Projeto vencedor do BID UrbanLab traz nova proposta para revitalizar Ribeira

Divulgação Semurb

O projeto “Olhos da Ribeira”, grande vencedor do concurso urbanístico UrbanLab promovido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) foi apresentado à sociedade, nessa terça-feira (12), durante o Seminário Ribeira em Foco II: Concurso Universitário BID UrbanLab Brasil – Olhos da Ribeira. O evento promovido pela Prefeitura do Natal, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), ocorreu no Hall do Terminal de passageiros de Natal, na Ribeira, das 8h às 16h.

O evento contou com a participação de André Cobbe e Clementine Tribouillard, representantes do BID, Diana Motta, do Ministério das Cidades, além de representantes da Caixa Econômica Federal e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). E foi dividido em dois momentos, pela manhã, as instituições promotoras do concurso e com atividades e interesses no bairro conheceram a proposta do projeto “Olhos da Ribeira” formulado pelos estudantes Marcela Farkat, Dmetryus Targino, Nicholas Martino e Mariah Oliveira sob sob a orientação da professora Ruth Ataíde do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFRN.

O “Olhos da Ribeira” ganhou destaque no concurso ao colocar como foco principal a entrada dos pequenos investidores para financiar ações de revitalização para a Ribeira”. Para o secretário da Semurb, Daniel Nicolau, a construção de um processo de revitalização como este necessita de uma soma de fatores para lograr êxito, sendo o fator tempo, um dos maiores aliados no processo.

“A construção deve acontecer de forma bem planejada e contando com a colaboração de diversos atores da sociedade, uma vez que, devemos unir forças na busca de um objetivo comum, que no caso é mostrar o grande potencial que há dentro do bairro da Ribeira” afirma Nicolau.

O projeto aposta na inovação e na integração de diversos fatores, que vai desde o incentivo as atividades de pesca, cultura, arte, lazer a moradia. Seu diferencial são as inovações propostas para o bairro, que é a criação de uma plataforma online participativa, que pudesse articular os diversos atores e incentivar a população a se apropriar do projeto. Uma dessas formas seria a de participar na decisão e financiamento dos projetos, por meio de mecanismos de crowdfunding imobiliário, no qual a população pudesse investir em determinados projetos em troca de contrapartidas financeiras ou mesmo da valorização de cotas imobiliárias. Esse modelo já é adotado em outras cidades brasileiras.

Segundo Nicholas Martino, integrante do grupo vencedor, participar de um concurso dessa magnitude lhe dá a oportunidade de crescer como profissional, uma vez que todo o processo exige um nível elevado de interação entre as inúmeras áreas de conhecimento da sua formação. “Devido a complexidade que envolve o processo, devemos planejar cada passo que deverá ser dado e como este passo será realizado e financiado. O foco da equipe agora é conseguir tirar do papel todo o processo” finaliza o estudante.

Ao todo o concurso urbanístico reuniu 40 projetos em sua fase inicial, ao qual, no decorrer da seleção, apenas três foram para a final, sendo o da UFRN o vencedor. “O UrbanLab visa trazer soluções criativas e inovadoras para os problemas urbanos da América Latina e do Caribe, com a participação de estudantes, professores universitários e jovens profissionais”, explica André Cobbe, representante do BID.

Já a tarde foi aberto ao público em geral, que além de conhecer o projeto “Olhos da Ribeira” também assistiu a palestra da consultora Sênior em Urbanismo e Desenvolvimento Urbano e Regional, Alejandra Devecchi, com um estudo de caso urbanístico revitalização de áreas centrais realizado em Manaus. Em seguida foi aberto um espaço para questionamentos dos participantes.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto disse:

    Deixem pelo menos o resto da cidade retornar a viver.

Projeto de Natal vence concurso internacional para revitalizar Ribeira

Primeira cidade do Brasil escolhida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o concurso urbanístico UrbanLab, Natal foi o centro das atenções na cerimônia realizada nesta terça-feira (28) em Washington (EUA). A solenidade escolheu o projeto “Olhos da Ribeira“, produzido por alunos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), como vencedor do concurso. O prefeito Carlos Eduardo participou da cerimônia na capital norte-americana, acompanhado da secretária municipal de Meio-Ambiente e Urbanismo, Virgínia Ferreira. Ambos a convite e com despesas custeadas pelo BID.

Formulado pelos alunos Marcela Farkat, Dmetryus Targino, Nicholas Saraiva, Mariah Oliveira e sob a orientação da professora Ruth Ataíde, o projeto “Olhos da Ribeira” centra seu foco na entrada dos pequenos investidores para financiar ações de revitalização para a Ribeira. Uma proposta que abre a possibilidade dos próprios natalenses serem uma espécie de “sócios” da cidade. O projeto dos representantes potiguares convenceu a comissão julgadora formada pelo BID e acabou derrotando os outros dois finalistas: os projetos “Reviva Ribeira”, feito por alunos da Universidade de São Paulo (USP), e “Retoma Ribeira“, de estudantes da Universidade de Brasília (UnB).

O prefeito Carlos Eduardo não escondeu a satisfação pelo fato da vitória ter sido de potencial duplo para Natal. Ele destacou que, a partir de agora, a meta é redobrar os esforços para buscar os recursos necessários para tirar o projeto premiado do papel e concretizá-lo para benefício da Ribeira e da cidade. “A proposta dos estudantes natalenses aponta caminhos muito promissores para a Ribeira. Mas temos agora o dever de empreender meios para que esta proposta vencedora evolua para a ação concreta e chegue ao estágio da transformação que se pretende para a Ribeira”, conclamou o prefeito, colocando a Prefeitura de Natal à disposição para atuar nesse processo.

Para o presidente do BID, o colombiano Luis Alberto Moreno, Natal foi escolhida pela instituição por conta do desafio representado pela Ribeira. “O bairro vai permitir que possamos promover a reabilitação de uma área importante do Centro Histórico de Natal, que hoje possui áreas abandonadas, imóveis vazios e espaços deteriorados. Além disso, a Ribeira está localizada em uma região privilegiada, às margens do Rio Potengi, e apresenta forte vocação cultural com seus casarões, teatros e museus”, destacou o presidente do BID, que elogiou a Prefeitura pelo apoio e pela parceria no Urban Lab. “A Prefeitura e sua equipe estão de parabéns por sua atuação em todas as fases do concurso, do seu início até este dia de premiação”.

Com a definição do projeto vencedor, o UrbanLab de Natal entra agora em uma nova etapa, com a marcação de reuniões e visitas técnicas entre os autores da propostas e representantes da Prefeitura, do BID, do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal (os dois últimos também parceiros do concurso). O objetivo é unir esforços para que a Ribeira possa dispor de uma melhor estrutura urbana, voltar a atrair grande parte da população por sua área e reviver os tempos em que impulsionou o crescimento da cidade. Em Washington, Natal foi a grande vencedora.

Após a cerimônia de premiação na sede do BID, o prefeito Carlos Eduardo, a secretária Virgínia Ferreira e o secretário-adjunto de Comunicação Social, Marcos Alexandre (também integrante da comitiva da Prefeitura), foram recebidos pelo embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Sérgio Amaral, juntos com os participantes do concurso e do BID na sede da Embaixada.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Oh! Ribeira sem fim, sem eira nem beira.

  2. euzim disse:

    Pena o projeto vai ficar só no papel, assim como a ampliação da Av. Engenheiro Roberto Freire e outras obras em Natal. Povo aqui é avesso ao progresso.

  3. Jacil disse:

    LULA TEM MEU VOTO…COM CERTEZA…ESSE FEZ MUITO PELO BRASIL…

    • Rian Toledo disse:

      Podemos até listar muito desses feitos:
      Populismo irresponsável;
      Deixou 13 milhões de desempregados;
      Retrocedeu a produção industrial a década de 80;
      Permitiu a volta da inflação;
      Fez a economia nacional voltar a números dos anos 90;
      Levou a petrobras a ter prejuízo;
      Acabou a instituição dos correios, a que mais tinha credibilidade no meio público;
      Permitiu que Bilhões fossem enviados a países sem condições de honrar os empréstimos do BNDES;
      Deu apoio incondicional as ditaduras de Cuba e da Venezuela;
      Aparelhou o estado e apoderou-se das instituições públicas;
      Institucionalizou a corrupção e levou a processos criminais do mensalão, petrolão e a lava jato
      e fez muito mais…

  4. Jacil disse:

    O PREFEITO NÃO INVESTE EM NADA…AGORA TIRAR PROVEITO DA MÍDIA.. DANDO A ENTENDER QUE ELE É UM GRAND E ADMINISTRADOR…PURA ILUSÃO DE ÓTICA.. .PÉSSIMO GESTOR…PASSA 4 ANOS DEIXANDO A CIDADE ABANDONADA..RETA FINAL QUANDO WUER SE CANDIDATAR INVESTE PARA CONFUBDIR…PRESTEM ATENÇÃO.. .NATAL INÍCIO DO ANO DO LIXO E BURAQUEIRA…ELE JÁ COMEÇOU A APARECER …OLHA O GOLPE….ESSE MARMANJO É COBRA CRIADA…..NÃO É A TOA QUE ESTÁ ATÉ HOJE A FAMÍLIA MONTADA NO PODER

  5. LULADRÃO disse:

    Esperamos que não seja somente mais um projeto de revitalização do lindo bairro da Ribeira. Tem que ser executado e colocado em prática. Quase toda capital tem o seu bairro antigo revitalizado e em Natal ninguém consegue transformar isso em realidade.

  6. Batista disse:

    Não falta quase nada!!….rssssssssssssss

  7. Almir Dionisio disse:

    Parabéns aos alunos pelo projeto, parabéns Natal pela escolha, a ribeira é um bairro com história para a nossa cidade e para o Brasil ,pena que nunca foi levado em consideração pelos políticos no sentido de preservar e valorizar a nossa cultura e patrimônio histórico.
    Quantos casarões históricos foram demolidos, uma perda irreparável para Natal.
    Esperamos agora que tudo mude e que tenhamos uma ribeira renovada e preservada.

  8. Viva 2018! disse:

    Maravilha! A Ribeira é linda, tem energia de anos de idas e vindas, prédios fantásticos. Só falta mais infra: restaurantes de qualidade, segurança, supermercado, shopping, mais barzinhos e noite! Foco na Rua Chile, pra dar as boas vindas aos que veem do Porto!