Motta ajudou na defesa dos envolvidos na Operação Dama de Espadas

De acordo com reportagem publicada pelo jornal Tribuna do Norte, o deputado Ricardo Motta, ex-presidente da Assembleia Legislativa, é suspeito de haver ajudado na defesa dos envolvidos no esquema de desvio de 5,5 milhões de reais sob a forma de emissão fraudulenta de cheques salários. As suspeitas se baseiam em interceptações telefônicas.

Motta, ainda os promotores responsáveis pela Operação Dama de Espadas, teria participado da montagem de uma linha de defesa unificada para orientar as pessoas cujos depoimentos estavam sendo tomados pelo MP e “dificultar” a apuração sobre o uso dos cheques salários.

De acordo com a TN, os promotores revelaram que a orientação para a defesa contou com a participação do advogado Paulo de Tarso Fernandes, principal consultor jurídico da Assembleia Legislativa.

O MP divulgou trechos de interceptações telefônicas, mostrando, por exemplo, conversas entre Ricardo Motta e a procuradora Rita das Mercês Reinaldo. Numa das conversas, Motta pergunta como foi a reunião com Paulo. E Rita tenta tranquilizá-lo, revelando que estavam reunidos com Osvaldo (Osvaldo Ananias, gerente da agência do Banco Santander no prédio-sede da Assembleia) e outras pessoas implicadas na Operação Dama de Espadas, dentre elas Marlucia Maciel e Rodrigo Marinho.

 

Guardião

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. gilberto disse:

    vamos passar o rio grande do norte a limpo, a eleição está perto e não podemos renovar os mandatos, já que a justiça dificilmente chegará a eles

  2. Coelho disse:

    Não é por nada não, mas, ou estou cego ou não tem nafa de vinculo do deputado com a operação, ao menos nessa degravacão. Se envolvimento dele existir, não tem registro nesses trechos. E pior. Se envolvimento dele existir, estará contaminada toda operação, eis que estariam excluindo ele para o processo seguir em instância distinta. Nasceria morta a posterior ação. Lamentável.

    • Cesar disse:

      Eu diria que o Ministério Público não cometeria este erro tão elementar. Tudo faz parte de uma estratégia de ação que vai chegar com exatidão aos chefes do esquema.

  3. João Ricardo disse:

    Por isso que o Brasil não vai pra frente. Ao invés de criticar os agentes públicos que estão saqueando o Estado, e qualquer bobo sabe que a Assembléia é um local de rapinagem e de desvio de dinheiro, fica é se criticando o Ministério Público, que, convenhamos, é muito despreparado para apurar crimes financeiros. 5,5 milhões é o desvio mensal, e não desse período todo. Que exemplo pra esse "p"arlamento de merda!

  4. Manoel disse:

    Boa pergunta de Aroldo. Por que o MP de Contas não faz uma auditoria na folha da Assembleia? Tem filha, cachorro e papagaio de desembargadores e promotores "trabalhando" na Assembleia. Natal toda sabe. O Blog devia noticiar tmb que o atual presidente recebeu 300 pilas dentro da casa segundo um delator. Se Rita abrir a boca não fica deputado nenhum.

    • bruno disse:

      Manoel, temos que ter cuidado com o que "escutamos e repassamos". Tive acesso a todo o inquérito até agora e não existe isso de "300" pilas até o momento.

  5. Frasqueirino disse:

    O consumo de Lexotan esta grande. Tem muita gente envolvida!!!

  6. Josemberg Santos disse:

    Mesmo que seja uma divulgação dentro dos padrões da legalidade, neste momento não passa de ilação, jogar para a opinião pública, nada mais é do que gerar um dano a imagem do deputado, coisa que no Brasil já serve como condenação prévia!

  7. Xavier Miranda disse:

    kkkkkkkk ´cheque SALARO isso é antigo …. só 5,5 milhões … pega fogo cabaré…

  8. Josemberg Santos disse:

    A exemplo da operação Lava jato, começou os vazamentos, a opinião pública vai condenar e execrar todos, o MP adora um holofote!

  9. Aroldo disse:

    Será que não seria o momento de o sempre diligente Ministério Público de Contas solicitar uma auditoria do Corpo Técnico do TCE na folha de pagamento da Assembleia Legislativa?

COMENTE AQUI