NATAL, MACEIÓ E JOÃO PESSOA SÃO DESTAQUE: Aliados de Bolsonaro tentam construir bases para as eleições municipais no Nordeste

Na disputa presidencial de 2018, foram os votos do Nordeste que impediram Jair Bolsonaro de conseguir uma vitória acachapante já no primeiro turno. No ano passado, os governadores da região protagonizaram duros embates com o novo presidente e se consolidaram como um núcleo de oposição. Bolsonaristas, porém, enxergam na eleição municipal deste ano uma oportunidade de mudar, ao menos em parte, esse cenário.

As principais esperanças de furar a bolha da esquerda e fincar o pé no Nordeste estão nas cidades em que Bolsonaro venceu Fernando Haddad (PT) na disputa de 2018. Apesar da ampla vitória do petista na região no segundo turno da eleição (69,7% a 30,3%), o atual presidente se saiu melhor em três capitais: NatalMaceió e João Pessoa.

Lideranças da esquerda dos estados dessas três cidades admitem que candidatos de Bolsonaro são uma ameaça. Lembram, porém, que os aliados do presidente podem se perder na dificuldade para viabilizar o novo partido, o Aliança pelo Brasil, e nas disputas internas dentro do próprio grupo pelo posto de candidato. Colocam em dúvida também a disposição de Bolsonaro de se envolver nos pleitos.

O GLOBO