Retomada do comércio já atinge cidades que somam 45% da população do RN e 23 prefeituras não seguiram decreto do Governo do Estado

Aproximadamente 1,5 milhão de habitantes do Rio Grande do Norte estão em cidades que reabriram gradualmente as atividades econômicas ao longo desta semana. Os municípios que concentram os maiores contingentes dessa parcela da população que pode acessar o comércio e alguns tipos de serviços são Natal, Mossoró e Parnamirim, coincidentemente as três maiores cidades do Estado. Segundo um levantamento feito pelo Governo do Estado, 23 Prefeituras não seguiram as recomendações de adiar para o dia 14 a segunda fração da reabertura. O número de pessoas em cidades com decretos mais flexíveis corresponde a cerca de 45% da população do RN, estimada em 3,5 milhões de pessoas em 2019, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Somente Natal, Mossoró e Parnamirim somam 1.442.969 habitantes, mas a segunda fração também foi adotada por cidades como Caicó, que possui 67,9 mil habitantes; São José do Mipibu, com 43,1 mil habitantes; e Santa Cruz, com 39,5 mil habitantes. Essas cidades publicaram decretos municipais ao longo da semana com a liberação de serviços não essenciais.

Nesta sexta-feira, 10, a governadora Fátima Bezerra afirmou que a adesão às recomendações do governo estadual foi adotada “pela maioria esmagadora” das cidades do Rio Grande do Norte e citou a região metropolitana de Natal como referência. Com exceção de Natal e Parnamirim, os municípios de Macaíba, Extremoz, São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim adiaram a abertura da segunda fração para o dia 14 de julho.

Para ler a reportagem completa é só clicar aqui: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/coma-rcio-reabre-para-1-5-milha-o-de-habitantes-do-rn/484472

TRIBUNA DO NORTE