Projeto isenta servidores do pagamento de multas e juros dos tributos estaduais

alFoto: João Gilberto

A isenção do pagamento de multas e juros dos tributos estaduais pelos servidores público do Estado foi um dos destaques entre as 15 matérias analisadas e votadas hoje na reunião da Comissão de Justiça e Redação (CCJ) realizada na manhã desta terça-feira (6). O Projeto de Lei 119/16, de autoria do deputado Tomba Farias (PSB), aprovado por unanimidade, vai beneficiar os servidores da administração estadual que estiverem com seus rendimentos em atraso.

“Esse é um projeto de cunho social muito importante para os servidores do Estado, principalmente no momento de crise econômico-financeira. O Projeto autoriza o Poder Executivo a isentar de multa os servidores que estão com o pagamento dos tributos em atraso”, afirmou o relator da matéria, deputado Albert Dickson (PROS).

Em sua justificativa, o deputado Tomba Faria escreveu que “o atraso do pagamento dos servidores estaduais já entra no terceiro mês consecutivo sem que o Governo repasse a correção monetária aos servidores, também prevista na Constituição Estadual, quando não efetuado o pagamento no último dia do mês trabalhado”. A matéria segue agora para a Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho e posteriormente ao plenário da Assembleia Legislativa para votação final.

Das 15 matérias discutidas e votadas pelos deputados da CCJ, 10 foram aprovados, uma foi baixada em diligência, duas tiveram pedido de vista e duas consideradas inconstitucionais.

Participaram da reunião os deputados Albert Dickson, Galeno Torquato (PSD), Kelps Lima (Solidariedade), Márcia Maia (PSDB) e Carlos Augusto (PSD).

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dani disse:

    Totalmente inconstitucional.
    Estão apenas jogando pra plateia.

  2. beto costa disse:

    Esses srs estão se superando!!!!! Como é que é? isentar dessa forma uma parcela da sociedade? Onde fica a igualdade quanto as obrigações tributarias? Absurdo, demagógica da pior espécie…

  3. Sales disse:

    O Contribuinte não consegue mais pagar o principal, imagine juros e multa. Entendam, o empresário hoje se financia com o dinheiro dos tributos, pois pegar dinheiro em banco é suicídio.

  4. TCE-RN disse:

    Melhor seria não chegar a esse caos.

COMENTE AQUI