Regulamentação da vaquejada garante manutenção de 700 mil empregos no Brasil

Principal defensor da regulamentação da vaquejada no Brasil entre os deputados federais do Rio Grande do Norte, Beto Rosado (PP) comemorou a aprovação, nessa quarta-feira (10), da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 304/17, que regulamenta a vaquejada como esporte cultural brasileiro, pela Câmara Federal, em primeiro turno, com 366 votos favoráveis.

Segundo Beto, a regulamentação da vaquejada garante a manutenção de cerca de 700 mil empregos, que são gerados pela cadeia produtiva mantida pelo esporte. Ele também destacou que a legislação formulada pela Câmara garante a melhoria das condições de realização da prática esportiva, com medidas que resguardam o bem estar dos animais.

“A aprovação da PEC foi uma vitória dos vaqueiros, dos potiguares, dos veterinários, de todos os trabalhadores que sobrevivem da atividade e, acima de tudo, do nosso Nordeste, que não terá que ver sua cultura ser exterminada por uma decisão do Supremo”, declarou Beto.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dj Vento disse:

    Quem quer acabar com a vaquejada, não é do nordeste, nem entende a importância que a prática tem para a região em termos culturais e de emprego. Com informações distorcidas ou pontuais de maus tratos nos animais resolveram acabar com o evento, felizmente o bom senso prevaleceu.

  2. guilherme disse:

    tem todo o nosso apoio da sociedade a vaquejada gera empregos e renda em todo o BRASIL vamos da um cala boca nesses ambientalistas de merdas

COMENTE AQUI