Empresários aprovam implantação de estacionamento rotativo em Natal; entenda modelo proposto

A implantação de estacionamento rotativo em algumas ruas do comércio de rua da capital potiguar foi aprovada por empresários na noite dessa quarta-feira, 20, em assembleia realizada na Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal. Participaram da assembleia lojistas do Centro da Cidade, Alecrim, Tirol, Petrópolis e Ribeira.

Com a aprovação do projeto, a CDL Natal encaminhou para Prefeitura do Natal um documento oficializando a aceitação do estacionamento rotativo, para que o executivo municipal possa dar andamento ao processo. A previsão, de acordo como presidente da CDL Natal é de que em julho deste ano o procedimento de implantação seja iniciado por parte da prefeitura.

No modelo proposto pela CDL Natal o pagamento pelo estacionamento será proporcional ao período em que o carro ficar parado na vaga. O tempo limite de cada veículo é de 2hs, ao custo de 0,033 por minuto, totalizando R$ 2,00 por hora. O pagamento poderá ser efetuado via aplicativo de celular ou em pontos credenciados. A cada 50 lojas, deverá ter um ponto credenciado para vender o crédito para estacionar. A ideia é gerar rotatividade nas ruas aonde o estacionamento for implantado. Explicou o presidente da CDL Natal Augusto Vaz. “O comércio da rua da nossa cidade está prejudicado pela falta de vagas para estacionar. Acredito que nesse modelo de estacionamento vamos gerar mais fluxo de consumidores na região. Todos nós quando hoje vamos ao centro ou alecrim por exemplo, sabemos o quão difícil é para estacionar. Na maioria das vezes terminamos desistindo de ir até lá, destacou Vaz.

O presidente da CDL Natal disse ainda que desde 2015 vem conversando com os empresários e a prefeitura sobre o estacionamento rotativo, e que agora com a aprovação, acredita que o processo ande. Para a reunião dessa quarta-feira foram entregues em mãos 2.500 correspondências a lojistas e moradores das ruas aonde está sendo proposto a implantação do estacionamento rotativo. “Nós não estamos impondo o estacionamento. Acreditamos que ele será uma das soluções para a falta de vagas. Chamamos as pessoas para discutir, darem a opinião sobre o modelo proposto, e agora, com a aprovação, caberá a prefeitura a execução do projeto. Enfatizou o presidente da CDL Natal Augusto Vaz.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nathanael Medeiros disse:

    Olha que lindo, vai ter muito nego morrendo com essa história, pós olha o que eu acho sendo flanelinha, iai pra onde nos vai? Tirar agente da rua pra arrecadação de mais dinheiro pró governo que não faz nada, eu ESTOU desempregado e a única solução foi ir pras ruas pastorar carro, por que não tinha onde trabalha, e tiro o sustento do meu filho das vagas, aí vem o cara desse pensa que vai ajuda, sendo que vai coloca vários flanelinhas na rua, sei que tem vários que do que dinheiro pra droga, mais sei que metade dos flanelinhas da cidade alta sou gente do bem, antes de aprovar um projeto desses olhem quem ta lá, procure ajuda los e não tirem a única esperança que eles tem.

  2. Patrícia disse:

    Não sei pq o povo perde tempo quebrando cabeça no comércio de rua. Os shoppings estão cada vez mais completos. Levei minha mãe ao médico no Natal shopping, fiz exames, marquei dentran, lanchei, tudo seguro e tranquilo. Vamos se atualizar, meu povo!

  3. Adriano disse:

    E mais sou morador e comerciante e não recebi convite em maos nenhum…embuste senhor Augusto.

  4. Adriano disse:

    Ninguém aprovou nada…o que houve foi uma reunião mascarada com 50 pessoas e os moradores ja já se organizam para uma ação pública com o fim de brecar esse absurdo que visa enriquecer alguém e aumentar absurdamente a arrecadação da prefeitura.

  5. Carlos disse:

    Acho interessante essa onda dos políticos que se dizem liberais, mais fazem de tudo para enriquecer o estado.
    – IPTU de 1% do valor venal para imóveis comerciais;
    – aumento da verba de gabinete dos vereadores;
    – aumento das passagens de ônibus (quem tem empresa sabe como é caro o pagamento desses vales);
    – cobrança de estacionamento 33 centavos por 10 minuto, ou seja, 4,00 por duas horas.

    No caso do estacionamento, isso afasta ou atrai os clientes?
    Para onde vai esse dinheiro?
    No caso de arrombamento dos carros, a prefeitura vai arcar com as despesas?

    Não consigo enxergar esse liberalismo tão cantado em verso e prosa.

  6. Francisca disse:

    Lá em João pessoa tinha zona azul, não sei se tem ainda vc estacionava o carro e pagava uma tacha e tinha um tempo se vc fosse pra outro lugar era só mostra o papel e não pagava nada será que é assim que querem fazer.

  7. Elineuza disse:

    A rua é do público até isso pra onde vai o dinheiro? Pra enriquecer a prefeitura.

  8. Pedro Catunda disse:

    Projeto Bonito! Incentivar o estacionamento nas ruas, interditando uma ou duas vias. Porque estes empresários não elaboram um projeto de parceria com prefeitura para ocupar os terrenos e prédios abandonados na cidade, transformando em estacionamentos verticais, como acontece nos grandes centros?

  9. Cabral disse:

    Sempre criando manobras para arrecadar ainda mais da população, vergonha!
    Natal infelizmente é um péssimo local para se viver ou morar, nada funciona, segurança 0 e pessoas mal intencionadas como essas ainda inventando mais tributos para população.

  10. ISABEL disse:

    JÁ NÃO HÁ ATRATIVOS NO COMÉRCIO DE RUA. AGORA É QUE OS SHOPPINGS VÃO BOMBAR.

  11. Cidadão disse:

    O que é que tem a ver começar a cobrar estacionamento na via pública, p poder gerar mais vagas!? As vagas já foram criadas há algum tempo já p as pessoas estacionarem e se dirigirem a lojas, farmácias, clínicas e etc… Quer dizer que o cidadão que vai a um médico por exemplo, e terá que esperar 3hr p ser atendido, daí sem cobrar ele passará as 3hr e cobrando ele vai passar 30 min e vai retirar o carro p colocar em outro canto, é? A pessoa fica estacionado o tempo necessário p/ resolver o que foi resolver, e depois vai embora. Só aqui mesmo p ver uma "idéia$$$" dessa.

  12. Antônio disse:

    Perfeito! Já devia existir há muito tempo!
    Vai gerar emprego , receita, e maior número de consumidores.