Não tenho problema nenhum com Moro, diz Bolsonaro sobre sua ingerência em ministros

Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem/Fotoarena/Folhapress

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste sábado (24) ter ingerência sobre todos os ministros, ao ser perguntado se o ministro Sergio Moro (Justiça) tinha carta branca em seu governo.

“Olha, carta branca. Eu tenho poder de veto em qualquer coisa, se não eu não sou presidente. Todos os ministros têm essa ingerência minha e eu fui eleito para mudar. Ponto final”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada.

O presidente disse não ter nenhum problema com Moro, em meio a um enfraquecimento do titular da Justiça. “Não tenho problema nenhum com o Moro. Cada hora levantam uma coisa. Uma hora era Marcelo Álvaro Antonio [Turismo], o Onyx [Casa Civil] também”, disse.

Como mostrou a Folha neste sábado, Bolsonaro mudou seu discurso em relação à época em que escolheu o ex-juiz da Lava Jato para sua equipe ministerial e disse que ele teria carta branca.

A recente interferência na Polícia Federal é apontada internamente como a mais emblemática da falta de poder do ex-juiz no cargo atual, mas episódios com teor semelhante se acumularam ao longo de mais de oito meses de governo.

Apesar dos ataques à sua prometida autonomia, Moro permanece calado.

A PF é subordinada a Moro, também enfraquecido em meio à divulgação de mensagens que mostram sua atuação em parceria com os procuradores em diferentes processos da Lava Jato e que colocaram em xeque sua atuação como juiz federal.

Moro ainda tem sofrido seguidas derrotas no Congresso, onde tramita o pacote de medidas anticrime encaminhado por ele no início do governo.

Quando confirmou o convite ao então juiz federal, em novembro de 2018, Bolsonaro disse em entrevistas que tinha combinado com Moro que ele teria “liberdade total” para atuar no combate à corrupção e ao crime organizado.

Em uma das manifestações, o então presidente eleito citou a escolha do chefe da Polícia Federal como uma das atribuições do ministro da Justiça.

Os últimos oito dias foram de crise entre Bolsonaro, Moro e a PF, após o presidente atropelar a instituição e anunciar a troca do superintendente no Rio de Janeiro.

Em sua última declaração sobre o assunto, na última quinta-feira (22), o presidente ameaçou até trocar o comando do órgão, hoje a cargo de Maurício Valeixo.

Valeixo virou delegado-geral por escolha de Moro. Os dois se conhecem há vários anos e trabalharam juntos na Operação Lava Jato.

Folhapress

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciano disse:

    Moro fez o trabalho sujo para limpar o terreno para o bolsonaro ganhar as eleições (todo mundo sabe, até as pedras da lagoa, que Lula ganharia as eleições mesmo preso se tivesse sido candidato )
    Agora, terminado o serviço, Moro recebeu o pagamento, ganhando o Ministério da Justiça, mas se tornou um bode no meio da sala, que vem perdendo odos os pideres e servindo como papagaio de pirata, representando a um paoel ridiculo, mesmo atuando para impedir as investigações sobre o Queiroz, sua mulher Miclelle e o seu filhinho Flavio Bolsonaro.
    Haja corrupção nessa família, além do caso Marielle é mesmo da Facada suspeita, seguirem caminhos estranhos e suspeitos. A cocaína no avião ninguém fala mais, os apartamentos e mansões dos milicianos no RJ tb já esqueceram.

    • Lobo disse:

      MORO fez o trabalho de limpar apenas uma parte da enorme sujeira feita pelos petralhas, né?

  2. Mendes disse:

    O MURO exemplo de imparcialidade para PRESIDENTE e o PROCURADOR que tem o nome de remédio para vice em 2022 e QUEIROZ ministro da economia kkk

    • Medys disse:

      Mendes, bota uma coisa na tua cabeça, em quanto tiver petralhas derrotados no Brasil, tem Sérgio Moro, e forte, igual a fumo de Arapiraca, lembre se esse homi desbaratou uma quadrilha de bandidos, não só isso, meteu na cadeia também, é um herói nacional.
      Então o Conselho que te dou, é que é melhor Jair se acustumando porque dói menos, e o seu PT meu camarada, acabou!!
      Ta??

  3. Anderson disse:

    Se Sergio Moro confirmar a existência de atritos com Bolsonaro, pode acreditar que é verdade. Neste caso, Bolsonaro estaria peitando alguém maior que ele e colocando a sua possível reeleição em risco, pra não dizer inviabilizando. Entretanto, acreditar nesses jornais de esquerda beira a insanidade.

  4. Eu disse:

    #MORO2022

  5. Mendes disse:

    Foi eleito para mudar de LADO. Toda sociedade brasileira sempre combateu a prática do NEPOTISMO e essa SUMIDADE denominada de BOZO está fazendo de tudo para nomear a outra SUMIDADE o seu filho como embaixador dos EUA. Com a maior cara de PAU dizendo que não é NEPOTISMO KKKK

    • Lsv disse:

      Certíssimo. Melhor ainda é colocar no lugar do Ministro das Relações Exteriores.
      Esperem voltar e fazer do jeito de vocês.

COMENTE AQUI