Natal em Natal é lançado em clima de euforia; confira vasta programação

17887“Quero dizer a vocês da minha emoção particular. Depois de quatro anos, a cultura voltou à nossa cidade. Os artistas sabem que na Prefeitura têm um parceiro. Este ano retomamos o Natal em Natal, apesar das dificuldades financeiras. Será um momento de grande efervescência cultural”, disse um empolgado prefeito Carlos Eduardo, no lançamento do Natal em Natal ocorrido nesta terça-feira (29), no Restaurante Mangai.

Da vasta programação do Natal em Natal, o chefe do executivo municipal citou o Festival Literário de Natal e a Feira Literária, que ocorrerão no período de 6 a 9 de novembro; o Festival Cine Natal (4/11 a 7/12); o Natal em Cena (12, 13, 14, 19, 20 e 21/12) e os shows do Auto de Natal, destacando as apresentações de Roberta Sá (13/12 – Mirassol), Elba Ramalho (14/12 – Zona Norte), Zeca Baleiro (20/12 – Mirassol) e Fagner (21/12 – Zona Norte), que serão antecedidos por artistas locais. “Essa festa vai crescer. Ano que vem vai ser muito maior. Nós temos que fazer do Natal em Natal um período feliz”, assinalou o gestor.

Ele ressaltou, ainda, uma homenagem ao poeta Vinícius de Morais que neste ano completaria um centenário de vida. Aos artistas presentes mandou um recado: “Nós damos relevância e importância à cultura, mas é vocês que fazem a cultura. Estamos democratizando a cultura a partir dos editais. A nossa política cultural é de Estado. Esta cidade tem grandes artistas”.

Na ocasião, o prefeito lembrou que enviará em novembro à Câmara Municipal o projeto de reforma administrativa, a qual se insere a criação da Secretaria Municipal de Cultura, que se juntará à Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte). Sobre o carnaval 2014, Carlos Eduardo anunciou parceria com a Ambev para o recrudescimento da festa. “Vamos ter um grande carnaval nas quatro regiões administrativas. Vamos trazer os grandes valores e queremos ser referência para o Brasil”, registrou.

A apresentação do Natal em Natal foi feita pelo presidente da Capitania das Artes, Dácio Galvão. Conforme o gestor, serão desenvolvidos 24 projetos entre novembro de 2013 e janeiro de 2014, culminando com a Festa de Santos Reis, no dia 6 de janeiro. Galvão informou que o orçamento total do Natal em Natal é em torno de R$ 3 milhões, graças as parcerias estabelecidas com a iniciativa privada.

Ele disse que o grande destaque do Natal em Natal é o conceito da diversidade cultural que colocará lado a lado, por exemplo, Milton Hatoum e Caetano Veloso, e os cantadores e violeiros Ivanildo Vilanova e Pedro Bandeira.

Dácio Galvão destacou também a pluralidade do evento e os editais que, de acordo com ele, estão em consonância com o Conselho Nacional de Cultura. “Isto vai evitar a descontinuidade do evento. Os artistas a cada edição vão se apropriar do Natal em Natal”, afirmou.

A presença de artistas, escritores, jornalistas, produtores culturais, secretários municipais e da vice-prefeita Vilma de Faria, além da escritora portuguesa, radicada no Brasil, Tatiana Salem Levy, e do escritor angolano José Eduardo Agualusa, que fazem residência literária em Natal a convite da Prefeitura, conferiu importância ao evento.

Convidado para participar da mesa redonda “Literatura e erotismo”, dentro do Festival Literário, o poeta Livio Oliveira enfatizou a excelência da programação do Natal em Natal, destacando o ressurgimento do Natal em Natal, como força cultural: “O evento marca a cidade. Este retorno é imprescindível para que a marca se estabeleça de vez. A cidade merece. Há uma esperança maior. O Natal em Natal é um marco importante”.

Para a atriz e diretora do Teatro de Cultura Popular (TCP), Sonia Santos, a importância do Natal em Natal é ímpar para a cidade, porque vai agregar cultura e turismo. Na opinião da artista, o evento deve constar no calendário nacional e ter alcance global. Destacou a a diversidade de atrações nos vários segmentos artísticos, o que vai possibilitar um poder de escolha maior por parte dos natalenses e turistas. “O Natal em Natal é uma grande ação cultural de fim de ano”, resumiu a diretora do TCP.