Secretaria de Administração do RN encerra nesta segunda inscrições de seleção para 38 bolsas de pesquisa; R$ 2 mil mensais, pelo período de 24 meses

A Secretaria de Estado da Administração do Rio Grande do Norte (Sead), por meio da Escola de Governo Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales (EGRN), em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (Fapern), tem nesta segunda-feira(18) seu último dia de inscrições para o Processo Seletivo Simplificado destinado à seleção de 38 profissionais técnicos de nível superior.

Oferta

As vagas são para graduados ou concluintes de graduação que apresentem, no ato da posse, certificado/declaração de que está concluindo curso reconhecido pelo MEC, para atuarem como pesquisadores-bolsistas em projetos de pesquisa e inovação em tecnologias sociais e em gestão pública, em conformidade com a Lei Federal nº 13.243/2016, que dispõe sobre estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação. Os pesquisadores atuarão no Projeto de Pesquisa “Modernização da Gestão Administrativa e Inovação”.

As áreas disponíveis são: Administração (07 vagas); Arquitetura (01); Ciências Contábeis (01 vaga); Direito (14 vagas); Engenharia Civil (01 vaga); Pedagogia (01 vaga); e Tecnologia da Informação (13 vagas). Conforme o edital, é reservado o percentual de 5% das vagas nas áreas com número igual ou superior a 05 vagas para pessoas com deficiência.

Inscrições

As inscrições são presenciais. O candidato deve entregar o formulário de inscrição (Ficha de Cadastro do Candidato a Bolsa de Pesquisa), disposto no Anexo 3 do Edital, juntamente com a documentação descrita no item 5.1, na sede da Escola de Governo, no Centro Administrativo do Estado, em Natal, no período entre 24 de outubro a 18 de novembro de 2019, no horário entre 8h30 e 15h.

Os documentos devem ser entregues em envelope lacrado após a conferência dos documentos pelo recebedor, com o título “INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO EDITAL Nº 004/2019”, devendo indicar a área da bolsa de pesquisa para a qual está concorrendo, não podendo um candidato inscrever- se para mais de uma vaga. Vale ressaltar que os candidatos que já se inscreveram para o processo seletivo do Edital Nº 003/2019 não precisam se inscrever novamente.

Seleção

A seleção acontecerá sob a responsabilidade da Comissão Julgadora do processo seletivo, sendo desenvolvida em três etapas distintas: análise do projeto de pesquisa submetido na inscrição, entrevista presencial e avaliação curricular. Os resultados das etapas serão divulgados no site da Escola de Governo e da Fapern.

O resultado final do processo seletivo está previsto para ser publicado no dia 09 de dezembro de 2019. O desenvolvimento das atividades vinculadas às bolsas está previsto para iniciar a partir do dia 10 de dezembro de 2019. O valor de remuneração das bolsas de pesquisa é de R$2.000,00 para os candidatos aprovados.

Confira o cronograma do novo edital e execução do Processo Seletivo:

Acesse:

Edital FAPERN/SEAD Nº 004/2019

Documentação exigida no ato da inscrição

Anexos: 

  • Anexo 03 – Ficha de Cadastro do Candidato a Bolsa de Pesquisa
  • Anexo 04 – Declaração (que não está em situação de mora ou de inadimplência junto a qualquer órgão ou entidade da Administração Pública)
  • Anexo 05 – Declaração (concorda com os termos do Edital para execução das atividades)
  • Anexo 06 – Declaração (não possui vínculo empregatício)
  • Anexo 07 – Declaração (apto a exercer às atribuições da bolsa de pesquisa)

Com informações do IFRN

Em entrevista, secretária de Administração do RN aposta em recursos extras e auditorias na folha para pagar salários e 13º de 2019

Em entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi, nesta segunda-feira (26), a secretária de Administração do RN, Virgínia Ferreira, responsável pela folha de pagamento do governo do Rio Grande do Norte, afirmou que a área econômica do governo estadual vem trabalhando para conseguir recursos extras para garantir o pagamento dos salários e do 13º de 2019. A perspectiva é que parte desses recursos sejam conseguidos com a venda da folha salarial ao Banco do Brasil. Ao mesmo tempo, o Estado trabalha na auditoria das folhas, para enxugar “inconsistências”.

A secretária ainda afirmou que a previsão é de que nos próximos dias os servidores voltem a ter acesso a empréstimos consignados, suspensos após o governo não repassar os pagamentos aos bancos. Veja entrevista completa aqui em texto na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fabrício disse:

    Sabemos que no Brasil a questão partidária sucumbe as pessoas e desde que o mundo existe vem sendo feitas seguidas auditorias e muito pouco é efetivamente resolvido.
    Recadastramentos foram feitos uns 03 nos últimos 12 anos e a folha continua com incontáveis problema e questões sem solução.
    Porém a secretária Virgínia é uma pessoa comprometida com o certo e muito focada na melhor solução dos problemas, diferente do a outros perfis que passaram pela secretaria de administração.
    Acredito que ela vai tomar as medidas certas e legais para dar resposta a grande parte dos problemas existentes hoje. Afinal quem trabalha, não é fantasma, não vive de protecionismo político ou se beneficia pela politicagem rasteira, não tem nada a temer.

  2. almir dionisio disse:

    Essas auditorias na folha fazem desde o governo de Rosalba e nada foi resolvido até o momento.
    Só piora.
    Precisamos de uma posição urgente.

    • M.D.R. disse:

      Quando chegam no GOVERNO, esquece tudo e nenhum momento falaram nos aumentos das arrecadações.