PF intima bolsonaristas para prestar depoimento em inquérito das fake news

Por PODER 360

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes ordenou nesta 2ª feira (1º.mai.2020) que a Polícia Federal intime investigados para depor no inquérito das fake news.

A PF cumpriu em 27 de maio dezenas de mandados de busca e apreensão em endereços de influenciadores, empresários e congressistas aliados a Bolsonaro em vários Estados.

O depoimento da ativista de direita Sara Winter está marcado para esta 4ª feira (3.jun). Em seu Twitter, ela declarou que não irá comparecer.

Também na 4ª feira (3.jun), deve ser ouvido o blogueiro Allan Lopes dos Santos. Na 5ª feira (4.jun), será a vez do ativista Winston Rodrigues.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) pediu para ter acesso à investigação. Ela falaria às autoridades nesta 3ª feira (2.jun), mas conseguiu adiar a oitiva para 5ª feira (4.jun).

SUSPENSÃO DO INQUÉRITO

O plenário do Supremo se prepara para decidir sobre ações contra o inquérito das fake news em 10 de junho. A data foi determinada pelo presidente da Corte, Dias Toffoli, que retorna de licença médica na próxima semana.

Conforme apurou o Poder360, o STF deve reafirmar que o inquérito das fake news é legal. Não deve considerar a reclamação de bolsonaristas sobre haver 1 delegado da Polícia Civil de São Paulo nas investigações (Maurício Martins da Silva, nomeado em 2019 por Alexandre de Moraes). Mas a maioria dos ministros tende a determinar parâmetros mais objetivos para o que pode e deve ser investigado.

Eis os alvos da operação contra fake news deflagrada pela PF:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Julia disse:

    A liberdade de Expressão em risco.

  2. Severino disse:

    Só inocente ou cínico não vê o viés ideológico desse inquérito !!! Vários juristas renomados estão questionando as arbitrariedades e ilegalidades dessa investigação. Rasgaram a constituição brasileira !!!

    • Erick disse:

      Apoiador dos nove dedos detectado! Deixe desse discurso, rapaz! Desde a época do petrolão que vocês ficam chorando contra a justiça. Moro não fez nada errado e, da mesma forma, não tem nada errado agora.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      "Quem planta vento colhe tempestade". Liberdade de expressão não pode ser confundida com injúria, calúnia e difamação, simples assim.

COMENTE AQUI