OTIMISTA: Grandes viradas acontecem no final, diz Alckmin

Em campanha no Triângulo Mineiro nesta quarta-feira (3), o presidenciável Geraldo Alckmin disse apostar em uma mudança do voto dos eleitores neste primeiro turno, favorável a ele.

Segundo pesquisa Datafolha, publicada nesta terça, Alckmin está com 9% das intenções de voto, tecnicamente empatado com Ciro Gomes (PDT), com 11%, e ambos atrás de Jair Bolsonaro (PSL), com 32%, e de Fernando Haddad (PT), com 21%.

“Temos uma absoluta fé no Brasil. Vamos chegar domingo com coerência, trabalhando, pedindo voto. As grandes viradas ocorrem no final. Estamos trabalhando firme”, disse Alckmin. Ele chegou a Uberlândia no início da tarde acompanhado do candidato ao governo do mesmo partido Antônio Anastasia.

Os últimos dias, segundo Alckmin, são decisivos porque a eleição ainda está aberta. “Mais de 20% dos votos não estão definidos e mesmo a intenção de votos pode mudar. No caso federal, nós defendemos a terceira via”, afirmou o tucano.

“Acho que o radicalismo de esquerda ou de direita dificulta a retomada da economia. Acho que a gente consegue unir mais para retomar a economia, o Brasil voltar a crescer, ter emprego, renda e melhorar a vida das pessoas. Adquiri experiência para isso, e estou preparado para esse desafio.”

Alckmin fez uma caminhada em uma das principais avenidas da cidade com lideranças do partido e apoiadores. O tucano voltou a dizer que a prioridade é o investimento em saúde.

“A população brasileira está ficando mais velha, o que é ótimo, porque as pessoas estão vivendo mais e melhor, mas isso demanda mais investimento. Vamos priorizar saneamento básico, e o PIS, PASEP E COFINS, que o governo federal arrecada das empresas, nós vamos reinvestir em saneamento básico”. A agenda de campanha ainda previa visita a Montes Claros, também em Minas.

Folhapress