Presidente da Embratur aposta em cassinos para triplicar o número de turistas estrangeiros no Brasil

“O Brasil recebe menos turistas por ano do que o elevador da Torre Eiffel [na França].” A triste sentença é do presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), o médico-veterinário Gilson Machado Neto, 51.

Segundo ele, 6 milhões de estrangeiros vêm ao país anualmente, e o elevador da torre mais famosa de Paris recebe 7 milhões de visitantes.

Para Machado Neto, no entanto, ainda há muitos motivos para comemorar. Ele acredita, por exemplo, que o Brasil deveria liberar os cassinos.

Essa semana Bolsonaro editou uma medida provisória que transformou a Embratur em uma agência federal de fomento ao turismo e aumentou a capacidade orçamentária dela.

Folhapress