Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid-19 de 94,8%

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 94,8%, registrada no fim da manhã desta segunda-feira (26). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 653.

Até o momento desta publicação são 19 leitos críticos (UTI) disponíveis e 348 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 87 disponíveis e 305 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 96% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 99% e a Região Seridó tem 77,5%.

Opinião dos leitores

  1. Por que a governadora Fátima do PT não aplicou o dinheiro que recebeu do governo Bolsonaro na abertura de novos leitos? Fez o que com o dinheiro? Se faltam leitos, a culpa é da governadora. Teve muito tempo e dinheiro para evitar essa situação.

  2. Por isso essa reabertura está errada. Não existe a menor possibilidade de abrimos como foi feita, com 95% de ocupações de leitos. O correto é segurar o distanciamento até junho ou que todos acima de 60 anos estejam imunizados. Infelizmente estão politizando as vacinas. Era certo que chegaríamos ao estado de bagunça e calamidade com falta de vacinas quando o ministério da saúde mandou usar reservas da segunda dose como aplicação na primeira, apenas para levar o número de vacinados, não levando em consideração que o importante é a imunização, coisa que só se consegue após a segunda dose. O que podemos ter? Um risco das primeira doses tomadas não servirem se não tomar a segunda. Isso é irresponsabilidade, como foi tratada desde o primeiro momento pelo governo federal e alguns governadores e prefeitos. Essa abertura hoje, é irresponsabilidade de quem autorizou e precisam ser responsabilizados por isso. Daqui a trinta dias estaremos com 150, 200 pessoas a espera de UTIs. Espero e torço para estar enganado

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ceará-Mirim permanece como zona segura de Covid, aponta novo relatório da Sesap

Foto: Divulgação

O novo relatório divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública, finalizado na última terça-feira (20), aponta Ceará-Mirim novamente como zona segura de Covid-19. Os dados levam em conta nove variáveis: óbitos, internações, testes, casos ativos, entre outros.

De acordo com o documento, produzido em conjunto com a UFRN, os municípios são classificados com notas de 1 (melhor avaliação, destacado em verde no mapa) e 5 (pior avaliação, vermelho no mapa).

Os números colocam Ceará-Mirim pela sexta semana consecutiva em queda nos números de Covid. No dia 14 de abril, a Sesap já havia divulgado que a cidade tinha a menor taxa de transmissibilidade entre 25 municípios da região do Mato Grande.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FALTA DE VACINAS: Sesap diz que Natal não seguiu orientações, e que não há registro de problema similar em outros municípios do RN

A respeito de informações sobre a responsabilidade do Governo do Estado quanto à falta de vacinas e consequente suspensão da vacinação contra a Covid-19 em Natal, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) assegura que distribuiu todas as doses entregues pelo Ministério da Saúde aos municípios. E diz o seguinte em nota:

“Cabe esclarecer que o município de Natal usou parte das doses que o Ministério da Saúde orientou que fossem destinadas exclusivamente à segunda dose (D2) para vacinar pessoas com a primeira dose (D1). De maneira que a cada nova remessa recebida pelo município há uma lacuna, pois parte desses imunizantes foi usada em público não recomendado para aquele momento.

Não há registro de problema similar em outros municípios do Rio Grande do Norte. O município de Natal não seguiu as orientações da Nota Informativa nº 15 que, de forma clara e objetiva, deu conhecimento que o maior volume de doses recebidas naquele momento destinava-se à D2. Utilizá-las como D1 acarretaria, inevitavelmente, este problema.

A Sesap, tão logo recebe os imunizantes encaminhados pelo Ministério da Saúde, faz a distribuição aos municípios, como o fez no caso de Natal. E, nesse sentido, todas as doses que cabiam ao município foram devidamente entregues.

Ressalta, oportunamente, que o Governo do Estado não mantém estoque de imunizantes destinados à segunda dose no que se refere à 7ª Regional de Saúde, relativa à Região Metropolitana de Natal. Há, em estoque, apenas a reserva técnica, assim como orienta o Ministério da Saúde. A Sesap está discutindo com a Câmara Técnica de Vacinação a possibilidade de disponibilizar parte da reserva técnica para Natal, para não deixar idosos e profissionais de saúde sem completar o esquema vacinal por erro do município”.

Opinião dos leitores

  1. Sei que o Prefeito, que é Médico, teve a boa intenção de aumentar o número de vacinados, o que foi om neste aspecto, porém, por outro lado, cometeu um grave erro pois ele sabia que pra se tomar a 2a dose da vacina existe um prazo máximo, e este prazo já ultrapassou pra muitos pessoas (idosas e da saúde). O pior é que ninguém sabe se quando essa população for atendida com a 2a dose se vai ter efetividade de resultado.

  2. Pessoas vindo do interior estão tomando vacina em Natal. Basta olhar a quantidade pequenos ônibus que se aglomeram nas proximidades do “Palácio dos Esportes”, particularmente na rua Floriano Peixoto.

  3. Que fique claro o comentário quanto a falta sa 2 dose dizendo que é muita irresponsabilida brincar com a vida humana refere-se a Prefeirura dw Natal

  4. O governo federal já distribuiu 54 milhões de vacinas para os Estados . Até agora só utilizaram 33 milhões. Fica a ?

    1. Verdade, mesmo atrasado o governo federal está tentando reverter o quadro, porém o jogo é bruto, e a turma do quanto pior melhor estão escondendo as vacinas. Era pra prender e fuzilar essa cambada de fdp que estao brincando com a vida dos outros.

  5. Nessas contas tem alguma coisa errada, pois cerca de 200 mil vacinas não aparecem??????
    O governo federal diz que entregou, o do estado recebeu e diz que distribuiu ,os municípios diz que estão aplicando as vacinas. Alguém ta mentindo nessa história. Natal é o maior exemplo. Enquanto em joao pessoa já vacinou o pessoal de 60 anos a cerca de um mês, aqui em Natal não diminui de 63 anos. Tem algum ou alguns criminosos mentindo nessa história e com isso o número de mortes não cai de jeito nenhum. O MP e a PF tinham que investigar e pegar esses genocidas.

  6. Foi exatamente o que aconteceu.Muita irresponsablidade brincar com a vida humana

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap vacina indígenas da etnia Warao refugiados venezuelanos em Natal

FOTO: SESAP/ASSECOM

A vacinação dos indígenas da etnia Warao refugiados em Natal iniciou na manhã da quinta-feira (01/04), às 9h.

Foi montado um espaço especial no Centro de Acolhida e Referência para Refugiados, Apátridas e Migrantes (CARE/RN) para a coleta de dados dos Warao e para a vacinação, que ocorreu sem filas.

Ao todo, foram vacinados 50 refugiados indígenas venezuelanos Warao, que receberam a dose do imunizante de Oxford.

A vacinação é parte da etapa atual do Plano Estadual de Imunização, voltada às populações em situação de vulnerabilidade. A ação atende à Recomendação nº 04/2021, de 2 de março de 2021, do Comitê Estadual Intersetorial de Atenção aos Refugiados, Apátridas e Migrantes do Rio Grande do Norte (CERAM/RN), que recomendou aos órgãos estadual e municipais de saúde de Natal e Mossoró a inclusão da população refugiada venezuelana como grupo prioritário, assim como os indígenas nacionais, por se encontrarem em situação de maior vulnerabilidade em relação à transmissão do vírus e ao desenvolvimento de complicações graves da COVID-19.

A ação contou com a participação e apoio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através do Distrito Sanitário Sul e Consultório na Rua, do CERAM/RN, da Secretaria Municipal de Igualdade Racial e Direitos Humanos (SEMIDH), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e do Mandato da Vereadora Divaneide Basílio.

Além de Natal, o município de Mossoró recebeu 50 (cinquenta) doses para vacinar a população refugiada venezuelana indígena Warao.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap realiza testagem sorológica em servidores da educação do Estado e municípios

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) dará início a testagem sorológica dos servidores públicos estaduais, cargos comissionados, terceirizados e estagiários da secretaria estadual e municipal de educação que estarão retornando as atividades presenciais, além da realização de RT-PCR para o público-alvo sintomático, seguindo as orientações e recomendações do Plano de Operacionalização de Testagem Sorológica desenvolvido pela Sesap.

A realização da sorologia visa detectar a presença de anticorpos contra o novo coronavírus (SARS-COV-2), objetivando a determinação qualitativa de anticorpos de IGM e IGG para a Covid-19, sendo a Imunoglobulina M mais associada à exposição recente ao vírus e a Imunoglobulina G à exposição mais tardia. Nesse sentido, é necessário que o trabalhador esteja assintomático no momento da coleta da sorologia e que o exame seja colhido após o 14º dia do início dos sintomas.

A testagem sorológica ocorrerá inicialmente entre os dias 08 e 30 de abril para os servidores da região metropolitana e regionais de João Câmara e São José de Mipibú. Logo sem seguida, será estendida para os demais servidores públicos da educação das outras regionais, contemplando os 167 municípios do Rio Grande do Norte. Vale ressaltar que, cada município deve responsabilizar-se pela testagem dos trabalhadores residentes em seu território.

Os testes deverão ser realizados em servidores ativos, cargos comissionados, terceirizados e estagiários da secretaria estadual e municipal que retornarão ao trabalho, de acordo com a disponibilidade de testes nos seguintes casos:

• Trabalhadores que apresentaram sintomas de síndrome gripal nos últimos 6 meses, estão assintomáticos há pelo menos 14 dias e que não realizaram nenhum exame diagnóstico (RT-PCR, teste rápido e sorologia);

• Trabalhadores que apresentaram sintomas de síndrome gripal nos últimos 6 meses, estão assintomáticos há pelo menos 14 dias, realizaram exame diagnóstico (RT-PCR, teste rápido e sorologia) com resultado negativo;

• Trabalhadores assintomáticos que não possuam previamente resultado positivo para detecção do vírus SARS-COV-2 através da técnica RT-PCR, teste rápido ou sorologia.

Opinião dos leitores

  1. Eu quero sim fazer o teste. É muito importante no retorno ao trabalho. Parabéns a equipe responsável.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap mantém distribuição de vacinas durante Semana Santa

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vai manter a entrega de doses das vacinas contra a covid 19 durante o período da semana santa, com objetivo de manter o ritmo de aplicação das doses na população.

Para isso, a Sesap solicita aos municípios que mantenham a continuidade de todas as ações em torno da vacinação para que não haja descontinuidade da campanha e o estado continue avançando na imunização dos grupos prioritários.

Opinião dos leitores

  1. O pessoal só vai se baixarem as idades de vacinação , acredito que vcs já vacinaram todos seus apaniguados que anteriormente não tenham direito e agora conseguiram, então por favor baixe as idades e vamos vacinar quem realmente tem direito acima dos 60 anos.

  2. Vacina continua na faixa etária de 69 anos. Está parada nessa faixa etária. Se tivesse avançado de terça-feira para hj estaria talvez vacinando a faixa de 65 anos para baixo.

  3. Lamentável a postura do prefeito e do secretário de saúde de Natal, desvirtuando da determinação do Ministério da Saúde, em priorizar o grupo de idosos. Estamos há muitos dias paralisados em 69 anos , sem haver por parte desses representantes, quaisquer explicações. Cadê as autoridades competentes, para cobrarem uma posição. Isto caracteriza improbidade administrativa , passível também de ação penal. Praticamente todos os municípios brasileiros, estão vacinando faixa etária em torno de 64 anos. Exemplo João Pessoa, que já está vacinando na faixa etária de 60 anos. O grupo da faixa etária de 60 anos acima , exige explicações. Em eleições, teremos retorno

  4. A SESAP era pra pagar aos polícias que estão fazendo segurança das vacinas na suas folgas( Diárias operacional) desde de janeiro e ainda não pagaram até hoje.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap detalha os leitos covid disponíveis e que irão abrir no RN; confira

Foto: Ascom/Sesap

O Governo do Estado e a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), em articulação com os municípios, aumentou em 55% o número de leitos de UTI Covid no Rio Grande do Norte desde o dia 17 de fevereiro até o momento. Foram abertos 134 novos leitos críticos de UTI, sendo que apenas em março foram 74 leitos de UTI e 69 clínicos. O planejamento do estado é de que mais 91 leitos sejam disponibilizados nos próximos dias, sendo 71 de UTI.

Hoje, o RN conta com 804 leitos cadastrados no Regula RN, todos exclusivos para atendimento Covid.

Confira os leitos disponíveis abertos e os que irão abrir:

Região Metropolitana

– Hospital Alfredo Mesquita em Macaíba: em funcionamento 10 de UTI e foram abertos 8 leitos clínicos ✔

– Hospital Giselda Trigueiro: 11 leitos de UTI foram abertos na expansão e hoje são 35 no Regula RN ✔

– Hospital Coronel Pedro Germano (Hospital da Polícia): 10 leitos de UTI em expansão, foram abertos 5.

– Hospital João Machado: previsão de expansão de 40 leitos de UTI e 10 clínicos . Hoje o hospital tem 35 leitos abertos de UTI e 15 clínicos, serão 75 leitos críticos e 25 clínicos com a expansão que contará com 100 leitos de atendimento Covid.

– Hospital de Campanha de São Gonçalo: 10 leitos de UTI e 10 leitos clínicos ✔

– Hospital Belarmino Monte – 10 de uti e 10 clínicos ✔

– HUOL – 16 de uti e 4 clínicos ✔

Oeste

– Hospital Rafael Fernandes: 16 leitos clínicos, no momento com 10 leitos de UTI e 21 clínicos. Serão abertos mais 5 leitos clínicos ✔

– Hospital Regional Tarcísio Maia: 11 abertos e serão abertos ainda mais 2 leitos de UTI ✔

– Hospital São Luiz: 10 leitos de UTI ( atualmente com 50 leitos de UTI) e mais 10 leitos clínicos ✔

– Hospital da Liga Mossoroense: 12 leitos de UTI com previsão de abertura

– Hospital Regional Dr. Aguinaldo Pereira Silva (Caraúbas): 5 leitos clínicos e 2 leitos de suporte ventilatório ✔

-Hospital Regional Hélio Marinho (Apodi): abertos novos 2 leitos de uti e 7 leitos clínicos, atualmente dispondo de 5 de UTI e 15 leitos clínicos, previsão de abertura de mais 10 clínicos.

Seridó

– Hospital Regional Telecila Freitas Fontes (Caicó): 5 leitos críticos. Atualmente dispondo de 35 leitos de UTI e 13 leitos clínicos. ✔

– Hospital Regional Mariano Coelho (Currais Novos): 2 leitos clínicos abertos, dispondo atualmente de 5 leitos de uti e 9 clínicos. ✔

Mato Grande

– Hospital Regional Josefa Alves Godeiro (João Câmara ): prevista abertura de novos 4 leitos críticos. Atualmente dispõe de 5 leitos de UTI, 11 leitos clínicos e 3 leitos de suporte ventilatório pulmonar.

Potengi

– Hospital Regional Monsenhor Expedito (São Paulo do Potengi): prevista expansão de 4 leitos críticos. Atualmente dispõe de 6 leitos de UTI e 10 leitos clínicos.

Agreste

– Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal (Santo Antônio): 6 leitos críticos abertos e previsão de expansão de mais 4 leitos

Alto Oeste

– Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade (Pau dos Ferros): 5 leitos críticos abertos, dispondo atualmente de 15 leitos de UTI e 10 clínicos, além de 3 leitos de suporte ventilatório. Previsão de abertura de mais 5 leitos clínicos.

Vale do Açu

– Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos (Assu): ampliou 6 leitos clínicos, dispondo atualmente de 10 leitos de uti e 6 clínicos. ✔

Leitos disponíveis no Regula RN: 816

374 críticos

442 clínicos

Opinião dos leitores

  1. Os leitos de Fátima genocida,
    São invisíveis.
    Fantasma.
    Só exister em propagandas.
    O povo ta morrendo em filas de esperas.
    Éssa a verdade.
    MP.
    Não está nem aí, muito dinheiro, salários altimos pra dormirem em berço esplêndido.
    É uma vergonha!!

  2. Os fechados na liga contra o cancer , enquanto infectados morrem a míngua e os cofres públicos abarrotados de verbas, enviadas pelo governo central. GENOCIDA descarada

  3. Só se for a tua Davi, por sinal ela até abomina esse negócio de filho, da forma que ela fez e faz, só vai ter uma corja de pisa sacos.

  4. Que informação mais confusa.
    Como se pode ver cidades importantes como currais novos, apodi, Caraúbas praticamente não têm leitos.
    E nessa notícia a "previsão" é abertura pingada de 5 leitos.
    No DF, o governador vai abrir 300 leitos e não de 5 em 5 enquanto a população morre esperando depois Fátima e seus discípulos tentam jogar o sangue em Bolsonaro.
    Esquerdista é bicho cara de pau.
    Mentem tanto que acreditam nas próprias mentiras…

  5. Mas tem gente aqui q so quer hospital de campanha. Enquanto nao virem uma tenda com leitos de uti nao sossegam. Tem q ter uma tenda igual aquelas usadas pelos exercitos na guerra. Nao pode ser em hospital de alvenaria.

  6. A mesma conversa do ano passado!! Depois de fechar leitos, é só lembrar a denuncia do Prefeito de São Gonçalo

    1. E você, ou come no prato dela ou é um débil mental. E TENHO DITO!!!

    2. Davi, Fátima e Maduro agradecem seu empenho.
      Amanhã passe no comitê para pegar mortadela.
      Chegou novo lote hoje.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid: em onze dias, situação agravou em 59% dos municípios do RN, alerta indicador da Sesap

O quadro de recrudescimento da pandemia do novo coronavírus no Rio Grande do Norte é evidenciado pelo monitoramento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parceria com a Universidade Federal do RN (UFRN) por meio do indicador composto. O resultado mais recente do acompanhamento técnico, que reúne dados como casos confirmados, ocupação de leitos e óbitos e dá uma pontuação entre 1 e 5 para cada cidade, aponta que entre os dias 11 e 23 de março o quadro da pandemia piorou em 59,3% dos municípios potiguares, o que representa 99 cidades.

Em outras 52 localidades (31,1%), a situação manteve-se estável, o que também representa uma situação de alerta, e em apenas 16 cidades (9,6%) os indicadores evoluíram positivamente. No levantamento anterior, 59 tinham apresentado uma piora no indicador, 81 estavam em estabilidade e 27 passavam por uma melhora.

Em termos populacionais, o indicador aponta que 86,9% dos moradores do RN – aproximadamente 3,07 milhões de pessoas – vivem em municípios que estão na faixa amarela ou vermelha, que representam situação de alerta.

A situação apresentada pelo indicador composto demonstra a necessidade da aplicação de medidas de distanciamento social, como o recente decreto emitido pelo Governo do Estado e que segue em vigência até o início de abril. Os dados mostram que na Região Metropolitana de Natal, área com maior concentração populacional no estado, nenhum município apresentou melhora no quadro desde a divulgação do último balanço de monitoramento, em 12 de março. Situações semelhantes apresentam-se em regiões como o Vale do Açu, que não teve cidade evoluindo positivamente, e do Seridó, com apenas uma localidade em quadro de melhora dentre as 25 monitoradas na região.

A análise por população em cada uma das 8 regióes de saúde avaliadas pelo estudo também mostra como a situação segue em quadro de alerta. Apenas no Alto Oeste, que tem como referência a cidade de Pau dos Ferros, que a situação apresenta-se: 47% da população está em “sinal verde” (pontuação 1 e 2 do indicador composto). O inverso apresenta-se na Região Metropoliana, em que 100% da população está em “sinal amarelo” (pontuação 3 e 4), seguida do Vale do Açu (95,2%), Seridó (91,7%), Agreste (83,7%), Oeste (79,8%), Mato Grande (74,3%) e Trairi/Potengi (72,6%).

A pontuação do indicador composto ainda aponta que todas as oito regiões de saúde estão com uma variação acima da média para o percentual diário de casos, com destaque para o Agreste em “sinal vermelho” (pontuação 5), a internação em leitos críticos, em vermelho na Região Metropolitana e no Vale do Açu, e na taxa de casos ativos, com alerta máximo em quatro áreas e pontuação 4 nas demais.

O que é o indicador composto

O indicador composto é uma construção coletiva entre a equipe da Sesap, o Comitê de Especialistas e a UFRN, sob a coordenação do professor Kênio Lima. O estudo permite o mapeamento da evolução semanal de casos por município e assim ter um monitoramento da pandemia em todo o estado. O indicador vai de 1 a 5, onde 1 é a melhor situação e 5 a pior. Foram usadas cores alusivas aos semáforos de trânsito, sendo o 1 e 2 em dois tons de verde, o 3 e 4 em dois tons de amarelo e o cinco em vermelho.

O estudo reúne nove variáveis que traçam um olhar mais apurado sobre a situação de cada município e um escore que mostra a evolução a cada semana. Os dados servem de subsídio para a tomada de decisões na gestão da pandemia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Secretaria de Saúde do Estado esclarece contratação de pesquisa por R$ 2 milhões realizada em 8 municípios e que entrevistou 20 mil pessoas

A realização do inquérito sorológico no Rio Grande do Norte segue um padrão de trabalho no enfrentamento à pandemia. O trabalho serve para identificar a quantidade de pessoas infectadas pelo coronavírus no estado e mostrar o comportamento da pandemia em todas as regiões do estado, norteando as ações de vigilância epidemiológica feitas pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parcerias com os municípios. Diversos estados fizeram pesquisas semelhantes ao longo de 2020 e 2021, como São Paulo, Espírito Santo, Maranhão e Paraíba, alguns locais destes fazendo mais de uma pesquisa ao longo dos meses.

A pesquisa foi finalizada e apresentada ao público no dia 12 de março de 2021 e mostrou dados que, entre outros pontos, reforçam a importância do distanciamento social. Segundo a pesquisa com mais de 20 mil potiguares, a prevalência do vírus entre os que não adotaram o distanciamento social é significativamente maior (12,7%) em comparação com os que adotaram total ou parcialmente (7,2%).

O processo de planejamento do inquérito sorológico do RN foi iniciado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no mês de julho de 2020, como pode ser consultado no processo SEI n° 00610682.000050/2020-48. A contratação do Instituto Piauiense de Opinião Pública foi feita dentro da previsão legal disposta na lei n° 13.929/2020, no decreto estadual n° 29.513/2020 e a Lei de Licitações (n° 8666/1993)

Os resultados da pesquisa, realizada ao longo de todo o mês de janeiro em oito municípios potiguares, foi apresentada em coletiva de imprensa realizada no dia 12 de março de 2021. As projeções populacionais feitas pelo estudo apontam que 230 mil pessoas no Rio Grande do Norte já tiveram contato com o coronavírus.

Foram analisados oito municípios com sede de regionais de saúde no Estado: Pau dos Ferros, Mossoró, Assú, Natal, João Câmara, São José do Mipibu, Santa Cruz e Caicó. No total, 20.234 pessoas no estado foram entrevistadas e examinadas com testes rápidos. Foram contratados 160 pesquisadores que atuaram em campo.

Os resultados apontaram que 6,5% da população investigada apresentou anticorpos para a Covid-19. As maiores prevalências foram em Caicó (12,3%) e Pau dos Ferros (12,7%) e a menor em São José de Mipibu (5,3%).

As maiores prevalências aparecem nos grupos etários acima de 45 anos. Com relação ao sexo, as prevalências são praticamente iguais. Em relação à raça/cor autorreferida, a prevalência é maior em negros (6,9%) em comparação com brancos (5,6%).

Confira as publicações no DOE sobre o assunto:

http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20201117&id_doc=703266

http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20201209&id_doc=705941

http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20210225&id_doc=714182

Opinião dos leitores

  1. I povo morrendo sem Assistência e Fátima torrando o dinheiro com pesquisas.
    Instituto do Piauí do governador amigão de Fátima.
    Esse dinheiro precisava ser rastreados.

  2. Resumo… Palhaçada o que fazem com o dinheiro público. Ano que vem tá chegando… 2 milhões.

  3. Isso a achar que povo do RN é abestalhando , que resposta mais fuleira foi esta … Outra coisa tinha ser exatamente numa empresa do Piaui , onde o PT e aliado do sem caráter de lá , aqui no RN não tem pessoas capacitadas ???
    A comedora de bokus e seus parças estão a tudo valor , gastando dinheiro em vão esta ótimo .

  4. E agora em quem acreditar ? Os estudos científicos mundiais apontam que em torno de 80-85% das pessoas são assintomáticas, temos no RN em torno de 187.000 casos positivados por exames, se formos levar em consideração estes dados, de acordo com os estudos mundiais, o RN deveria ter entre 1.000.000 e 1.500.000 pessoas que se infectaram com o vírus ( sintomáticos e assintomáticos). Algum estudo esta errado ou ambos estão errados. Gostaria que o Comitê científico explicasse estes dados, pois eles neste mesmo programa falaram que em torno de 80 a 85 % das pessoas são assintomáticas.

  5. Isto é um verdadeiro absurdo – esse Cipri só sabe contratar pesquisa e consultoria da UFRN, órgãos de controle fiscalizem isto – falta recursos para tudo e na sesap cheio de pesquisadores e bolsistas que ganham mais que os servidores efetivos – um verdadeiro absurdo.

    1. Viva o Governo dos Petralhas !!!!
      Fatão cadeado tá demais KKKKK

    2. MP? Estão ganhando de R$100 a R$250 mil quando tem mês de farra dos penduricalhos… estão ocupados demais contando dinheiro. Vão mexer com o Executivo que tem o legislativo no bolso para quê? A sociedade vive em uma cilada criada por ela mesma.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CÂMARA MUNICIPAL DE NATAL: Vereadores se reúnem com Sesap para alinhar informações sobre a Covid na capital

Foto: Divulgação

Vereadores da Câmara Municipal de Natal, que formam a bancada de oposição, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (23) com o titular da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap/RN), Cipriano Maia, para compartilhar detalhes do que está sendo desenvolvido no âmbito estadual para o combate à Covid-19 na capital potiguar.

“Esse alinhamento é fundamental para que a gente monte uma brigada contra essa onda de Fake News e abordagens maliciosas que estão sendo produzidas e estão circulando na nossa cidade. Estamos vivendo uma enorme crise sanitária e esse tsunami de desinformação, na medida que atrapalha as ações de mitigação desse caos, também mata”, esclareceu a vereadora Divaneide Basílio, que articulou o momento.

O secretário ressaltou a importância dos parlamentares se inteirarem de cada ponto da estratégia desenvolvida pela Rede SUS no RN e colocou toda a estrutura de informação da pasta para esclarecimento de dúvidas e checagem de informações. “O governo do estado está usando todas as energias para conseguir mais vacina, abrir mais leitos de UTI e tomar medidas que garantam a vida da população potiguar. Mas, em Natal, o Executivo Municipal precisa avançar na construção de um alinhamento para que esse esforço se reflita na saúde dos natalenses”, comentou o secretário. Também estiveram presentes na reunião, as vereadoras Brisa Bracchi (PT) e Júlia Arruda (PCdoB), e o vereador Robério Paulino (PSOL).

Opinião dos leitores

  1. A vacinação em Natal está num ritmo semelhante as demais capitais,no entanto João Pessoa esta bem adiantada,estão sendo vacinados os acima de 64 anos.Tem que aumentar os intervalos ,os espaços logo.De 69 ate 73 anos.

    1. Em João Pessoa, o MP conseguiu uma liminar judicial que destinou parte das vacinas destinadas aos profissionais de saúde para a população idosa, por isso está mais rápido em relação à faixa etária. Em compensação, menos de 40% dos profissionais de saúde tinham sido vacinados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Em nota, Sesap diz que acusação do ex-vice-governador Fábio Dantas é ‘distorcida da realidade’

A Secretaria de Estado de Saúde Pública esclarece que a acusação de Fábio Dantas publicada em suas redes sociais nesta quinta-feira (18) e replicada por sites e blogs é distorcida da realidade.

A consulta pública pode ser feita em todos os estados brasileiros e todos os saldos são fixos, portanto é fundamental que existe um aprofundamento na informação repassada para alcançar o histórico dos valores. O Rio Grande do Norte tem um saldo, porém as dívidas deixadas pela gestão passada supera o saldo.

O vídeo publicado com o “passo a passo” para consulta dos recursos destinados ao Rio Grande do Norte em contas do Governo do Estado no Fundo Nacional de Saúde (FNS) e a acusação de que o governo não está utilizando o dinheiro para abrir leitos e combater a pandemia podem ser esclarecidos diante das seguintes informações:

O Fundo Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte recebeu no exercício de 2020, um total de Trezentos e Dezoito Milhões e Setecentos e Cinco Mil Reais (R$318.705.000,00) para o enfrentamento do COVID-19.

Desses R$318,7milhões, R$296,5 milhões são recursos Federais transferidos pelo Ministério da Saúde e Ministério da Economia (Programa Federativo de Enfrentamento à Covid-19), R$15,5 milhões são recursos do orçamento Estadual e R$6,7milhões são Doações efetuadas pelo Ministério Público do Trabalho, Tribunais Regionais Federais, Pessoas Físicas e jurídicas.

DESPESA

Desse montante, foram empenhados R$275,5 milhões de Reais, sendo, R$254,8 milhões com recursos federais (transferidos pela Ministério da Saúde) e Ministério da Economia (Programa Federativo de Enfrentamento à Covid-19), R$15,5milhões com recursos do orçamento Estadual e R$5,2milhões com recursos de doações.

Os contratos foram:

34,4milhões de Reais com contratos de Locação e Operacionalização de Leitos de UTI, sendo 10,5 milhões com contrato para gestão de 30 leitos de UTI a serem instalados no Hospital Colônia Doutor João Machado (20 leitos) e Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho (10 leitos), por 06 meses, com o Instituto Jurídico Para Efetivação da Cidadania e Saúde -AVANTE SOCIAL;

10 milhões com contrato de 20 leitos de UTI e 20 de enfermaria por 180 dias com a Liga Norte Rio Grandensse;

8,2 milhões com a contratação emergencial para incremento de leitos de UTI no município de Mossoró através da Associação de Proteção a Maternidade e a Infância de Mossoró –APAMIM

2,7 milhões com contrato de locação de equipamentos médicos e fornecimento de acessórios e insumos para implantar 10 (dez) leitos de UTI com fornecimento de serviços de RH (Enfermeiros e técnicos de enfermagem)para o Hospital Cel. Pedro Germano com a empresa MA Engenharia Clínica e Hospitalar;

1,6 milhão com contrato para gestão de sete leitos de UTI adulto e 10 leitos de retaguarda de enfermaria, por 06 meses, com o Natal Hospital Center S/A (Hospital Rio Grande);

1,4 milhões com contratação de nove leitos de UTI adultos e 10 (dez) leitos de retaguarda de enfermaria clínica para pacientes com suspeita de COVID e 10 leitos de Retaguarda de Enfermaria Clínica, por 06 meses, com a CLÍNICA ORTOPÉDICA E TRAUMATOLÓGICA LTDA –HOSP MEMORIAL SÃO FRANCISCO;

73,2 milhões de reais com Material Médico Hospitalar e Laboratorial, Medicamentos e Material de Limpeza e outros

Insumos

52,3 milhões de reais com contratação de pessoal temporário e outras despesas com pessoal da área da saúde;

29,1milhões de reais com EPI (Equipamentos de Proteção Individual);

22,6milhões de reais com mão de obra médica terceirizada (cooperativas e Pessoas jurídicas);

18,8 milhões de reais com aquisição de equipamentos hospitalares e laboratoriais

17,9milhões de reais com contratos de serviços de manutenção de equipamentos Hospitalares e Outros Serviços;

16,2milhões de reais com Transferências à Fundos Municipais de Saúde do RN;

9 milhões de auxilio financeiro aos hospitais filantrópicos Liga Norte Rio Grandense e Liga Mossoroense de Estudo e Combate ao Câncer em forma de auxílio financeiro(portarias do Ministério da saúde);

1,6 milhão com contratos com clínicas de diálise;

412 mil reais para prestação de serviço de 06(seis) transporte sanitário em ambulâncias com equipe de profissionais, materiais de proteção individual e equipamentos para oferecer suporte avançado de vida (SAV) e garantir a transferência dos usuários com sintomas graves da infecção humana causada pelo novo Coronavírus de 06/07/2020 a 31/12/2020.

372 mil reais com mão de obra terceirizada.

Opinião dos leitores

  1. Esse não foi vice do q atrasou 4 meses? Não foi esse q falou q o estado iria quebrar se não demitisse servidores? Só quer aparecer.

  2. fatão trancaruas eu só quero saber de uma coisa: O SALDO DA CONTA É REAL SIM OU NÃO simples assim sem "arrudeio" .

  3. Ô povo morrendo e o governo cheio da grana.
    Bate record de arrecadação todos os meses.
    Deveria no mínimo prestar contas a população.
    Mas nada de prestação de contas.
    Só agora depois que o sr Fábio Dantas desmascarou é que solta uma nota dessas querendo tapar o sol com uma peneira.
    Não dá!!
    Tá lá pra toodo mundo vê.
    O resto é mimimi de quem não presta contas a população.
    Essa semana o secretário de finanças soltou uma perola.
    Disse que não aumentaram a pauta dos combustíveis.
    Mentiu!!!!!!!
    Aumentaram sim.
    Governo além de incompetente, mentiroso.

  4. A Governadora Fátima Bezerra, está utilizando uma ferramenta Maquiavélica com o povo de RN: os bolsos cheios de dinheiro enviado pelo Govermo Federal, prefere divulgar que "os hospitais (com poucos leitos) estão superlotados", ao invés de criar mais leitos através de hospitais de campanha" , com a conivência de determinados órgãos da imprensa.

    1. Robinsom é Fábio Dantas deveria se candidatar a governanto e vice governanto da casa de Silvio Santos talvez eles ganharem com o apoio do filho e da nora de robinsom mas tem um porém não pode desviar e nem atrasar o salário dos funcionários da casa de Silvio kkkkkk

  5. Desmascarou a petralhada, os verdadeiros genocidas do RN. Dinheiro em caixa e os pacientes de covid morrendo a espera de leitos. É o que digo: esquerdalha é o pior que existe na face da terra.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

ATUALIZADO: Comitê Científico da Sesap recomenda fechar quase tudo; apenas os serviços essenciais abertos

Diante do aumento do número de internações e circulação de novas variantes do SARSCoV-2 no Rio Grande do Norte, o comitê de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) elaborou um documento com novas recomendações para o enfrentamento à pandemia da Covid-19 no estado.

As recomendações estão centradas na ampliação das medidas de isolamento social por 21 dias, no alerta para não utilização de medicação sem evidência científica para tratamento da Covid-19 e em manter o uso de máscaras de forma correta.

O documento do comitê de especialistas tem como objetivo servir de base para as tomadas de decisões do Governo do Estado no âmbito do controle da doença. Ele é resultado de uma discussão em web-conferência no dia 15 de março, na qual foi feita uma reavaliação dos riscos epidemiológicos e do sistema de assistência à saúde.

A análise leva em conta a tendência da epidemia da Covid-19 no estado medida pelo indicador composto e a análise dos dados assistenciais do Regula RN, que mede a taxa de ocupação de leitos críticos e clínicos em tempo real.

As novas recomendações emitidas consideraram o aumento do número de casos e óbitos por Covid-19 no RN, a taxa de ocupação de leitos críticos indicando a saturação do sistema de saúde no estado, bem como a lista de espera por leito Covid nas centrais de regulação, que há mais de sete dias mantém uma fila sustentada de mais de 100 pessoas.

Além disso, o comitê levou em consideração que o toque de recolher, instituído pelo Decreto nº 30.388, de 5 de março, não possibilitou o alcance de níveis ideais para o achatamento da curva da pandemia.

Segundo o Comitê, são considerados serviços essenciais:

– Oficinas de veículos automotores, máquinas e equipamentos agrícolas; Locadoras de máquinas e equipamentos agrícolas;

– Lojas de suprimentos agrícolas

– Podólogos

– Serviços de saúde

– Serviços de segurança privada

– Supermercados; Mercados; Hipermercados; Quitandas; Açougues; Peixarias; Padarias; Distribuições de alimentos;

– Serviços de Delivery;

– Loja de autopeças; Postos de combustíveis;

– Farmácias, drogarias e similares; Lojas de artigos médicos e ortopédicos;

– Hotéis, flats, pousadas e acomodações similares;

– Lojas de material de construção; Locadoras de máquinas e equipamentos para construção;

– Petshops, hospitais/clínicas de veterinária; – Locadoras de máquinas, equipamentos e bens tangíveis;

– Atividades de agências de emprego; Atividades de agências de trabalho temporário;

– Lojas de reparos de computadores e bens pessoais e domésticos;

– Lavanderias;

– Serviços funerários;

– Atividades financeiras e de seguros;

– Imobiliária com serviços de vendas e/ou locação imóveis;

– Transportes Públicos coletivos ou não (ônibus, trens, táxis, transportes por aplicativos e outros);

– Correios e serviços de entregas; Transportadoras;

– Imprensa.

ENTRE AS ATIVIDADES QUE NÃO PODERÃO FUNCIONAR, ESTÃO:

Escolas;

Lojas de automóveis;

Shoppings;

Academias;

Bares;

Cafés;

Restaurantes;

Lojas de departamento, artigos esportivos; conveniências;

Lojas de rua;

Centros comerciais;

Feiras livres;

Igrejas, templos e similares (exceto para atendimentos e orações individuais);

Salões de beleza;

Buffets;

Opinião dos leitores

  1. Lógico q vão recomendar o fechamento, o salário deles está garantido. Fazem isso sem nem pensar duas vezes. Agora bote o deles já reta se a história não muda.

  2. O Brasil já virou uma Venezuela, faz tempo , do não vê quem não quer,o povo morrendo de covid e de fome.A mas para os governantes , federais estaduais e municipais.o importante é 2222. Bando de abutres. O povo q se lasquei.

  3. Loucura geral essa de fechar supermercados e farmácias, e fazê-los funcionar apenas por delivery, exceto quando não puderem dar teleatendimento. Só no Brasil se tem feito essa loucura completa. Nem nos lockdowns mais estritos, na Europa ou nos EUA, ficou restrito o acesso pessoal aos estabelecimentos de compras de mercearia e farmácia.

    Palhaços.

  4. Aquele vendedor ambulante ou micro comerciante que depende das vendas do dia para levar comida para casa, desenvolve atividade essencial?
    Quem depende de seu pequeno negócio para poder pagar a conta da energia, água, impostos e tirar a sobrevivência vai poder adiar por 60, 90, 120 dias o pagamento das contas?
    O comerciante que tem boletos e dívidas a pagar, que precisa girar seu capital para honrar suas obrigações, vai poder adiar os pagamentos?

  5. Incluir o item 3 é querer que a população morra sem nenhum atendimento, só faltou mandar ficar em casa mesmo doente. Todos de minha família wue tiveram, tomaram sim os remédios de prevenção e todos escaparam e estão bem graças a Deus. Por trás dessas probostas está fatão GD, o safado do mineiro e vice do pc do b, que não vale o q.o gato enterra. Se protejam, use máscara, faça higiene nas mãos e quando tiver a vacina tome sim, e principalmente não deixe de tomar a medicação de prevenção.

  6. Na política podia, solução agora e fechar
    Querem q vire uma Venezuela,eu vou abrir todos os dias pode multa, da baixa no CNPJ e abre outra vcs tem solução nós termos também.

  7. É interessante, mas quem mais defende o fechamento de tudo são justamente aqueles que têm seus salários garantidos pelo estado, ou seja, servidores públicos de todas as escalas, aí incluídos juízes e promotores. O restante da população, que precisa trabalhar todos os dias para por o pão em casa, ou até mesmo os empresários que têm de pagar a seus empregados, ficam a ver navios. Absurdo!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Comitê da Sesap não recomenda tratamento precoce com medicamentos tipo ivermectina

Em documento do comitê de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para o enfrentamento à pandemia no Rio Grande do Norte, a questão dos medicamentos, como ivermectina, voltou a ser destacado como não recomendados como prevenção ou tratamento precoce para a COVID-19, “uma vez que não existem evidências científicas que embasam esta conduta”.

O comitê ainda apontou como a única forma de combater a alta da pandemia no Rio Grande do Norte, medidas restritivas mais severas, como aumento do toque de recolher, entre outras. Veja mais AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Toque de recolher e lockdown são as melhores medidas preventivas para eles e só apareçam nos hospitais quando tiverem falta de ar que é sinal de pulmão contaminado, para aí sim ter medicamentos para tratamento.
    Antes nenhum deles tem eficácia.
    Interessante!!!!!

  2. Só o diabo acredita nessa comissão ? e os comunistas, eu vou continuar tomando minha ivermectina, já faz 1 ano que tomamos todos aqui em casa e ninguém pegou covid, eu creio nesse medicamento, já salvou muitos, ainda tão querendo que comprovação ? Eu acredito em todos os médicos que realmente estão trabalhando na linha de frente e todos que fazem parte da comissão da covid da Prefeitura de Natal. Estão todos de parabéns!

  3. Esse "Comitê" do mal deve ser um antro de petistas
    Só vou parar de tomar ivermectina quando a esquerdalhada disser que é pra tomar.
    #EsquerdaBandida

  4. Esse comitê científico de GD é uma piada. São todos vermelhos. Eu tomo é vou continuar tomando ivermectina. Fada-se, Fátão

  5. Uma pergunta.
    Alguém desse Comitê está na linha de Frente de Combate à Covid?
    São cientistas pelo passado e atualmente através de pesquisas na internet.
    A doença é nova, diferente de tudo que já viram.
    Vamos ouvir quem está lutando nos hospitais, o que está sendo usado, as reações e resultados.
    Não simplesmente excluir o uso de medicamentos porque um político X defende.
    Imagine a cabeça de quem chega ao atendimento com febre, falta de ar e outros sintomas, e simplesmente prescrevem Dipirona e lhe mandam pra casa. Ele se sente um condenado.
    Isso é Ciência?????

  6. Como é triste esse momento atual. As pessoas não têm amor nem tão pouco preocupação com seus respectivos familiares, todos fazem jus em receber o adjetivo que mais me enoja atualmente, o tal do "NEGACIONISTAS". São uns hipócritas, independente de serem de direita ou de esquerda, colocaram a ideologia acima de tudo e de todos, até da própria vida. são imbecilmente negacionistas em todos os casos; negacionistas com políticos de estimação que roubaram e deveriam está presos; negacionistas em relação as barbaridades proferida pelo atual Presidente e outras "NEGACIONICES" Brasil a fora. De todas, a que mais me deixa revoltado e desgostoso é quando leigos, jornalistas e, principalmente, médicos e cientistas cometem "NEGACIONISMO" contra a própria categoria. Eu já cansei de ler(não assisto jornal televisivo, tenho asco) notícias e notas em colunas escritas por jornalístas que desconhecem o assunto ou são tendenciosos. Os que mais acusam são os que mais praticam, A ivermectina é um exemplo claro dessa podridão comportamental. Pelo amor de Deus, parem com esse comportamento, não nos classifiquem com, de forma generalizada, manipuláveis. Cientistas de vários países(Eslováquia, Reino Unido, Egito e outros) fizeram dezenas de estudos que mostraram que esse medicamento reduz a carga viral, não só de Covid, mas de várias outras doenças(malária, elefantíase e outras). Nesses estudos constataram números irrisórios de contaminação por Covid em alguns países da África, que, por coincidência, tomam Ivermectina há décadas. Não sou médico nem cientista, mas também não sou idiota. Gosto mais de mim, da minha família e do meu país do que de partidos ou políticos bandidos

  7. Tomei e tomo a ivermectina a hora q eu achar necessário. Conheço várias pessoas q fez o tratamento precoce e estão vivos.

  8. Esses negacionistas do tratamento precoce, também conhecidos como PandeMinions, torcem claramente pelo vírus. O que puderem fazer para aumentar o caos, o farão, portanto, negar o tratamento precoce é uma das armas que eles tem.

  9. Todos do PT usam. E usaram. E quer que o povo não use. Vamos entrar nesse site petistas: http://www.ivmmeta.com Lá estão 43 pesquisas atualizadas em todo o mundo que comprova a eficácia da ivermectina. Tem que voltar à escola e aprender a ler comitê e governadora

  10. O médico que fica discutindo e indo a programa de rádio fazer propaganda de remédio de piolho pra combater a covid está contamimado pela políticagem.
    Tem autonomia pra fazer o tratamento que for necessário, se fosse médico sem politicagem, rechaçava qualquer politização do seu trabalho e atuaria nos bastidores pelo consenso entre os gestores, ja que os mesmos médicos não defendem a auto medicação. Então, essa propaganda toda torna intuitivo estimulo a auto medicação e consequemtemente o relachamento as medidas comprovadamente eficazes que é o uso de máscaras, lavagem das mãos, uso de álcool 70 na limpeza das mãos e evitar o contato físico.
    Ora, a avalanche de infectados pra esses médicos politicos não é um problema?
    Tem que todo mundo se expor ao virus pra começar esse dito "tratamento precoce" lotar os ambulatórios, PS e UTIs pra satisfazer o ego desses "medicos".
    Parabéns ao comitê cientifico pela responsabilidade.

    1. Eu e toda minha família fazemos uso da Ivermectina e até agora ninguém foi contaminado.
      Ah, México e Índia acabaram com o surto.
      Muito obrigado, Dra. Roberta Lacerda!!
      A SESAP precisa receber umas aulas com a Dra. Roberta.

  11. Nao recomandar tratamento precoce é uma interferencia indevida na atuação profissional do medico e na relação desse com o paxiente. Qual é mesmo a intenção dessa recomendação?

  12. Uma pena! Porque portugal descobriu a ivermectina. E lá muita gente se tratando preventivamente..fico com dó do comitê altamente politizado do nosso estado. Ivermecrina SIM!

    1. Resultado da política brasileira.
      Lamentável é vergonhoso.

  13. Já há incontáveis estudos mundiais apontando para a eficácia dessa droga que diminui a força do vírus. Há países que se renderam aos fatos e estão usando oficialmente. Há, inclusive, muitos médicos potiguares que recomendam e prescrevem. E TODOS estão usando, mesmo de forma escondida. A coisa é bem simples, aqueles que NEGAM sua eficácia (os verdadeiros NEGACIONISTAS) NÀO TOMEM e façam como disse aquele Mandetta: fiquem em casa, esperando a falta de ar. Deixem de hipocrisia e deixem os médicos trabalhar em paz.

  14. Os negacionista do tratamento precose só procurem a ajuda médica com a falta de ar talkei.

  15. Se não fosse a ivermectina teríamos mas morte.esses que não acreditam são os que tomam.ivermectina tomo sim e acredito

  16. Muito interessante este posicionamento. Temos uma vacina , EXPERIMENTAL, não sabemos se vai realmente imunizar e quanto tempo ficaremos imune. Temos novas cepas do vírus que é capaz de driblar a imunização. Os laboratórios já afirmaram que pode ser que falte insumo devido a grande demanda mundial. Não sabemos quanto tempo vai levar está vacinação. Falam que não tem comprovação científica do tratamento precoce. Este tratamento tem comprovação empírica nas clínicas e nos hospitais, é só conversar com os médicos que escutamos muitos testemunhos. Estamos em uma guerra e a única arma que temos é exatamente este tratamento precoce. Querem realmente que o povo morta. Já não fizeram o pé de meia no ano passado não? Querem mais dinheiro? Escutem os médicos e salvem vidas.

    1. Já existem mais de 40
      Estudos sobre a ivermectina, já foi comprovado que diminui a carga viral , tem
      Que ser usado tudo que for possível para evitar a morte .

  17. Essa conversa fiada fiada de Ivermectina só existe aqui no Brasil.
    No restante do mundo ninguém usa e discute se funciona.
    Todos já sabem q não tem eficácia.

  18. Quero ver um idiota desses , indo pra o hospital com sintomas , médico receitar a ivermectina e ele não tomar , aí , eu quero ver se o caba é arochado

  19. Esse comitê fajuto é composto fanaticos e lunaticos, sempre a reboque de alguém ou fantasiando e errando muito. ZeGado com certeza na casa do criador tem, lá tem muita coisa, arreio para jumento, cavalo, bridao, espora, chibata, vc sabe das coisas que gosta, o que faltar lá, vc pode pedir ao compadre, bem como, deixar de ser negociata e dividir as suas terras. Como vc se coloca como um apaixonado por Anita, lambedor de dedao, íntimo de nove dedos,bem que poderia ser mais útil e naturalmente não se comportar como uma lagartixa, esse medicamento serve para piolho, eu disse piolho, para chato não.

  20. Eu queria que alguém colocasse aqui a receita que os médicos passam quando vc esta com corona. quais são s os medicamentos que essas pessoas tomam?
    Só isso

  21. Eles recomendam fechar leitos de hospitais e comprar equipamentos quebrados.
    Essa é a diferença.
    Quanto mais tempo durar a pandemia, mais eles sugam

  22. Sabe aquele tipo de gente que nem faz e nem deixa os outros fazerem? Hospital de campanha que devia ter entregue TEM NENHUM, mas vir falar em "falta de evidências científicas" mesmo diante de dezenas de estudos apontando EVIDÊNCIAS POSITIVAS, isso sabe fazer. Gente paga com nosso dinheiro pra nos prejudicar, só isso.

  23. Essa Fatão Gópi e genocida, só sabe copiar e colar o que o desgoverno da Bahia faz e mais nada pobre do estado do RN. Antes que esqueça CADÊ OS 5 MILHÕES dos respiradores que nunca chegaram ao estado.

  24. Gente faz o seguinte.

    TOME IVERMECTINA DE 15 EM 15 DIAS PARA EVITAR VERMINOSE NO SEU ORGANISMO.

    Pronto.
    Ajuda a evitar outras doença.

  25. Boa Fatão!
    Se faltar ar, fique alerta. Se não conseguir respirar, vá ao hospital
    Receita de quem tem apreço pela vida alheia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

DECRETO DO GOVERNO DO ESTADO praticamente definido; confira

O Governo do Estado anunciará a qualquer momento as novas restrições que sairão conforme entendimento do comitê de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), que decidiu emitir uma série de recomendações para o enfrentamento à pandemia no Rio Grande do Norte.

Entre as principais medidas, o Comitê da Sesap sugere toque de recolher das 20h às 6h de segunda a sábado e integral aos domingos no RN.  O Comitê ainda não recomenda o uso de medicamentos como ivermectina. As medidas apresentadas pelo grupo são frutos de uma avaliação criteriosa de reavaliação dos riscos epidemiológicos e da alta taxa de ocupação dos leitos críticos em todo o estado do Rio grande do Norte, levando em consideração ao aumento do número de internações e circulação de novas variantes do SARS-CoV2 no estado.

“A Região Metropolitana atingiu um platô no número de casos que se mantém alto por um período prolongado e há um indicativo de aumento de número de casos para os próximos dias. Considerando que a Taxa de Ocupação de Leitos Críticos encontra-se acima de 90%, já com 17 unidades hospitalares de referência com 100% de ocupação, indicando a saturação do sistema de saúde para os leitos críticos no estado e considerando a introdução de novas variantes do SARS-CoV-2 no Rio Grande do Norte, e levando em consideração que as únicas medidas efetivas de prevenção e controle, até que se consiga uma cobertura vacinal adequada, são as medidas não farmacológicas, pois não há medicamento com comprovação científica para uso no controle/prevenção do SARS-CoV2;o comitê emitiu as seguintes recomendações”, diz texto.

As recomendações, seguindo os últimos decretos, deverão ser atendidas em sua maioria. Além do aumento do toque de recolher, outros pontos poderão entrar no novo decreto, como a restrição da venda de bebidas alcoólicas nos finais de semana, assim como consumo em locais públicos (como por exemplo em bares, restaurantes, conveniências, praças, praias) como estratégia de auxiliar na redução de aglomerações.

Veja abaixo 12 pontos expostos em documento, que darão base ao novo decreto a ser oficializado:

1. Não utilizar medicamentos como prevenção ou tratamento precoce para a COVID-19, uma vez que não existem evidências científicas que embasam esta conduta;

2. Ampliar as medidas restritivas em todo o território estadual, aumentado as estratégias de mitigação por um período de 21 dias, sendo passível de nova avaliação, devendo permanecer abertos apenas os serviços essenciais balizadas na Lei 13.979/2020 e nos Decretos Estaduais 29.583/2020, 29.600/2020 e 29.634/2020;

3. As medidas de supressão adotadas devem ser realizadas de forma simultânea pelos municípios de uma mesma região de saúde, assim é necessária a divulgação efetiva de datas para início e nova avaliação do cenário, de modo que permita que a população se prepare para seguir as normativas;

4. Normatizar a circulação nos espaços coletivos, ou seja, nos serviços essenciais estabelecidos no Decreto Estadual conforme orientações abaixo:

●Definir horários prioritários para idosos,quando aplicável;

●Definir horários de funcionamento para cada setor;

●Restringir o quantitativo de pessoas por família;

●Obedecer ao percentual de ocupação desses espaços de modo que seja possível respeitar o distanciamento social dentro do estabelecimento, evitando a ocupação máxima;

●Reforçar o uso obrigatório e correto da máscara em ambientes coletivos, a qual deve preferencialmente ser trocada a cada 3 horas;
●Intensificar as fiscalizações, pelos municípios em cooperação com o Estado, para que se tenha o cumprimento das normativas estabelecidas, de modo a viabilizar a efetivação das medidas restritivas;

5. Adotar medidas relacionadas ao funcionamento do transporte público visando à redução do risco sanitário:

●Aumentar a frota de transporte coletivo em horários de pico, para reduzir as aglomerações que ocorrem nas paradas de ônibus e dentro dos transportes;

●Respeitar as medidas de distanciamento social dentro dos ônibus, de modo que não seja permitida a circulação de passageiros em pé;

●Reforçar o uso obrigatório e correto da máscara dentro do transporte coletivo;

●Aumentar a frequência de higienização dos veículos;

●Realizar fiscalizações para verificar o cumprimento das normas nas paradas de ônibus e nos veículos, com aplicação de sanções caso se identifique o não cumprimento das recomendações;

6. Aquisição de testes rápidos de antígeno por municípios e pelo Estado, de modo a facilitar e ampliar o diagnóstico para COVID-19;

7. Todos os serviços essenciais devem cumprir com as normas sanitárias estabelecidas, de modo a:

●Intensificar a triagem dos trabalhadores sintomáticos;

●Realizar o teste de diagnóstico em todos os trabalhadores sintomáticos;

●Realizar rastreio de contatos;

●Proceder com a notificação nos sistemas de notificação recomendados e acionar a Secretaria Municipal de Saúde local para auxiliar na realização da investigação do caso e rastreio de contatos;

●Afastar o trabalhador sintomático e seus contatos pelo período recomendado de isolamento domiciliar;

8.Intensificar a realização das notificações de casos suspeitos, confirmados ou descartados para COVID-19, assim como óbitos, independentemente do método de diagnóstico utilizado, no prazo de 24 horas, nos sistemas de notificação indicados;

9.Adotar toque de recolhera partir das 20 às 06 horas de segunda a sábado em todo o território estadual; aos domingos o toque de recolher aplica-se em horário integral em todo o território estadual, de modo que só será permitido o funcionamento dos estabelecimentos na modalidade delivery e take away;

10.Restringir a venda de bebidas alcoólicas nos finais de semana, assim como consumo em locais públicos (como por exemplo em bares, restaurantes, conveniências, praças, praias) como estratégia de auxiliar na redução de aglomerações;

11.Perseguir junto ao governo federal o aumento da oferta de vacinas COVID-19, e efetivar as estratégias de vacinação de forma mais célere a nível municipal evitando aglomerações nos locais de vacinação;

12.Melhorar a qualidade da informação e da comunicação sobre o risco sanitário atual e as medidas implementadas.

Opinião dos leitores

  1. Eu fico me perguntando, será que esses comentários idiotas são das mesmas pessoas que lotaram as praias no carnaval… Vocês são uns hipócritas que sabem do risco dw transmissão desse vírus, fazem festinhas, se reunem fazendo grandes aglomerações e depois que sentem na pele a dor de perder um dos seus culpa o presidente, a governadora, o prefeito… Saiam de casa, se aglomerem, mas não chore quando houver a necessidade de uma intervenção, não culpe ninguém você e sua falta de empatia é uma máquina de matar.

  2. Até quando o Governo do Estado pode decretar dentro da cidade toda cidade tem seu prefeito Eu acho que o STF publicou que o prefeito é responsável pela sua cidade

  3. O idiota do sergio nao conhece a ivermectina e fica dando pitaco. Vai pesquisar babaca. A ivermectina nao cura a covid19 assim como nenhum outro resfriado comum. Ela apenas age no controla da disseminaçao da carga viral, ou seja, impede que os virus se multipliquem. Se ivermectina nao funciona, entao quem devolvel a saude a meus familiares e vizinhos foi a fé. Acorda hipocrita! A covid19 deveria ser enfrentada na sua fase inicial, mas como é um medicamento barato e nao tras lucro para os grandes laboratórios, é mais interessante para eles gastar milhoes com outras fontes.

  4. Na minha família teve uns casos de COVID 19 , todos tomaram ivernectina e outros medicamentos, nenhum foi internado, todos curados, eu tomo todo mês sempre

  5. Na minha família teve uns casos de COVID 19 , todos tomaram ivernectina e outros medicamentos, nenhum foi internado, todos curados, eu tomo todo mês

  6. A vida é sua, faça dela o que quiser. Portanto respeite a vida dos outros.
    Ter disciplina consciente é a melhor forma de se conviver em sociedade.

  7. A vida é sua, faça dela o que quiser. Portanto respeite a vida dos outros.
    Ter disciplina consciente é a melhor forma de conviver em sociedade.

  8. É! O correto é abrir tudo, para que todo mundo se contamine logo ,o importante do jeito que povo quer, é lotar os cemitérios.

  9. Todos nós aqui em casa e vizinhança total fizemos o uso da ivermectina, ninguém chegou a se quer ir a um hospital, nós vamos continuar fazendo o uso, assim precise!

    1. Fizemos também o uso da ivermectna e nem eu nem meu filho e esposo tivemos a covid ??

  10. Todos nós aqui na casa nos curamos com a ivermectina, isso essa desgovernadora não vai nos tirar!

  11. Esse comitê é científico onde???? Pelo amor de Deus, isso não existe governadora!!!!! Só vai piorar a situação.

  12. QUANTO MAIS TEMPO DURAR A PANDEMIA, MELHOR PRA ESSES ESQUERDISTAS COMEDORES DO DINHEIRO PUBLICO.
    ALGUEM TEM NOTÍCIA DE QUANTO CUSTA ESSE COMITÊ PRA NÓS POTIGUARES ??
    quanto esses miseráveis estão comendo de dinheiro nosso,, pra nós os burros de cargas pagar.
    Tem alguma transparência nisso????
    Bora BG!
    Apure aí quanto custa isso, o povo quer saber.

  13. O governo, que se diz dos trabalhadores, com essas medidas estará desempregando e jogando vários pais de família na miséria, tipo de medida que demonstra a incompetência de um governo que acredita que todos podem ficar em cada como eles, que recebem os salários em dia, não se importando com os demais que não tem esse privilégio.

  14. Temos infectologistas de gabarito aqui no estado e eles já afirmaram a eficácia de alguns tratamentos precoces. Convoquem eles e botem eles frente a frente aos que negam e vamos discutir isso em alto nível. Conheço N casos que já foram ou estão sendo tratados com esses protocolos e os resultados são excelentes. Na nossa empresa todos os funcionários tomam mensalmente a invermectina e apenas um, que possui asma, pegou, mas está bem.

  15. Já trancaram o povo em sai Paulo e só piorou, agira tão copiando o q não deu certo. Tiveram no mínimo seus meses p aumentar leitos de uti e kd is respiradores.

  16. Esse comitê de especialistas só tem PTista. Negar tratamento já existente e trancar o povo dentro de casa. Quem são os genocidas e os ditadores privando a liberdade do povo?

  17. Queria saber qual a diferença entre um mandar tomar a invermectina e a a outra dizer q não tome. QUEM É O DR(A)Aí quem vai continuar pagando essa conta somos nós. SO JESUS NA MISERICÓRDIA

  18. Muito orgulho desse governo. Sabe fazer CTRL C CTRL V como ninguém! Cadê a lista de atitudes, reais e eficazes de combate ao vírus, do governo estadual??? Como estão dizendo os governadores dos estados, "Vamos fechar tudo e mandar o povo revoltado pra rua cobrar o governo federal"!

  19. Eu como esquerdista burro, clamo a todos que são burrinhos de carteirinha digo petistas de carteirinha não tomemos a ivermectina, tomar pra que né ? Povo burro esse da secretaria estadual de saúde, só Jesus na causa.

  20. Duvido que os empresários cumpram
    e aceite essa medida de reduzir a lotaçãoo de passageiros de modo que não vá passageiros em pé dentro dos ônibus. DUVIDO!!

  21. Enquanto isso em um estado que é governado por uma professora de araque, as escolas públicas continuam fechadas depois de um ano mesmo com recomendação da ONU, para a reabertura responsável das escolas. Esse é o pior governo para educação que o RN já teve.

  22. Como muitos deixaram de usar as Academias, pelo jeito, caminhar na beira mar fica proíbido também, já que fala em todo território estadual.
    Eu por exemplo, caminho sem aglomerar a pedido médico e recebo por meia hora a vitamina D, por causa do sol.
    Irei ficar prejudicado?

  23. Só pensando;
    Fatão rezando na mesma cartilha do seu mentor calcinha apertada,
    *Sem tratamento precoce: só podem eles
    * fechar tudo
    * rastreamento do celular, e isso ?
    Só esqueceu de disse que são nada disso funcionou pois os números não para
    * nos vamos aceitar" nossa Ditadora "

  24. Piada pronta. Esses decretos são o famoso “tapar o sol com a peneira “, “enxugar gelo”, “caldo de cuscuz”, etc…kkkkk. Agora é: SALVE-SE QUEM PUDERRRRRR.

    1. Não é proibido tomar Ivermectina, cloroquina ou qualquer outra medicação. No desespero toma-se qualquer milacria. O que não pode é deixar de comprar vacinas, como faz esse governo, e basear a política de saúde exclusivamente em remédios sem eficácia comprovada.

  25. Quem é esse governo para dizer" não use ivermectina" . Usa quem quer cara pálida, como diz a Dra Roberta ( que vale mais do que todo esse comitê), a invermectrina não cura, ajuda a Prevenir.

  26. A impressao que passa ao nao determinar nenhum tratamento inicial é que querem lotar as UTIs. E reduzir mais os horarios, vao lotar supermercados e farmacias apos os horarios de trabalho de forma intensa. Proibir a circulacao de pessoas aos domingos vao deixar as pessoas loucas. Esse é o comite estadual cientifico? Querem piorar ou melhorar o problema?

  27. Nada sobre o funcionamento presencial das escolas particulares? Ainda tem várias que estão ministrando aulas presenciais normalmente, como se nada estivesse acontecendo.

  28. A única coisa que essa Desgovernadora fez, foi publicar Decretos, nenhuma obra ou ação. Desse jeito o RN tá lascado.

    1. Vai estudar voce rafael. Ivermectina funciona sim… minha familia fez uso quando precisou e meus visinhos tambem….

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap mira aplicação das novas doses da CoronaVac para pessoas com 80 a 84 anos e de 75 a 79 anos nos próximos dias; veja cronograma proposto

O Rio Grande do Norte recebeu, na madrugada da quarta-feira (03), mais 40.800 doses da vacina CoronaVac, produzida pela Sinovac/Butatan. Com o novo lote será possível dar continuidade à Campanha de Vacinação Contra a Covid-19, concluindo 100% da vacinação dos idosos com 80 anos ou mais e dar início a vacinação dos idosos de 75 a 79 anos.

Nesse sentido, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) emitiu uma Nota Técnica atualizando as orientações técnicas relativas à progressão da campanha de vacinação, contendo a distribuição das doses para os municípios e com as recomendações para administração da segunda dose da vacina Sinovac/Butantan referente a 3ª remessa.

De acordo com o documento, nesse momento, deverá ser concluída a vacinação dos idosos 80 a 84 anos e procedida com a progressão da vacinação contra a Covid-19 para o grupo de idosos com 75 a 79 anos. Ressalta-se que, com as doses recebidas somente será possível dar início a vacinação deste grupo, sendo necessário o recebimento de mais doses de vacina para que esse possa ser contemplado em sua totalidade.

Como o quantitativo de doses enviadas pelo Ministério da Saúde ainda é restrito, a Sesap propõe o seguinte cronograma para progressão da campanha: até dia 02/03 – conclusão da vacinação de pessoas acamadas com 75 anos ou mais e pessoas com 90 anos ou mais; de 01 a 05/03 – vacinação de pessoas com 85 a 89 anos; de 08 a 16/03 – pessoas com 80 a 84 anos; e a partir de 16/03 – pessoas com 75 a 79 anos.

É importante destacar que os municípios devem buscar estratégias de ampliação do acesso, seja através da oferta de vacinação em UBS perto das casas ou nos domicílios dos idosos, a fim de evitar aglomerações e propagação da doença. Além disso, só deve passar para a próxima faixa etária do cronograma quando exaurir a vacinação de todos os idosos do território da faixa etária anterior. Caso seja identificado que algum idoso das primeiras faixas ainda não teve acesso à vacinação, ele deve ser priorizado em detrimento da faixa etária que esteja sendo vacinada naquele momento, levando em consideração sempre o risco e a vulnerabilidade das faixas etárias mais idosas e dos acamados ao SARS COV2.

A distribuição da segunda dose Sinovac/Butatan referente à terceira remessa foi realizada ontem (03). Foram enviadas para os municípios potiguares 22.260 doses, correspondentes a entrega da primeira dose que já foi efetivada.

Opinião dos leitores

  1. Acho corretíssimo vacinar os idosos. Os jovens quando não estão trabalhando estão nas ruas, nós shopping nos bares levando o vírus pra os idosos que ficam em casa tentando se preservar!

  2. Acho errado esses protocolos de priorização de vacinação, quem tem que ter prioridade são as pessoas que precisam trabalhar, os mais idosos são todos aposentados não precisam sair de casa!! Prioridade são todos os que precisam trabalhar!!

  3. NOTA ZERO para PARNAMIRIM! Estive em 3 postos de saúde agora à tarde: NENHUM TINHA MAIS VACINAS!
    NOTA ZERO!

    É UM ABSURDO.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap pede ajuda da população e disponibiliza canais para denúncia de ‘fura-filas’ de vacinação no RN; confira

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta para que a população, a partir dos dados apurados pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP-RN) a respeito dos “fura fila” da vacinação da Covid-19, mantenha a fiscalização junto aos locais de vacinação mantidos pelos municípios potiguares, que são os entes responsáveis pela aplicação dos imunizantes, e denuncie eventuais casos suspeitos.

Os canais para denúncia ao MPRN são: ligação gratuita para o número 127, WhatsApp 84 98863-4585 e, via email, disque.denuncia@mprn.mp.br.

A Sesap também pontua que vem cooperando com a transparência e a fiscalização ao apoiar o trabalho do MP-RN na investigação de denúncias a respeito de possíveis falhas e irregularidades durante a campanha de vacinação nos municípios, em especial os casos suspeitos de burlarem a prioridade de vacinação.

Para tanto, conta com a plataforma RN+ Vacina, criada em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN). O sistema otimiza o trabalho de aplicação das doses e dá mais transparência ao processo, possibilitando o rastreio de todas as vacinas distribuídas e aplicadas. O RN+ Vacina dá ao cidadão acesso a todas as informações sobre o plano de imunização e seus passos de aplicação, em tempo real.

Opinião dos leitores

  1. Onde denunciar a empresa que chama os funcionários para trabalhar presencial, sem as devidas medidas de segurança????? E ainda o funcionário tem que paga ros testes.
    Estão fazendo um verdadeiro extermínio com os funcionários.

    1. Ministério Público do Trabalho, já é um bom caminho.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *