PORTO DE NATAL: Incompetência generalizada e irresponsabilidade dos dirigentes da CODERN provocam o caos

Resultado de imagem para porto de natal
Foto: Carla Belke)

 

A palavra incompetência se aplica facilmente aos diretores da CODERN dos últimos anos. A Companhia que é fundamental para o desenvolvimento do RN vem sendo usada como cabide de emprego para afilhados de políticos do PP, MDB e PT que ganham salários altíssimos está desde 2014 sem o código ISPS (International Ship and Port Facílity Security Code), que é o código de segurança internacional aplicável tanto aos navios, quanto às instalações portuárias e, sem ele, não é possível se obter a certificação da Organização Marítima Internacional (IMO, em inglês).

Desde 2012 que a Receita Federal alertou a CODERN para a falta de segurança nas operações do porto, esse alerta se repetiu mais duas vezes, em 2017 e 2018.

Segundo ainda o chefe de inspetor da Receita, Jorge Luiz da Costa, as razões de todos os avisos foram da falta de controle desde a entrada de veículos no porto, falhas de vigilância no circuito interno e a ausência de um escâner.

É de uma incompetência generalizada. Dinheiro para obras faraônica teve, a construção de um terminal caríssimo para servir para festa teve, agora para fazer o básico não teve.

Quem serão os responsabilizados por essa trapalhada que está custando milhões a população potiguar?

Quem vai pagar os operários que dependem do porto até essa situação se regularizar?

A Polícia Federal vai investigar?

O MPF está no caso?

A sociedade potiguar exige respostas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lenilton Fonseca CALDAS. disse:

    Nos trabalhadores fazemos de para termos a carga nas negociações e ocorre um episódio desse, onde todos nós trabalhadores portuários avulsos teremos que passar 45 dias parados por causa das operações com frutas onde emprega toda a mão de obra avulsa.

  2. Ronald Campos disse:

    É só ver quem indicou dos diretores.

  3. Azevedo disse:

    Políticos e filhinhos de polícia incompetentes na administração pública. São verdadeiros vermes e Sangue Sugas do dinheiro público. O porto de Natal, a Ceasa e outros órgãos públicos, tem que ser administrados pela iniciativa privada e não por essa cambada de políticos e apadrinhados políticos.

  4. Francisco José disse:

    Os políticos sucatearam o Porto de Areia Branca (obra pioneira no mundo), trazendo todos recursos para benefício no Porto de Natal (Isto porque a Diretoria morava aqui), e agora vão sucatear o Porto de Natal também. Cadê os órgãos fiscalizadores?

  5. VTNC disse:

    Fácil entender , sempre foi e será cabide de emprego para a súcia palaciana !!!

  6. José Neto disse:

    Se o porto fosse privado, a falta dessa certificação já seria suficiente para os órgãos governamentais interditarem o porto. Mas como é do Estado, fazem apena recomendações.

COMENTE AQUI