismo e será lembrado apenas pelo que é, um Juíz venal, um Politico medíocre e um Ser Humano desprezível.

  8. Julio cesar disse:

    Quem desfila todo o ódio é a esquerda, inconformada
    Com a perda das "têtas" e do poder. Xupaaaaaaa vagabundos.

  9. Antonio Turci disse:

    Sérgio MORO para presidente: Excelente nome. Voto nele.

  10. Manoel disse:

    Quem não sabia disso? Liberar uma delação para globo (que o gado odeia) 3 dias antes da eleição?
    Só o gado para nao ver isso.

  11. Lopes disse:

    Essa gente….o Brasil já conhece..vao passar pra "estoria"sem deixar saudades…

  12. Mgil disse:

    No Brasil bandido corrupto sofre constrangimento ilegal. Não é a sociedade que lhe teve surrupiada dinheiro público para a saúde, educação e segurança. Piada.

  13. João disse:

    Moro e Bolsonaro filhos do Capeta!

  14. Lula do Seridó disse:

    Se não fosse esse patife, marreco de Maringá, teríamos o Nosso querido e melhor Presidente que esse país já teve, Luís Inácio Lula da Silva como nosso Presidente novamente.
    Mas Deus, lá de cima enxerga tudo. Aguardem!

    • Ira disse:

      O ladrao???
      Valhe me Deus.
      Já devolveram bilhões de dólares aos cofres públicos, e esse emprenhado pelos ouvidos ainda tá defendendo esse vagabundo?
      É muita paixão por bandidos.

    • Alexandro Magnus disse:

      O povo brasileiro merece respeito e justiça, porque será que alguns odeiam tanto a lava jato, Moro e os Procuradores da operação? Será medo de perder benefícios esdrúxulos pagos com o suor do necessitado?
      Cada um faça uma auto-analise e pergunte-se, a quem interessa a impunidade?

    • Marcos Benício disse:

      Tu sabe de nada, Irá. Olha teus números na casa dos bilhões. Nenhum corrupto nesse país chegou a tanto, nem mesmo o mais famoso Paulo Maluf. Vai ler mais!

  15. Raimundo disse:

    O deputado do PT falou que Gilmar Mendes é aliado deles para livrar Lula.
    Se é verdade não sei, mas o deputado falou:
    https://m.youtube.com/watch?v=OTvB4kpJCls

  16. Raimundo disse:

    Poder 360, um site de esquerda.
    Decisão sem pé nem cabeça.
    Trata-se de uma ação penal e não de uma ação eleitoral.
    Portanto o que se trata na ação penal não é influência na eleição mas se a delação de Palocci tem impacto sobre o crime imputado ao réu condenado Lula da Silva.

    • Junin disse:

      Interessante é os sites de direita já protestando e falando mal do bolsa de bosta MBL por exemplo!!!! Tem algum que presta? Em que devamos acreditar???

  17. Gilberto paulo disse:

    Voto em Moro de olho fechado e nao votaria em nesses ministros de olhos arregalados

COMENTE AQUI