‘Se tiver algo errado, que paguemos a conta’, diz Bolsonaro, sobre ex-assessor do filho Flávio

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), admitiu na noite desta quarta-feira que está disposto “a pagar a conta” caso a investigação aponte irregularidade na movimentação de R$ 1,2 milhão entre 2016 e 2017 de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio Bolsonaro. Bolsonaro disse que o caso “dói no coração”, porque, segundo ele, “o que tem de mais firme (em seu projeto de governo) é o combate à corrupção”.

– Se algo estiver errado, comigo, meu filho ou o Queiroz, que paguemos a conta desse erro. Não podemos comungar com erro de ninguém – disse Bolsonaro, em um pronunciamento ao vivo pello Facebook, que druou 16 minutos.

Queiroz é citado em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) anexado à Operação Furna da Onça, que prendeu deputados estaduais do Rio. O volume de recursos movimentados em sua conta bancário foi considerado atípico. Entre as movimentações que constam do relatório está um cheque de R$ 24 mil pagos à nova primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Na transmissão no Facebook, o presidente eleito, no entanto, reafirmou que nem ele, nem o filho ou o assessor são investigados. Bolsonaro disse que Queiroz será ouvido na próxima semana. O Ministério Público do Rio de Janeiro está investigando o caso após a divulgação do relatório do Coaf, que identificou a movimentação atípica na conta do ex-assessor do deputado estadual Flávio, filho do presidente e senador eleito.

– Dói no coração da gente? Dói. O que temos de mais firme é o combate à corrupção – disse.

Bolsonaro só falou sobre o Coaf ao final da transmissão e classificou a investigação como “um problema pela frente.” O presidente eleito, no entanto, disse que ele e o filho não são investigados. E afirmou que o ex-assessor esclareça a movimentação na próxima semana, quando for ouvido pela Justiça.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Che disse:

    Simples assim, corruptos de longa data, parceiros de Cabral e pezão!!

    • Tião disse:

      Lembra-se das magens que luladrão e dilmanta junto com Cabral, lembre-se que o pt é o maior corrupto suspeito descoberto pelo COAF na ALRN

    • Tião disse:

      Da ALRJ

  2. RinaldoFeijo disse:

    Certo, que venham as reclamações incoerentes. Estaremos num jogo de xadrex eterno. Os que perderam as eleições estarão agudamente tentando relacionar o que podem atingir a família do Bolsonaro.

  3. Rocha neto disse:

    A atitude do Presidente eleito e diplomado não poderia ser diferente, pois se pretende moralizar e acabar com a zorra total do nosso país, claro que o dever tem que começar de dentro de sua própria casa. Já estava começando a ficar incrédulo diante os fatos, mais depois deste pronunciamento volto a criar esperanças. Acho até que o Presidente eleito já tem conhecimento e consciência do erro cometido, se o coração dele está doendo imagine a consciência e o senço de culpa do filho como está, sendo o primeiro a tentar macular a imagem integra de um pai que logo mais será a maior autoridade do país, tendo realizado um projeto de campanha eleitoral com lizura. Se o senador eleito Flávio Bolsonaro, errou que pague pelo pecado cometido, e que saiba aceitar tudo aquilo que o seu pai como Presidente do Brasil lhe impuser respaldado na Constituição e na justiça do nosso Brasil que urge por justiça. É isto que o povo brasileiro espera, e para isso elegeu Bolsonaro como seu presidente. E por ironia é o pai de Flávio. Que Deus tenha compaixão do nosso país.

    • Crítico disse:

      Não é por ironia q Jair é pai de Flávio. A família bolsonaro se colocou como os isentos de corrupção. Os eleitores dele, se constatado o crime (não apenas erro), foram enganados. A questão não é doer ou não no coração, a questão é cometeu se ou não um crime? E se houve é justa a indignação e a luta dos cidadãos clamando pela prisão dos envolvidos. Ou para Lula a penalidade deve ser a prisão e pros bolsonaros servirá apenas a manifestação de que o coração dói!?

  4. Eu disse:

    Dói sim, mas no coração dos cariocas e dos brasileiros. Conta outra!

COMENTE AQUI