Procuradores da AGU querem fim de sigilo sobre auxílio-moradia

Em ofício encaminhado à advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça, nesta quarta-feira (16), os representantes da carreira de procurador federal no Conselho Superior da Advocacia-Geral da União (AGU) pediram o fim do sigilo sobre a concessão do auxílio-moradia a membros do Judiciário e do Ministério Púbico. O tema está em análise na Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal (Ccaf) instalada na AGU.

O texto critica “retrocesso” e “excessiva centralização” na gestão da ministra. A assessoria de imprensa da AGU, questionada sobre as afirmações, ainda não enviou manifestação sobre o tema.

Nas palavras dos procuradores federais Carlos Marden e Vilson Vedana, que assinam o ofício, a realização de sessões em sigilo sobre o auxílio-moradia na câmara de conciliação está “aumentando ainda mais a exposição institucional por dar margem a especulações quanto à motivação do procedimento”.

A câmara de conciliação sobre auxílio-moradia foi instalada após decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Ações que tratam do tema seriam julgadas em março no STF, mas o ministro as retirou da pauta e encaminhou para conciliação.

Estadão Conteúdo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. pereira disse:

    É só colocar uns dois tanques de guerra em frente há esse ninho de cobras e perguntar quem vota contra o povo.

  2. Carlos disse:

    Pouca vergonha desses falsos moralistas, a ambição nao temn limites para essa turma que ja ganha o que nem merece (salarios em media de 40mil com artificios que burlam o teto).
    O congresso tem que ser cobrado para acabar as ferias de 60 dias, licença premio com folga de 90 dias, sao exemplos das regalias injustificaveis…
    É muita farra no judiciario e ministerio publico, FIM DE REGALIAS JA!!!

  3. Daniel disse:

    Bando de covardes!
    Imundos coniventes com a imoralidade e a desordem nesse Pais.
    Muito suspeito!

COMENTE AQUI