Com gestão infeliz, Janot quase pediu sua própria prisão preventiva, diz Gilmar Mendes

Foto: Marlene Bergamo – 9.jun.2017/Folhapress

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), voltou a criticar nesta sexta-feira (15) o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao compará-lo ao médico Simão Bacamarte, de “O Alienista”, clássico do escritor Machado de Assis. Na história o médico resolve internar a si próprio em um hospício.

“Acredito que a gestão do procurador Rodrigo Janot na Procuradoria-Geral da República foi sem dúvida alguma a mais infeliz, a mais desastrosa. Faltou institucionalidade, houve abuso de poder, houve tentativa de transformar a Procuradoria em palanque político. O procurador-geral quase que chegou à situação tal qual o personagem principal do livro ‘O Alienista’. Ao final de seu mandato, quase que o procurador-geral pediu sua própria prisão preventiva”, disse Gilmar em entrevista coletiva em Foz do Iguaçú (PR). Ele esteve na cidade paranaense para a abertura da reunião de autoridades eleitorais do Mercosul.

O texto mencionado pelo ministro do STF narra a história de um médico psiquiatra vaidoso que, ao retornar à sua cidade natal, constrói um manicômio e passa a internar praticamente todos os moradores da localidade. Ao final, o médico percebe-se errado em suas teorias e decide liberar todos seus pacientes para, em seguida, internar a si próprio, sozinho, dentro de um hospício.

Gilmar justificou suas críticas ao comentar o episódio envolvendo o ex-procurador Marcello Miller. “Eu não tenho conhecimento na história da Procuradoria-Geral da República sobre episódios de corrupção da dimensão que observamos no mandato do Janot. Até então, este era um órgão praticamente imune a esse mal. Aqui ou acolá via-se alguma história isolada, mas agora assistimos escândalos de forma centralizada, no núcleo de combate à corrupção, dentro do gabinete do procurador-geral. E não há o que ele dizer que não tem responsabilidade. A responsabilidade sobre este caso é dele. Porque ele é o chefe da instituição”, disse.

LITERATURA

Nessa quinta (14), instantes antes da última sessão plenária do STF com Janot na condição de chefe da Procuradoria, o ministro disse: “Eu diria em relação ao procurador-geral Janot uma frase de Bocage: ‘Que saiba morrer quem viver não soube'”, afirmou, citando o poeta português Manuel Du Bocage (1765-1805).

Janot devolveu a provocação, também nesta quinta, depois de falar sobre os ataques que sofreu: “Mas tudo isso já encontra-se no passado. Os mortos, então, deixai-os a seus próprios cuidados”.

Ao passar pelos corredores do evento em Foz do Iguaçu na manhã desta sexta, Gilmar demonstrava descontração com o episódio passado e sorria ao comentar sua repercussão em conversas com assessores e magistrados que também participavam do encontro.

À Folha disse de sua expectativa em torno da posse da nova procuradora-geral, Raquel Dodge. “A grande missão da procuradora Raquel Dodge é praticamente reconstruir a Procuradoria. Pelo menos reconstruir a sua cúpula. Ela tem um grande desafio pela frente.”

O mandato de Janot termina oficialmente no domingo (17). Já na segunda-feira (18) Raquel Dodge passa a ser a nova ocupante do posto.

Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Braga disse:

    Após cruzar informações com datas e relatos de propina e corrupção, Rodrigo Janot conseguiu traçar a rota da propina entre a Odebrecht e o grupo comandado por Michel Temer; os valores são oriundos de contrato de US$ 825 milhões entre a construtora e a área Internacional da Petrobras, segundo os colaboradores; Janot ressalta que depósitos realizados no exterior pela empreiteira, supostamente em benefício do PMDB, foram feitos em datas próximas a uma reunião em que Temer teria comparecido, ao lado de executivos e também dos ex-presidentes da Câmara, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves.

  2. Hélio Oliveira disse:

    Bom dia!
    Gilmar hoje na República de Curitiba haverá Ato de Repúdio ao seu comportamento comprometedor dos seus posicionamentos.
    Ser a que não é hora de repensar seus valores. Em especial, etcos morais?

  3. BR disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. BR disse:

    Tá bom de ficar calado, Gilmar! Senão quem vai ter prisão preventiva é você.

  5. Edmundo Pereira disse:

    Esse cara é ridículo.

  6. Rosa Medeiros disse:

    Cabra safado esse Gilmar Mendes… Janor deveria ter denunciado vc seu boca de suvela babão.

  7. flcortêsjú[email protected] disse:

    Fica difícil para o povo brasileiro acreditar nesta turma do STF, um manda prender. O colega manda soltar . As leis são feitas no intuito de defender políticos , e condenar quem nada tem haver com a roubalheira no Brasil , particadas por políticos sem qualidades .

  8. Souza disse:

    Aí fala besteira…..Esse cara é normal…??????

  9. Ana disse:

    Esse gilmar é um bandido mesmo. Sua parceria com a nova presidenta da PGR, Raquel Dodje, pode trazer um grande retrocesso na luta contra a corrupção. Indicada por Temer, vai tentar melar o jogo.

    • Edmundo Pereira disse:

      Não acredito em coincidência, seria muita ingenuidade de minha parte.
      A maioria dos HC que ele concedeu a diversos empresários e falsos empresários, envolvia vínculos de amizade e financeiros.

      E o Janot ainda leva a culpa.

  10. Silva disse:

    Não acho não, a passagem de Janot pelo PGR foi espetácular, denunciou corruptos de todos partidos, isso nunca foi visto no País já entrou para a história do Brasil pelo grande serviço prestado a nação. Deve entrar pra politica e ser logo candidato a PRESIDENTE. Pense num cabra de coragem, ele e o juiz Moro. Fantásticos!!!!

  11. Cesar b disse:

    Janot é o verdadeiro HERÓI do povo brasileiro.
    VIVA JANOT, fará muita falta.

    • Edmundo Pereira disse:

      Esse Gilmar Mente, é um ministro que não faz jus pertencer ao STF, só está criticando o PG, porque teve levantado o pedido de suspeição.
      Se ele tivesse idéia de quanto é odiado pelo povo brasileiro.