MPRN deflagra 3ª fase da operação Dama de Espadas

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (25) a operação Croupier, que investiga o desvio de R$ 2.118.591,52 da Assembleia Legislativa potiguar. A ação é desdobramento da operação Dama de Espadas, que também apurou fraudes na ALRN.
 
A operação Croupier investiga os crimes de peculato, lavagem de dinheiro, organização criminosa, falsificação de documento público e uso de documento falso cometidos entre os anos de 2006 e 2015. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão. A ação contou com a participação de 14 promotores de Justiça, 19 servidores do MPRN e ainda 30 policiais militares. A ação também tem o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Azevedo disse:

    Pense numa instituição para ter ladrão, fantasma e outros bichos nocivos à sociedade e ao contribuinte. Os políticos quando não roubam lá, roubam em outros órgãos públicos do RN. Tá na hora de uma intervenção militar na ALRN, pois o que já roubaram dali dá para matar a fome de muita gente carente nesse Estado.

  2. Selman disse:

    Irany, um erro não justifica o outro. Qualquer Real de apropriação indébita, deve ser investigado. Estão blindando o Queiroz, por quê? O buraco é mais profundo?

  3. Tião disse:

    E o caso da chefe de gabinete da presidência da alrn , ficou nisso? Então o de Queiroz também deve ficar. Esse RN quando não atrasa, deixa ficar caduco. Absurdo! Pior é que os blogs ajudam a abafar os casos.

  4. Jl disse:

    Mais um espetáculo midiático inócuo e custos para o erário! Busca e apreensão de objetos de 2005 que não existem mais, nem as cinzas! E, se existir, prescrito!

  5. Tião disse:

    Esse caso tem semelhanças ao de Queiroz

COMENTE AQUI