Segurança mais recua do que avança em 1º ano de Bolsonaro, aponta Instituição

Foto: Divulgação/EBC

Apesar da manutenção da tendência de queda dos homicídios, o primeiro ano da segurança pública sob a presidência de Jair Bolsonaro foi marcado por uma sucessão de propostas legislativas e poucas ações práticas.

Os exemplos estão no pacote anticrime, no vaivém de oito decretos de armas, na lei que prioriza internação compulsória de usuários de drogas e no texto que tenta emplacar o excludente de ilicitude —mecanismo que exime policiais que matem em serviço de responderem à Justiça.

Balanço do Instituto Sou da Paz considerou que houve mais retrocessos do que avanços na área. De 24 medidas anunciadas, 15 devem ter impacto negativo na avaliação da entidade; 6 são vistas como positivas e 3 ainda não têm efeito claro.

Leia a matéria completa AQUI

Folha de SP

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papa Jerry Moon disse:

    Fake.

    • RMS disse:

      SEGURANÇA SÓ NÃO DIMINUI NO NOSSO RIO GRANDE DO NORTE, QUE TODOS OS DIAS ASSISTIMOS CASOS DE ASSALTOS, ARROMBAMENTOS, ROUBOS DE CARRO, E NADA ABSOLUTAMENTE NADA E FEITO.

  2. Silva disse:

    A segurança não avançou mesmo com apreensão record de drogas e redução da criminalidade?? Então tem que apelar pro paredão.
    Paredão já!!

  3. Clodoaldo disse:

    Falha de São Paulo,….. claro.

COMENTE AQUI