Site transmitia ao vivo câmeras escondidas em quartos de hotel

Estima-se que o canal tenha mais de quatro mil membros pagantes com acesso a esse material

Quem nunca teve a sensação de estar sendo observado? No caso dessas pessoas, elas estavam sendo. Quatro pessoas foram presas por participar de um esquema envolvendo espionagem de 42 quartos de hotel na Coreia do Sul. Se já não bastasse serem observados, as pessoas tinham seus vídeos transmitidos ao vivo para até 1.600 pessoas através de um site. Estima-se que o site transmitiu esses vídeos para mais de 4.000 membros, esse é o número dos que pagavam pelo acesso.

Segundo o site Korean Herald, as câmeras utilizadas para essa prática tinham lentes de 1 milímetro e eram instaladas em TVs, interruptores de luz e outros dispositivos aparentemente inofensivos de um quarto de hotel. Ainda segundo o que foi apurado pela Agência de Polícia Metropolitana de Seul, o esquema chegou a 30 hotéis diferentes, em 10 cidades do país. Nota-se que não era um esquema amador, era algo bem grande e muito bem orquestrado.

Alguns detalhes não estão claros, como a maneira com que a polícia soube de tal esquema. Porém, alguns fatos divulgados são preocupantes. Diz-se que as filmagens secretas aconteceram entre 24 de novembro do ano passado e 2 de março deste ano, o que significa que isso acorria até poucas semanas atrás. O polícia ainda disse que o site responsável pela divulgação desse material está hospedado fora do país.

Está sendo apurado que supostamente noventa e sete pessoas compraram mais de 800 vídeos, gerando ao site um lucro de cerca de US$6.200. Os administradores do site, se forem considerados culpados, podem pegar até cinco anos de prisão.

Olhar Digital, via Mashable