Saúde

Hospital Walfredo Gurgel e a superlotação: Sesap planeja implantar regulação nos atendimentos de urgência

O portal G1-RN destaca em reportagem nesta quinta-feira(22). Enfrentando uma superlotação, com pacientes nos corredores da maior unidade pública de saúde do Rio Grande do Norte, o governo planeja implantar o sistema de regulação na urgência no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. Segundo servidores, há mais de 100 pacientes internados em macas improvisadas em corredores e até na recepção da unidade. Trabalhando há oito anos na unidade, a médica Nicelle de Morais afirma que nunca viu situação como a dos últimos dias.

Para piorar a situação,  a reportagem também destaca que profissionais terceirizados, como maqueiros e higienistas, entraram em greve por atrasos salariais. Na tarde de quarta-feira (21), apenas metade dos higienistas trabalharam na unidade. À noite, apenas dois maqueiros ficaram disponíveis no hospital.

Segundo o governo, a sobrecarga da unidade é reflexo da busca direta do serviço pela população e também dos encaminhamentos de pacientes dos municípios, “muitas vezes de casos de baixa complexidade”.

Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que está trabalhando na reformulação do modelo de atendimentos às urgências. “O planejamento é de que a partir de setembro, a porta de urgência só passe a atender pacientes com a indicação de outros serviços e a devida regulação”, disse por meio de nota.

Veja reportagem completa AQUI.

Com G1-RN

Opinião dos leitores

  1. A lotação nós hospitais já existia, ou era só pó causa da pandemia? a realidade continua, Governo incompetente do RN.

    1. Bicho de chifre. Todo acidentado tem os primeiros socorros no walfredo gurgel. Se tu tiver um AVC quando tiver com o marombado, não vá pra lá não. Procure seu plano de saúde.
      Gado burro.
      Muuuuuuuu

    2. Quem tem plano de saúde, num caso de AVC, procura o Hospital do Coração ou o São Lucas, por exemplo. Acho que vc quis se referir a outros tipos de acidentes. Fácil chamar os outros de burros quando, na verdade, o desinformado é você, “Naldinho”.

  2. Essa Central de regulação já existe a cinco anos ou mais, só funciona para a alta complexidade e leitos de UTI, recentemente foi entregue a meros profissionais da política, um escárnio, para que ela funcione em sua plenitude, seria necessário a implantação em todos os município do RN, onde estão as pernas e os equipamentos para isso? O gato comeu, outra, não se fecha porta de urgência e emergência hospitalar, o atendimento nessas portas deve sempre ser garantido, está na constituição, pois é um direito que deve ser assegurado pelo estado, o resto é tentar jogar pàra a plateia, secretário e governadora incompetentes.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap registra aumento de casos de dengue e chikungunya no RN

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nesta segunda-feira (19), o mais recente informe epidemiológico das arboviroses no Rio Grande do Norte, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica (SE) 1 até a 26, encerrada em 03 de julho de 2021.

“Com o avanço da vacinação da Covid-19, temos no estado hoje um cenário epidemiológico mais confortável em relação à Covid-19, então começamos a perceber através do sistema de notificação (GAL), um crescente aumento das notificações das arboviroses no Rio Grande do Norte. Os profissionais de saúde têm se mostrado mais sensíveis em relação a esses agravos nesse momento. Temos percebido um aumento discreto das notificações”, explicou Débora Mayara, coordenadora do Núcleo de Arboviroses do Estado.

Dengue

Segundo o informe, foram notificados 3.512 casos suspeitos de dengue no RN, dos quais foram confirmados 528 casos. Um óbito foi confirmado até a Semana Epidemiológica 26.

Chikungunya

Foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 26, 3.573 casos da doença, sendo 494 confirmados. Nesse período epidemiológico, não foi confirmado nenhum óbito por chikungunya.

Zika vírus

No Rio Grande do Norte, em 2021 da semana epidemiológica 01 a 26, foram notificados 294 casos de Zika, sendo 47 casos notificados em gestantes. O total de casos confirmados pela doença é de 40 e nenhum óbito foi confirmado nesse período epidemiológico.

A Sesap alerta para os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses, já que a população desempenha um papel primordial no controle vetorial

“Continuamos trabalhando e reforçando a importância da prevenção, como: manter as caixas d´água bem fechadas, de não acumular lixos e pneus em quintais, que as plantas estejam em vasos com areia para não serem local de criadouros”, reforçou a coordenadora do Núcleo de Arboviroses do Estado.

 

Opinião dos leitores

  1. Agora que a covid está arrefecendo, de repente, eis que surgem a dengue a chikunguya, que tinham tirado um ano sabático em 2020

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Quatro hospitais estaduais do RN iniciaram processo de reversão de seus leitos de UTI exclusivos Covid em leitos de UTI Geral; Sesap detalha

Foto: Divulgação/Sesap

Quatro hospitais estaduais do Rio Grande do Norte, nos municípios de Natal, Caicó e Mossoró, já iniciaram o processo de reversão de seus leitos de UTI exclusivos Covid em leitos de UTI Geral para atendimento a outras patologias. A medida, que teve início após as taxas de ocupação de leitos no estado apresentarem tendência sustentada de queda, foi detalhada em coletiva de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) nesta quinta-feira (15).

“O panorama hoje da Covid no RN é de diminuição tanto de casos confirmados, como para solicitação de leitos de UTI, o que nos dá uma tranquilidade, mas ainda devemos manter o alerta e respeitar os protocolos para progredirmos no controle da pandemia”, reforçou o secretário estadual de saúde, Cipriano Maia.

A melhora no cenário epidemiológico tem alguns fatores importantes, como o avanço da vacinação no estado, os decretos implementados pelo Governo do RN com medidas de restrição regionalizadas e, sobretudo, as ações de vigilância no território em todas as regiões de saúde, proporcionando conhecimento, alerta e suporte para a população. Já são 13.176 altas hospitalares, após Covid, em leitos SUS.

Hoje o RN conta com 389 leitos críticos Covid, sendo 173 disponíveis. E 423 leitos clínicos, sendo 277 disponíveis. A taxa de ocupação no RN está 54,2%; Região Metropolitana: 52,1%; Região Oeste: 63,2% e Seridó: 41,2%.

Reversão

“Com taxas de ocupação inferiores a 60%, nós estamos há vinte dias fazendo, de forma programada, a reversão de leitos tanto clínicos como críticos para atender a demanda geral. Tudo está sendo consolidado com muito cuidado para que não tenhamos reflexo no aumento das taxas de ocupação Covid, tendo em vista a retomada das atividades econômicas e escolares”, explicou a secretária adjunta de saúde Maura Vanessa Sobreira.

No hospital João Machado, em Natal, foram cinco leitos revertidos – ficando a unidade com 50 leitos de UTI Covid e 20 leitos de UTI Geral. No Hospital Coronel Pedro Germano (Hospital da PM) a reversão foi de dez leitos, mesmo número do Hospital Regional Telecila Freitas Fontes, em Caicó. Em Mossoró, no Hospital Regional Tarcísio Maia, são cinco leitos semi-intensivos – e para os próximos dias – a previsão é que leitos clínicos do Hospital Rafael Fernandes sejam transformados em leitos para doenças infectocontagiosas.

Com a reversão dos leitos, também foi anunciada a retomada das cirurgias eletivas. A expectativa da Sesap é realizar 10 mil procedimentos até o final de 2021 A secretária adjunta reforçou que todo o planejamento de insumos, pessoal e logística tem sido garantido às unidades da rede SUS estadual, através do Programa RN Mais Cirurgias.

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Sesap distribui mais de 34 mil vacinas aos municípios entre doses da Pfizer e Coronavac/Butantan

Fotos: Divulgação/Sesap

A Secretaria de Estado da Saúde Pública distribuiu, no fim da manhã desta sexta-feira (9), mais uma carga de vacinas contra a Covid-19. Os municípios potiguares recebem 34.972 doses de Pfizer, Coronavac/Butantan, ambas para primeira dose, e Janssen, de dose única.

De acordo com a Nota Técnica nº 43, são 27.852 doses da Pfizer, outras 6.530 doses da Coronavac/Butantan e 590 da Jansen, estas exclusivas para trabalhadores aquaviários. As demais vacinas distribuídas são destinadas aos trabalhadores industriais, trabalhadores dos serviços de limpeza e manejo de resíduos sólidos e para a população em geral, de acordo com o cronograma por faixa etária seguido pelos municípios.

O trabalho de distribuição contou com o trabalho dos policiais e bombeiros, apoiados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesed), que desde o início da campanha integram o esforço do Governo em agilizar a vacinação dos potiguares.

Os trabalhadores da limpeza urbana, incluídos nos grupos elegíveis no Plano Estadual e Nacional de Vacinação da Covid-19, serão contemplados nesta fase da campanha de imunização, devido à exposição ao risco de infecção em suas atividades.

Continuidade

A Sesap orienta aos municípios a continuidade da vacinação dos caminhoneiros e disponibilidade da vacina a estes profissionais em todos os municípios, independente do local de residência, devido à sua necessidade de constante deslocamento.

Também seguem sendo vacinados os trabalhadores que comprovem vínculos em empresas do ramo industrial, estabelecendo entre eles a prioridade por faixa etária, caso as doses disponíveis não sejam suficientes para totalizar este público.

 

Opinião dos leitores

  1. Yhuuuuuuuuuuuuuu!!!
    Narrativas indo abaixo.
    Jaja inventam outra.
    O presidente Bolsonaro reeleito em primeiro turno.
    Disparado.
    Essas pesquisas são fajutas, inventadas.
    Ninguém acredita, nem Lula.
    Kkkkkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Sesap recebe lotes de Pfizer e Coronavac/Butantan, no total de 40.110 vacinas

Fotos: Paulo Nascimento

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebe, ao longo desta quinta-feira (8), dois carregamentos de vacinas contra a Covid-19. Os lotes que vão reforçar a campanha de imunização no Rio Grande do Norte somam 40.110 vacinas.

São 26.910 doses da Pfizer, que chegaram ao Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante nesta tarde, e outras 13.200 da Coronavac/Butantan, que estão previstas para chegar por volta das 21h. As vacinas serão voltadas aos trabalhadores da indústria e da limpeza, além do escalonamento por idade feito de acordo com cada município.

A equipe da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) irá trabalhar ao longo do dia para processar o carregamento e agilizar a distribuição das doses ainda nesta sexta-feira (9), garantindo a continuidade do processo de vacinação em todo o RN.

Devido à quantidade baixa de doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde, a Câmara Técnica de Vacinação deliberou que todo o carregamento será entregue aos municípios, sem a separação da reserva técnica desta vez.

De acordo com a orientação do Ministério da Saúde, o carregamento de Pfizer é todo voltado à primeira dose, atendendo públicos prioritários e escalonamento por idade. A divisão persiste para o lote de Coronavac/Butantan, com a diferença de que a carga já é planejada para a 1ª e a 2ª dose.

Seguindo a pactuação com os municípios, a Sesap guardará o lote de 2ª doses até a proximidade do 28º dia após a aplicação da dose inicial, quando as vacinas serão então encaminhadas às gestões locais.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap diz que todas as doses de vacinas recebidas do Ministério da Saúde, inclusive apontadas como “aplicação vencida”, foram distribuídas e entregues em tempo oportuno

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Em nota na tarde desta sexta-feira(02), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) esclarece que todas as doses dos imunizantes recebidos do Ministério da Saúde, incluindo os lotes da Astrazeneca apontados com aplicação vencida, foram distribuídas e entregues em tempo oportuno às regionais de saúde e das regionais para os municípios dentro do prazo de validade e em tempo oportuno.

“Todas as doses são conferidas e protocoladas antes da efetivação da distribuição, passando por um processo de conferência a cada remessa executada pela Rede de Frio do Estado do Rio Grande do Norte, o que assegura que as doses saiam da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) e das regionais de saúde com qualidade aferida”.

A equipe de imunização da Sesap aponta que possa ter ocorrido o tardio registro na plataforma, que faz com que a data da aplicação do imunizante seja diferente da data que realmente foi aplicado. É importante ressaltar que, como orienta o Ministério da Saúde, cabe aos gestores locais do SUS o armazenamento correto, acompanhamento da validade dos frascos e aplicação das doses, seguindo à risca as orientações do Ministério.

Neste momento, a equipe trabalha em diálogo com os municípios para conferir todas as doses que estão apontadas como vencidas para alinhar e orientar as melhores medidas que serão estabelecidas a partir do resultado desta análise.

Confira os lotes

LOTE – CTMAV505 – ASTRAZENECA/OXFORD Recebido: 26 de março de 2021

Vencimento: 31 de maio de 2021

LOTE – 4120Z001 – ASTRAZENECA/OXFORD Recebido: 24 de fevereiro

Vencimento: 29 de março

LOTE – 4120Z005 – ASTRAZENECA/OXFORD Recebido: 24 de janeiro

Vencimento: 14 de abril

O Ministério da Saúde informou que houve um erro na embalagem das doses da Vacina SARS-COV2 – Laboratório AstraZeneca (Lote: CTMAV505). Apesar de as doses terem vindo direto do laboratório produtor (AstraZeneca), na embalagem primária e secundária consta vencimento em 31/05/2021. No entanto, nas notas de fornecimentos do SIES o prazo de validade está 31/5/2022. A informação da Rede de Frio Nacional é de que a validade correta é 31/05/2022.

Opinião dos leitores

    1. Tem um caso com CARLOTA. Doido pra ter uma motociata pra pilotar a moto com ele na garupa.

  1. Mas não era uma caganeira danada atrás dessas vacinas??
    Agora estão deixando vencer??
    Bolsonaro o tempo todo certo.
    Só politicagem sebosa por trás dessa doença.
    Viva o Japão!!
    Viva o povo japonês!!

    1. Esse Calígula tem um caso com Carlota ( numero3). Vá pilotar a moto com ele na garupa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministro da Saúde diz que se número de distribuição de vacinas está errado no RN é por única culpa do Governo do Estado

Foto: Reprodução

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, rebateu o post de esclarecimento do Governo do Estado, que diz que é fake o quadro da pasta em que mostra a distribuição de vacinas enviadas pelo Governo Federal aos estados. Nesse ranking, o Rio Grande do Norte aparece em último lugar.

Segundo o ministro, o Estado está sim em 27º. Ele assim resume: “A informação é baseada nos registros efetuados no sistema do Ministério da Saúde. A responsabilidade pela inserção dos dados logo após a distribuição dos lotes aos municípios é do Governo do RN. Portanto, se está errado é porque o RN não atualizou os dados em nossa base”.

Opinião dos leitores

  1. Da a impressão que está funcionando assim, os municípios atrasam o cadastramento das doses aplicadas e o estado cobra a atualização das informações, mas em contra partida o estado que era para atualizar os números das entregas no sistema do governo federal (SUS) também não atualiza com presteza e rapidez.

  2. Tomei minha vacina e só foi incluída no sistema quase um mês depois, eu não consigo entender como não se usa esses cadastros para controle de quem se vacinou e de que ainda falta vacinar, identificar quem não tomou segunda dose entre outras. Fiz o cadastro no primeiro dia em que foi permitido no sistema, mas no dia em que fui me vacinar isso não serviu, deveria ter alguém alimentando o sistema

  3. Isso é incompetência, do governo do RN, ao invés de se preocupar com o esquema vacinal, fique fazendo política sebosa usando as vacinas. Eu particularmente acredito do Ministro da Saúde e não nesse governo PeTista enrolado.

    1. Falou o aluno da excelentíssima prufeçôra Fátima GD, kkkkkkkkkkkkkkk

  4. O excelentíssimo Ministro da Saúde Queiroga tá coberto de razão. A maior culpada pela má distribuição das vacinas no RN, chama-se Fátima Bezerra, também chamada de Fátima Cadeado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap alerta para os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti; casos de dengue e chikungunya estão no radar no RN

Foto: Secretaria da Saúde do RS / Divulgação / CP

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nessa segunda-feira (28), o mais recente informe epidemiológico das arboviroses no Rio Grande do Norte, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica (SE) 1 até a 24, encerrada em 19 de junho de 2021.

Dengue

Segundo o informe, foram notificados 3.041 casos suspeitos de dengue no RN, dos quais foram confirmados 418 casos, 973 descartados e 2.067 considerados casos prováveis. Entre os casos confirmados, 13 foram de dengue com sinais de alarme e 3 de dengue grave. Um óbito foi confirmado até a Semana Epidemiológica 14.

Com relação aos casos prováveis de dengue, considerando o sexo, no período da SE 1 a 24 de 2021, o informe aponta que o sexo feminino apresentou uma maior concentração dos casos. Já no que se refere à faixa etária, as notificações ocorreram predominantemente na população de 20 a 34 anos de idade.

Chikungunya

Foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 24, 3.095 casos da doença, sendo 246 confirmados, 303 descartados, sendo 2.792 considerados casos prováveis. Nesse período epidemiológico, não foi confirmado nenhum óbito por chikungunya.

No que diz respeito à distribuição dos casos prováveis de chikungunya, considerando a faixa etária e o sexo, nas semanas epidemiológicas de 1 a 24 de 2021, o informe aponta uma maior concentração de casos notificados em pessoas do sexo feminino e nas faixas etárias de 20 a 34 anos e de 35 a 49 anos de idade.

Zika vírus

No Rio Grande do Norte, em 2021 da semana epidemiológica 01 a 24, foram notificados 239 casos de Zika, sendo 28 confirmados, 107 descartados e 132 considerados casos prováveis. Nenhum óbito foi confirmado nesse período epidemiológico. Foram notificados 44 casos de Zika em gestantes, dado preocupante devido à capacidade do Zika Vírus provocar microcefalia ou alterações no sistema nervoso central do feto gestado.

Quanto à distribuição dos casos prováveis de chikungunya, considerando a faixa etária e o sexo, nas semanas epidemiológicas de 1 a 24 de 2021, o informe aponta uma maior concentração de casos notificados em pessoas do sexo feminino e na faixa etária de 20 a 34 anos.

Prevenção

A Sesap alerta para os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissores das arboviroses, já que a população desempenha um papel primordial no controle vetorial. São eles:

• Mantenham os quintais livres de possíveis criadouros do mosquito;

• Esfreguem com bucha as vasilhas ou reservatórios de água de seus animais;

• Não coloquem lixo em terrenos baldios;

• Mantenham as caixas d´água sempre tampadas;

• Observem vasos e pratos de plantas que acumulam água parada;

• Observem locais que possam acumular água parada como: bandeja de bebedouros e de geladeiras, ralos, pias e vasos sanitários sem uso;

• Recebam a visita do agente de endemias, aproveitando a oportunidade para tirar possíveis dúvidas;

• Mantenham em local coberto, pneus inservíveis e outros objetos que possam acumular água.

 

Opinião dos leitores

  1. o Líder do governo cuja “clã” de ladrões se aliou ao governo incompetente pede propina para ratear com os amigos e mesmo assim não existe corrupção no governo?????Quem engole essa ideia é desprovido ou só babão mesmo. TODOS OS POLÍTICOS SÃO IGUAIS E LADRÕES.

    1. Os políticos, de alguma maneira, são representantes da sociedade. Estão lá, pois foram votados. Portanto, a sociedade NÃO é melhor e nem pior que esses vermes, no mínimo iguais. Votamos em ladrão, doido, palhaço, ator pornô e tantos outros representantes, logo somos no mínimo cúmplices…

  2. Como assim? Pensei que tinha acabado essas doenças e só existissem Covid.
    Será mais uma invenção comitê científico? Hô saudades das tetas do governo federal.
    Só que o Véio Bolsonaro não tem tetas e nem tretas, o Véio Bolsonaro tem os cunhão rôxo.

  3. Como estão “ressuscitando” as velhas e bem conhecidas doenças, deduzo que a COVID está mesmo acabando. Então, vamos acabar com a vagabundagem e voltar ao trabalho. A propósito, quando abrem as escolas do RN? Ou estão com medo de uma nova “onda”? E as vacinas, não servem nos professores?

    1. Aguardando pronunciamento do presidente. Confirma ou desmente Miranda? Porque não acionou a PF. A novela tá só começando.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap seleciona bolsistas para Rede de Atenção Psicossocial; 23 vagas para pesquisadores supervisores distribuídas nas oito regiões de saúde do RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), em parceira com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN), realiza o processo seletivo simplificado para selecionar pesquisadores-bolsistas para atuarem no Projeto de Modernização da Rede de Atenção Psicossocial do Rio Grande do Norte.

Serão selecionados 23 Pesquisadores Supervisores para os graduados nas áreas da saúde e de humanas com experiência em políticas públicas de saúde, sendo 07 vagas para as regiões de Mossoró, Pau dos Ferros e Assú; 04 vagas para regiões de Caicó e Santa Cruz; e, 12 vagas para região Metropolitana, São José de Mipibú e João Câmara. O valor da bolsa é de R$ 2.700,00 com vigência de até 24 meses, para uma carga horária presencial de 30 horas semanais. É assegurado às pessoas com deficiência (PcD) o percentual de 5% das vagas.

Além de comprovar formação na área, os Pesquisadores Supervisores devem ter disponibilidade para se dedicar integralmente às atividades previstas no projeto, comprovar que não está inadimplente com qualquer órgão ou entidade da Administração Pública Estadual (direta ou indireta), não possuir vínculo empregatício e não ser beneficiário de bolsa de qualquer outra organização.

O processo seletivo será realizado em quatro etapas: análise de documentos (eliminatória), análise curricular (classificatória), análise do pré-projeto de inovação e entrevista. O resultado final está previsto para ser publicado no dia 30/07 e, a partir desta data, será realizada a convocação e contratação dos bolsistas aprovados.

As inscrições são realizadas exclusivamente pela internet das 0h do dia 08/07 até às 23h59 do dia 11/07. Para isso o candidato deve acessar o endereço, preencher o formulário e enviar a documentação exigida.

Clique aqui, confira o edital e realize sua inscrição.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap implanta novo sistema para apurar Covid no RN que poderá apresentar número mais alto de casos “em virtude da inserção de dados retidos”

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informa em nota que passou a utilizar o Sistema Unificado de Vigilância Epidemiológica (Suvepi), ferramenta desenvolvida em uma parceria entre a Sesap e o Instituto Metrópole Digital (IMD) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para facilitar a gestão e validação de informações sobre a Covid-19.

Segundo o órgão, o novo sistema melhora o acompanhamento e a investigação dos casos, criação, edição, migração e unificação das notificações dos sistemas de informação ESUS-VE, SIVEP-GRIPE e GAL, otimizando a utilização pelos profissionais da vigilância nas regionais e municípios.

“O uso do novo sistema poderá resultar em número mais alto de casos, em virtude da inserção de dados retidos do sistema SIVEP-GRIPE”, encerra a nota.

Opinião dos leitores

  1. ÓÓÓÓ, grande coisa!!! Com mais de um ano de atraso. O Município de Natal já utiliza há mais de uma ano um sistema similar, porém com mais robustez, desenvolvido pelo LAIS, e que já é exportado para outros estados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Greve dos terceirizados da Sesap

O SIPERN, sindicato que representa grande parte dos trabalhadores de empresas contratadas pela SESAP/RN para terceirização de serviços de apoio nos hospitais do Estado do RN, em contato com o Blog, inicialmente, comunicou o início de movimento grevista para cobrar o pagamento dos salários em atraso.

Contudo, no fim da manhã, enviou a seguinte correção ao Blog:

Venho informar que cometemos um erro, e viemos pedir uma correção na nota do SIPERN. As empresas JMT e Petrogas já regularizaram o pagamento dos salários.

Pedimos desculpas pelo equivoco.

Informamos ainda que tivemos rodada de negociação virtual hoje, na SRTE/RN. Contudo, embora presentes a SESAP/RN, com a ausência da SEPLAN/RN não pudemos avançar nas negociações, tendo que remarcar a mediação.

Opinião dos leitores

  1. Venho informar que cometemos um erro, e viemos pedir uma correção na nota do SIPERN.
    As empresas JMT e Petrogas já regularizaram o pagamento dos salários.
    Pedimos desculpas pelo equivoco.
    Informamos ainda que tivemos rodada de negociação virtual hoje, na SRTE/RN. Contudo, embora presentes a SESAP/RN, com a ausência da SEPLAN/RN não pudemos avançar nas negociações, tendo que remarcar a mediação.

  2. Façam Teve mesmo, vocês são seres humanos e tem suas contas pra pegar . Os professores Estaduais estão com salários em dias e se recusam a trabalharem.
    Vergonha pra esse governo inepto e caloteiro.

    1. Estamos trabalhando três vezes mais do que o normal, coma adequação dos trabalhos de aula online, envio de exercícios pra quem dispõe de celular, e entrega de trabalhos escritos de forma presencial semanalmente ou quinzenalmente! Sem contar com as “intermináveis” planilhas que nos chegam. Procure se informar mais cidadão, e pare de “destilar” asneiras.

    2. Calígula pedindo greve, virou Comunista, “cumpanhero”

  3. Que vergonha Governadora. Não pagar os funcionários terceirizados, sabemos da sua incompetência em gerir o Estado, mas atrasar salários ai é demais.
    Hô Governo do Estado fraco é esse.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap emite nota de alerta sobre as hepatites virais no RN; saiba onde realizar o teste rápido

Diante da redução das testagens virais devido à sobrecarga no sistema de saúde com a Covid-19, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Programa Estadual IST/AIDS e Hepatites Virais da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige), alerta a população sobre os casos de infecções por hepatites virais no Rio Grande do Norte e orienta sobre a realização de testes rápidos para detecção das doenças.

As hepatites virais são doenças causadas por diferentes vírus que provocam alterações no fígado. No Brasil, as mais comuns são causadas pelo vírus A, B e C. Na maioria das vezes, as pessoas não apresentam sintomas ou desconhecem ter a infecção, tornando-se portadoras do vírus B ou C, aumentando os riscos da infecção evoluir e virar crônica, causando danos graves ao fígado, como cirrose e câncer.

De acordo com a nota emitida pela secretaria, atualmente, no Rio Grande do Norte, há 144 pessoas realizado tratamento para hepatite B e 32 para hepatite C. Em 2020, foram confirmados 155 casos de hepatites virais no RN, sendo 01 caso de hepatite A, 43 casos de hepatite B, e 111 casos de hepatite C, apresentando uma redução de 33,5% nos casos confirmados em relação ao ano anterior.

Além desses dados, o monitoramento realizado através do Sistema de Controle Logístico de Insumos Laboratoriais (SISLOGLAB) mostra uma redução de 18% e 25%, nos anos de 2019 e 2020, respectivamente, no número de testes rápidos para hepatite B e C realizados no estado.

Teste Rápido

Considerando esse cenário, a Sesap informa a população que os testes rápidos são disponibilizados pelos SUS e podem ser realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) dos municípios e nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA’s).

É importante destacar que o diagnóstico das hepatites virais ocorre, geralmente, após a testagem rápida de rotina ou doação de sangue. Assim, se faz necessário a ampliação da realização de testes rápidos de hepatite B e C para o diagnóstico precoce das doenças.

Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais

Apesar do declínio nas notificações de casos, os esforços para enfrentamento das hepatites virais não podem ser paralisados ou atenuados. Nesse sentido, em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, celebrado no dia 28 de julho, a Sesap, através do Programa Estadual IST/AIDS e Hepatites Virais, recomenda para os municípios a continuidade da oferta dos serviços de vacinação contra hepatite A, conforme faixas etárias preconizadas pelo Ministério da Saúde, e contra a hepatite B para todas as faixas etárias; a realização da testagem rápida para Hepatite B e C; além da distribuição de preservativos e definição de estratégias, seguindo as diretrizes nacionais, a fim de garantir condições de segurança para população e equipes da saúde.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Casos de dengue preocupam Sesap, principalmente, em municípios que fazem limite com Santa Cruz; Zika em mulheres em idade fértil é fator de preocupação no RN

Foto: Breno Esaki/Saúde-DF

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nesta segunda-feira (14), o mais recente boletim epidemiológico das arboviroses no Rio Grande do Norte, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica (SE) 1 até a 20, encerrada em 22 de maio de 2021.

Segundo o boletim, foram notificados 2.145 casos suspeitos de dengue no RN, dos quais foram confirmados 311 casos, 796 descartados e considerados casos prováveis 1.349. Nesse período, foi observada uma incidência de 38,46 casos prováveis por 100.000 habitantes. Em 2020, no mesmo período epidemiológico, foram notificados 6.381 casos, sendo confirmados 1.599, descartados 3.021, considerados casos prováveis 3.360, com uma incidência de 95,81 casos prováveis por 100.000 habitantes. Houve, então, uma redução nos números da dengue de 2020 para 2021, comparando-se os mesmos períodos epidemiológicos.

Diante da análise dos dados, a quinta região do estado está com a situação preocupante, principalmente os municípios que fazem limite com o município de Santa Cruz. “Estamos fazendo operações nessa região para tentar frear o número de casos. Atuamos junto aos municípios de Coronel Ezequiel, São Bento do Trairí e estamos fazendo operação nesse momento em Bom Jesus com prevenção e orientação à população”, ressalta Débora Mayara – Coordenadora do Núcleo de Arboviroses.

Outro ponto crítico é o encerramento dos casos nos municípios. “Muitos municípios não estão investigando, o que ressalta o número alto de notificações, porém sem confirmações. A Sesap está com equipe, junto à gestão dos municípios para que possam prosseguir nas investigações e possamos ter os números efetivos do número de casos e assim atuar de forma mais contundente contra as arboviroses”, disse a coordenadora.

Quanto à distribuição no estado, foi constatada a incidência de dengue em todas as regiões do RN, estando as maiores taxas na V Região de Saúde, especificamente nos municípios de Santa Cruz e São Bento do Trairi. A comparação dos casos prováveis de dengue, considerado a faixa etária, no período da Semana Epidemiológica 1 a 20 dos anos de 2020 e 2021, mostra que a maioria deles se concentra em adultos a partir dos 20 anos de idade.

Com relação à comparação dos casos prováveis de dengue, considerando o sexo, no período da SE 1 a 20 dos anos 2020 e 2021, o boletim aponta que o sexo feminino apresentou um diferencial a mais na concentração dos casos, principalmente no ano 2021. No que diz respeitos aos óbitos, nesse período epidemiológico, foi confirmado 1 óbito por dengue em 2021, enquanto que em 2020, 5 óbitos foram confirmados.

Chikungunya

Foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 20, 2.204 casos da doença, sendo confirmados 155, descartados 236, sendo considerados casos prováveis 1.968. Nesse período, o RN apresentou uma incidência 56,12 casos prováveis por 100.000 habitantes. Em 2020, no mesmo período epidemiológico, foram notificados 2.459 casos, sendo confirmados 1.203, descartados 641, casos prováveis 1.818, com uma incidência de 51,84 casos prováveis por 100.000 habitantes.

Assim como ocorreu com a dengue, foi observada uma grande concentração da incidência de chikungunya na V Região de Saúde, estando as maiores incidências nos municípios de Santa Cruz (3.896.76 casos/100.0000 habitantes) e São Bento do Trairi (1.371,09 casos/100.000 habitantes).

A comparação dos casos prováveis de chikungunya, considerado a faixa etária e o sexo, nas semanas epidemiológicas de 1 a 20 dos anos de 2020 e 2021, mostra o crescimento nas notificações de casos em pessoas a partir de 35 anos de idade e do sexo feminino.

Quanto aos óbitos, nesse período epidemiológico, não foi confirmado nenhum óbito por chikungunya em 2021, enquanto que em 2020, 1 óbito foi confirmado.

Zika vírus

No Rio Grande do Norte, em 2021 da semana epidemiológica 01 a 20, foram notificados 116 casos de Zika, sendo confirmados 17, descartados 36 e considerados casos prováveis 80. Nesse período a incidência foi de 2,28 casos prováveis por 100.000 habitantes. Em 2020, no mesmo período epidemiológico, foram notificados 423 casos, sendo confirmados 58, descartados 274, 149 casos prováveis, apresentando uma incidência de 4,25 casos prováveis por 100.000 habitantes.

A distribuição espacial da incidência de Zika por município de residência e Região de Saúde, no período analisado, ocorreu de forma heterogênea, no entanto, o município de Santa Cruz na V Região de Saúde concentra a mais alta incidência do RN.

Comparação 2020 e 2021

A comparação dos casos prováveis de Zika, considerado a faixa etária, nas semanas epidemiológicas de 1 a 20 dos anos 2020 e 2021 mostra que, apesar do ano 2021 apresentar um menor número de casos, a faixa etária de adultos entre 20 a 34 anos apresenta uma maior concentração de doentes com Zika, acometendo, com maior prevalência, as pessoas do sexo feminino.

O quantitativo de casos de Zika em mulheres em idade fértil é fator de preocupação, principalmente se ocorrer em gestantes, devido à capacidade do Zika Vírus provocar microcefalia ou alterações no sistema nervoso central do feto gestado. No RN, até a Semana Epidemiológica 20 de 2021, foram notificados 34 casos de gestantes com Zika, dos quais 30 foram registrados em Santa Cruz.

Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti

Em abril foi realizado o 1º Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRA a-LIA) deste ano no RN, com o seguinte resultado 9 municípios se encontram em situação satisfatória, 48 municípios em situação de alerta, 72 municípios em situação de risco e 38 municípios, sem Informação.

Prevenção

A Sesap alerta para os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissores das arboviroses, já que a população desempenha um papel primordial no controle vetorial. São eles:

• Mantenham os quintais livres de possíveis criadouros do mosquito;

• Esfreguem com bucha as vasilhas ou reservatórios de água de seus animais;

• Não coloquem lixo em terrenos baldios;

• Mantenham as caixas d´água sempre tampadas;

• Observem vasos e pratos de plantas que acumulam água parada;

• Observem locais que possam acumular água parada como: bandeja de bebedouros e de geladeiras, ralos, pias e vasos sanitários sem uso;

• Recebam a visita do agente de endemias, aproveitando a oportunidade para tirar possíveis dúvidas;

• Mantenham em local coberto, pneus inservíveis e outros objetos que possam acumular água.

Opinião dos leitores

  1. Há uns 4 anos Japi teve um surto de zika e Chikungunya que até hoje algumas pessoas sofrem com as sequelas.

    1. A maior doença que aconteceu em Japi, foi o ladrão ter deixado um elemento que não é da nossa cidade, ter sido contaminado pelo nosso gentílico e estar sujando o nosso povo.

  2. Vixe ,pensei que não existia mais essas doenças, covid baixando e elas voltando , coincidência não ?

  3. BG!
    Tem que fazer outra CPI circense, bota esses três ilustres senadores, Renan, Aziz e o caba dpvat pra apurarem, esses casos de dengue é culpa do PR Jair Bolsonaro.
    Rsrsrs…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Sesap recebe nova carga de vacinas contra a Covid-19 com 43.290 doses

Fotos: Raiane Miranda

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebeu nesta terça-feira (8) mais um lote de vacinas contra a Covid-19. A carga de 43.290 doses foi encaminhada do Aeroporto Internacional de São Gonçalo para a Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), onde será catalogada e separada para a distribuição entre os municípios.

As vacinas da Pfizer serão destinadas para a aceleração do processo de imunização dos grupos prioritários que estão sendo atendidos no momento, em especial as grávidas e puérperas.

Os dados recolhidos e analisados pela Sesap apontam uma alta recente no índice de morte por Covid-19 entre as grávidas. Como o imunizante da Pfizer é o único disponível para aplicação neste grupo, a Sesap vem orientando aos municípios que o imunizante seja usado prioritariamente entre elas.

Em paralelo, a Secretaria está articulando junto às gestões municipais uma ação especial no próximo sábado (12), com foco na vacinação de gestantes.

O lote, segundo a orientação do Ministério da Saúde, também inclui unidades para a primeira dose de trabalhadores da educação e do transporte aéreo, forças de segurança pública e forças armadas.

 

Opinião dos leitores

  1. Alguém quer vacina da covid? Ah, todos querem,porém , vou falar com consegui a vacina. Bom, tem que roubar ou até furta , na cadeia todos serão vacinados antes do povo de bem! Viva o PT de Fátima GD.

  2. Sou cidadão, tenho 55 anos pago meus impostos e não tenho esperança de ser vacinado, agora se eu roubar, matar, traficar ou cometer qualquer crime, e for preso,amanhã mesmo já sou vacinado. Tem algo errado nesse país de bolsonaro e luladrão. País de cafajeste e palhaços

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Comitê Científico informa que pandemia no RN piorou e secretário de saúde Cipriano Maia diz que quadro atual “é de extremo alerta”; decreto atual expira em uma semana

Foto: Sandro Menezes

O secretário de Saúde do Estado, Cipriano Maia,  alertou em coletiva no início da tarde desta quarta-feira (2), informações do Comitê Científico de enfrentamento à pandemia no estado, que a situação da pandemia da covid-19 no Rio Grande do Norte piorou em alguns aspectos.

Na companhia do diretor do hospital Giselda Trigueiro, André Prudente, o secretário de saúde Cipriano Maia reforçou a necessidade de medidas de proteção individual, como o uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social.

Para o titular da Sesap, o cenário epidemiológico feito semanalmente pelo comitê científico teve poucas alterações, com piora em alguns aspectos, e o quadro atual “é de extremo alerta e exige de todos nós a atenção e concentração para nos proteger”.

Segundo Maia, a pactuação de restrições regionais no Alto Oeste, Vale do Açu, Região Central e parte do Seridó têm contribuído para evitar a piora do cenário nesses locais.  Apesar de não falar diretamente sobre qual será a postura do Governo do Estado após o decreto em vigor expirar, Cipriano Maia disse que é importante que a situação seja discutida regionalmente.

Opinião dos leitores

  1. Muito Estranho as Atitudes dos ministérios públicos estadual e federal, com respeito ao NÃO combate RIGOROSO e EFETIVO por parte do governo e prefeituras para conter a Disseminação do covid-19. Porque TUDO é na base do FAZ de CONTA, Mentiras e Enganação. Não existe INTERESSE, CORAGEM, DETERMINAÇÃO e VONTADE POLÍTICA para Combater a Disseminação do vírus. Tudo é pensado e Feito para arrecadar mais e mais Impostos. Basta vê que mês a mês o estado tem Superávit de Receita e um número cada Vez Maior de novos Infectados e MORTOS. Vamos acordar Justiça. CHEGA de FAZ de CONTA. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS. Alô justiça.

  2. Já sabemos, querem extorquir mais o GF.
    Bando de ladrões e genocidas.
    #ForaFatãoGopi
    #PTNuncaMais

  3. Boa tarde.por isso q o meu nao vai se tiver.sao vidas q estao em jogo.pais,alunos,professores e funcionarios das escolas e familiares de todos.isso é um absurdo.tao cedo o RN voltara ao normal.os coitados dos professores sem tomar a vacina. Isso .é serio nao é brincadeira.

  4. A vacinação avança…A economia dá sinais de recuperação…Projeções de crescimento do PIB melhoram a cada dia…Dólar cai…”PRECISAMOS FAZER ALGO SENÃO O HOMI SE RE-ELEGE”…

  5. Se as universidades passarem pra presencial aí é que o desmantelo vai ser grande. Todos os dias em escolas aparecem caso e agora algumas direções mandam seguir as aulas normais. Cadê a fiscalização nas escolas?

    1. Concordo com você PG. Tem escola particular em Natal com casos de Covid no Fundamental 1. Crianças de 4° e 5° anos e a única medida foi o aluno não assistir aula presenciais depois de confirmado, mas a turma e os professores continuaram com as aulas presenciais normalmente como se age em um caso de resfriado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap confirma investigação para detecar no RN possíveis variantes da cepa indiana

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) informa que o Rio Grande do Norte inicia esta semana o envio de amostras para detectar possíveis variantes da cepa indiana. Serão priorizadas amostras que atendam a critérios clínicos epidemiológicos.

Segundo o órgão,  as mostras, de um paciente suspeito que teve contato com paciente positivo para a cepa, será enviada para a Fiocruz e IEC – Instituto Evandro Chagas com a finalidade de investigar possível contaminação pela nova variante no Estado.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *