PESQUISA SETA: 41% dos natalenses é contra a reforma da previdência estadual; 26% são a favor

O instituto Seta também fez uma análise sobre a reforma da previdência estadual para saber o que os natalenses achavam dela. No levantamento, 41% disse ser contrário às mudanças propostas, 26% disse ser favorável e 33% disse não saber ou preferiu nãio responder.

A pesquisa foi aplicada entre os dias 05 e 06 de Fevereiro no município de Natal. Foram entrevistados 700 eleitores. A margem de erro é de 3,5% e o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TRE sob o número 2069/2020.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    FATIMA TRAIDORA!!

  2. Junin disse:

    Esse é frustrado !!! Deve ter tentado demais passar num concurso….!!! Cuidado com o coração! Inveja causa estresse….

  3. Junin disse:

    A reforma vai ter que ser feita porque a forcacao/ a madeira vem de Brasília c ameaça de cortes e incentivos!!!!! Viva o mito de bosta!!!!

  4. Pedro disse:

    A governador GD, lutou com todas as suas forças e garganta, contra esse crime que estaria sendo cometido pelo presidente. Agora, de forma covarde, mentirosa, ridícula e estropiada, faz uma reforma pior. Vcs deixem de babaquice, muitos não são contra a reforma (a governadora era) e sim como ela está sendo posta.

  5. Franco disse:

    E os que são contra é porque apoiavam Rosalba e Robson quando eles sacavam o dinheiro do fundo previdenciário?

  6. Manoel disse:

    Só quem não quer ver ou não sabe matemática pode ser contra a reforma da previdência… O sistema não se sustenta meu amigo…

  7. Flavio disse:

    Os que são a favor, é porque não é no furico deles. Tem muito FDP nesse mundo velho.

    • Tutu disse:

      Fatão quer botar sem cuspe kkk

    • Adeobaldo Nunes disse:

      Mas meu amigo, quem é a favor, é justamente porque cansou de tomar no furico com tanto servidor público mamando nas nossas tetas. Altos salários, altas aposentadorias às custas de fingirem que trabalharam a vida toda, destratando muitas vezes o cidadão comum, se confiando numa lei que diz ser contra desacato mas na verdade é um cala-te a boca tremendo. É pra acabar de vez qualquer estabilidade de emprego público no Brasil, aqui não funciona. Era pra se aposentar que nem o pobre lascado e ponto.

COMENTE AQUI