PM que atropelou duas mulheres e duas crianças em Natal é solto em audiência de custódia

O policial militar que atropelou com sua motocicleta, nesta segunda-feira (18), duas mulheres e duas crianças na Zona Norte de Natal foi solto após audiência de custódia realizada nesta terça (19). O PM, que apresentava sinais de embriaguez, responderá em liberdade ao processo.

O juiz Guilherme Newton do Monte Pinto argumentou que não poderia converter a prisão em flagrante do policial em prisão preventiva, porque não havia justificativa jurídica. Isso porque, ainda segundo o magistrado, o homem tem bons antecedentes, é réu primário, foi detido por crime culposo (quando não se tem a intenção) e o delito não é de violência doméstica.

As vítimas esperavam para atravessar em uma faixa de pedestres na Avenida Itapetinga, no bairro Potengi, Zona Norte da capital potiguar, quando foram atropeladas. Foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e três delas levadas para o Hospital Walfredo Gurgel. Uma das crianças teve uma fratura na perna.

O advogado do PM, João Antônio Cavalcanti, disse que seu cliente imaginou que estava sendo seguido por um assaltante no momento do acidente e perdeu o controle da motocicleta, atropelando as quatro pessoas em seguida.

Imagens de câmeras de segurança mostraram que ele subiu no canteiro central e em depois atingiu as duas mulheres e duas crianças. As vítimas saíam de uma escola que fica no Conjunto Santarém. De acordo com a assessoria da PM, o policial se negou a fazer o teste do bafômetro, mas foi feito um auto de constatação já que o condutor apresentava sinais de embriaguez.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. AF disse:

    HEBE, me SALVA!

  2. JBBatista. disse:

    será que alguns policiais vão reclamar da audiência de custodia? Brasil o país do corporativismo e sem leis,

  3. Marcos disse:

    Pelo jeito a culpa é das duas famílias que estavam na faixa de pedestre

  4. Diogo disse:

    100% errado, mas a justiça alivia… agora vai perder a moral para reclamar das Audiências de custódia.

  5. A. Coelho disse:

    Enquanto tomar cachaça e dirigir implicar em acidente e atribuir-se ao bandido a modalidade culposa, estes vagabundos continuarão a beber e dirigir. Não têm consciência que é errado. Apenas têm medo da multa e se escondem da fiscalização. Quem se esconde da fiscalização, da polícia, é bandido e bandido bom é bandido morto.

  6. Carlos Medeiros disse:

    Policia que protege policia, juiz que recebe por fora e protege bandido, aonde teremos justica seria? SIMPLISMENTE detonem esses mercadantes….surrupialhos……

  7. Carlos Medeiros disse:

    "PM que atropelou' ? Hahaha continua sem nome, né? ….o 'PM' bêbado deu strike em duas famílias …..e assim mesmo continua sem nome?…..hahaha

  8. Joao disse:

    Será que boa da galera da área de segurança vão reclamar da audiência de custódia

  9. Oswaldo disse:

    Quer dizer, tem que matar alguém para poder não sair na audiência de custódia!

  10. Justiceiro disse:

    É policial. Votou em Bolsonaro. Então… Tá certo!!

  11. Olimpio disse:

    Se fosse um parente desse juiz será que agiria dessa forma. Um sujeito sai em uma moto bêbado atropela as pessoas que se preparava pra atravessar na faixa e são pegos de surpresa sem chance de defesa. Enquanto houver essa tal de audiência de custódia que dá proteção a essas atrocidades só Jesus na causa pra nos livrar.

    • Marcos araujo disse:

      Acredito que no despacho de v.exa de BA ter culpado a vítima.estavam no lugar errado, na hora errada e não tinha nada que ir em escola.e pensar que nos banca os essa corja togada

    • Marcos araujo disse:

      Acredito que no despacho de v.exa de va ter culpado a vítima.estavam no lugar errado, na hora errada e não tinha nada que ir em escola.e pensar que nos bancamos essa corja togada

  12. Parabéns disse:

    Parabém !!!!nossa INjustica Brasileira , país de MERDA

  13. G7 disse:

    Meu Brasil varonil!

COMENTE AQUI