PF pede dados do Facebook sobre contas que envolvem gabinete de Bolsonaro

Após o Facebook excluir contas inautênticas, a situação de integrantes do gabinete do presidente Jair Bolsonaro, de seus filhos e aliados deve se agravar. A Polícia Federal quer ter acesso a todos os dados da investigação privada realizada pela empresa. O pedido da PF foi feito no inquérito que apura o financiamento dos atos antidemocráticos, cuja relatoria é do ministro Alexandre de Moraes, do STF. A apuração da rede social ligou um assessor do Planalto a ataques contra opositores de Bolsonaro.

A PF argumenta no pedido que a determinação à rede social deve ocorrer de maneira urgente, para que as pessoas envolvidas com as contas removidas não tenham tempo de se desfazer dos dados. É Moraes quem deve decidir sobre a solicitação.

A Polícia Federal entrou de fato na investigação do caso há alguns dias —antes, apenas cumpria medidas autorizadas pelo Supremo. O documento enviado ao ministro foi assinado pela delegada Denisse Dias Ribeiro.

PAINEL – FOLHA
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Vamos agora enfim depois de meses saber da realidade desses inquéritos que vai servir para agora sim, os advogados dos réus saberem o real motivo das prisões

  2. François Cevert disse:

    Um cometa, do tamanho de uma têca, se aproxima do 3° andar do Palácio do Planalto.

  3. MORO 2022 disse:

    CONHECEREMOS A VERDADE E A VERDADE NOS LIBERTARÁ do falso messias.

    • Chico disse:

      Pergunta pra o Luciano ayan!
      Ele não é o relator!

    • Mitológico disse:

      Assim, o MITO ganha a eleição em 2022 no primeiro turno! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

COMENTE AQUI