Sesap deixa empresa com sete faturas abertas e prefere contratar outra para fornecimento de serviço de ambulâncias

Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) fez chamamento público no valor total de oito milhões em seis ambulâncias enquanto tem uma divida com empresa Protásio locação, que fornecia este serviço para o governo do Estado, com sete faturas em aberto. Por consequência, a prejudicada deixou de realizar o fornecimento por falta de pagamento.

A queixa da empresa é que o Governo do Estado preferiu fazer uma contratação nova do que pagar o que devia pelos serviços prestados pela empresa.

Governo do Estado contrata empresa de serviço de transporte sanitário

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), concluiu o chamamento público emergencial para contratação de empresa para prestação de serviço de transporte sanitário em ambulâncias. A vencedora foi a empresa Serv. Saúde Eirelli que inicia a prestação dos serviços nesta segunda-feira (6).

O contrato emergencial terá duração de seis meses e se fez necessário diante do aumento expressivo da demanda, causada pelos efeitos e impactos da pandemia da Covid-19, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192 RN) que passou a atuar acima de sua capacidade. O valor mensal estimado da contratação é de R$ 1.424.016,00.

A contratação inclui até seis ambulâncias, equipe de profissionais, materiais de proteção individual e equipamentos para oferecer suporte avançado de vida (SAV) e garantir a transferência dos usuários com sintomas graves da infecção humana causada pela Covid-19, sendo a remuneração mediante efetivo uso do transporte de pacientes. Caso necessário, o contrato poderá ser prorrogado por sucessivos períodos, enquanto durar a emergência em saúde no Rio Grande do Norte.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jotaerre disse:

    Mt suspeito

  2. Luciano Brito disse:

    Desgraça total.

  3. Pacheco disse:

    Não é só de transporte, é qualquer fornecimento para o Estado, fornecemos equipamentos para o SAMU a mais de um ano e não tem dinheiro para pagar, como pode?

  4. Acosta disse:

    Quem tiver sua empresa de prestação de serviço de transporte, que pense duas vezes em fazer contrato com o Estado. O melhor é receber antecipado,pra evitar calote é aborrecimentos. Esse governo só sabe é mentir e ter muita conversa mole.

  5. Edilson disse:

    Deixar ver se eu entende, existe uma demanda reprimida no transporte de paciente com covid-19 e em vez de aumentar a frota o governo troca de empresa, isso que dizer que vai continua com a demanda reprimida???

  6. duendevermelho disse:

    Se não está pagando a empresa das ambulâncias, no mínimo é pq não estão trabalhando!

    É isso Fátima??? O Estado não tem doentes???

    Dinheiro pra pagar respirador que não chega nunca têm, mas pra pagar os serviços de ambulâncias que não devem estar parando de trabalhar um dia se quer não tem!

    Esse secretário de saúde é mais incompetente que essa governadora !

    Os dois são péssimos gestores!

COMENTE AQUI