Prisão temporária expira e tenente da PM suspeito de matar lutador de MMA no Satélite ganha liberdade

O principal suspeito de matar a tiros o professor de musculação e lutador de MMA Luiz de França Trindade, de 25 anos, em fevereiro deste ano, na calçada de uma academia em Cidade Satélite, foi solto no início da madrugada desta quinta-feira (22).

O tenente da Polícia Militar Iranildo Félix de Sousa passou 60 dias detido no quartel do Comando Geral da PM, e ganhou liberdade após o prazo da prisão temporária expirar e o juiz mandou soltá-lo. O suspeito, inclusive, já se encontra em sua residência. O alvará de soltura, segundo a defesa do suspeito, foi assinado pelo juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, titular da 3ª Vara Criminal de Natal.

A soltura foi confirmada pelo comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Araújo Silva, que destacou que Iranildo foi preso por 30 dias, tendo prorrogado por mais 30 dias.  Como o prazo expirou, a Polícia foi obrigada a cumprir a determinação judicial.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João disse:

    Pense num país esculhambado! Quando a polícia faz sua parte, concluindo o inquérito, indiciando um assassino perigoso como esse, torna-se faltoso o MP quando deixa de pedir pela manutenção da prisão de um canalha travestido de policial como esse.

  2. Carlos disse:

    Parabéns pra nossa "JUSTIÇA", "DIREITOS HUMANOS", "DEFENSORES DA IMPUNIDADE", devem está muito satisfeitos, ou não sei se seria mais interessante pra essa turma de "HERÓIS DA DESORDEM" se ficasse preso, custando pra nós, simples espectadores, recebendo salário por esta preso, se proficionalizando no crime e até recebendo visita intima(palhaçada), vamos resar ou orar muito pra não sermos o próximo, porque se morrer, fica dessa forma!

COMENTE AQUI