No Ceará, PMs relacionam o motim atual ao de 2011

Com uma lista de reivindicações de 17 itens em que o primeiro, escrito com letras maiúsculas, é “anistia”, os policiais militares amotinados em Fortaleza, Ceará, se concentram na sede do 18º Batalhão da corporação, no bairro Antônio Bezerra. No entroncamento de três ruas, há viaturas policiais com pneus esvaziados, o que impede a aproximação de carros. Dentro do batalhão, os porta-vozes do movimento são cabos e sargentos com até 10 anos de vida militar, que participaram de um motim parecido em 2011 e que dizem se sentir traídos por considerar que acordos firmados naquela ocasião não foram cumpridos. As informações são do Estadão.

Com seis dias de motim completados ontem, os batalhões têm PMs na dúvida se devem deixar os rostos cobertos ou não, dada a associação das balaclavas com criminosos e as cenas de mascarados dirigindo viaturas e mandando fechar o comércio de Sobral, no interior do Estado, na última quarta-feira, quando o senador licenciado Cid Gomes (PDT) foi baleado ao avançar com um trator contra os amotinados.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Verdade, se motim for crime, da mesma forma, deixar pacientes nos corredores, em casa esperando uma cirurgia que nunca vem, pessoas morrendo sem assistencia, não dar segurança, também deveria gerar algum tipo de punição, por omissão, incompetência, etc. Certamente Fatao GD estaria ferrada.

  2. Francisco Alves disse:

    MOTIN É CRIME! É verdade. Mas, deixar pessoas em corredores de hospitais, atrasar salários dos servidores, superfaturar obras, desviar recursos públicos etc, também é crime.
    Contudo, diuturnamente os governadores de plantão vão se locupletando, mas, com muito cuidado para não desagradar, claro, o judiciário e a Assembleia Legislativa. Para estes, sempre existe dinheiro sobrando, enquanto para o restaste dos servidores estaduais, se não for para o "cacete", para a greve, morre de fome.
    É uma afronta aos servidores, sobretudo para as forças de segurança, que os marajás do serviço público recebam penduricalhos para engordar os vultosos salários que, apenas o auxílio moradia já supera os vencimentos de quem tem obrigação de defender a sociedade.
    Então, deixar policiais com salários miseráveis e suas famílias passando necessidade também é um ato criminoso.

    • Alvaro disse:

      Existem muitas outras maneiras de exercer seus direitos e buscar suas garantias dentro do regime democrático, amigo. Ou vc é só mais um defensor incubado da volta da Ditadura, ao mesmo tempo que critica as Ditaduras de Cuba e Venezuela?
      Há maneiras de se lutar pelo que é direito. Se fosse a esquerda ou algum movimento dos estudantes, Professores ou qualquer outra categoria, todo mundo estava metendo o pau. Inclusive, essa mesma polícia estava atirando com balas de borracha, gás lacrimogênio, Cães ferozes, Cavalos, tanques, bombas de efeito moral, etc, etc, etc.
      "Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!"
      E convenhamos, essas manifestações passaram de todos os limites e ao modo como os milicianos costumam fazer nos morros e favelas do RJ, tocaram o terror para amedrontar a população e ameaçar o Estado de Direito, liderados por políticos dos partidos que apoiam o Presidente Bolsonaro.
      Uma coisa inaceitável e criminosa. Não adianta tentar dourar a pílula. Foi demais.

  3. Bruno disse:

    Interessante, ninguém fala mais na atitude criminosa de Cid Gomes, só falam nos policiais.

    • Adriano disse:

      Esses policiais atentam contra a vida de milhares de pessoas comuns que estão a mercer da bandidagem sem segurança

  4. Lenio disse:

    MOTIM É CRIME!

    • Bento disse:

      É verdade.
      Corrupcao também e tu não larga do teu líder cachaça e dos três patetas Cid Ciro e Ivo.
      Só fica contra a PM quem comete crimes.

COMENTE AQUI